WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Clarificação da cerveja artesanal: aprenda mais sobre esse processo

A clarificação é realizada de forma muito simples em cozinhas bem planejadas. Para iniciá-la, é fundamental colocar água quente até a saída do cano que transporta o mosto na tina de clarificação

Clarificação da cerveja artesanal: aprenda mais sobre esse processo   Artigos Cursos CPT

 

A clarificação é feita na tina, tanque ou cuba de clarificação, constituída de uma peneira com características especiais tipo Screen Pack, que impede a passagem de partículas da casca do malte superiores a esse tamanho, e o vão maior inferior que impede, por sua vez, que o material que passou fique retido.

“É necessário transferir o mostro da tina de mostura para a tina de clarificação. Esse processo é realizado de forma muito simples em cozinhas bem planejadas”, afirma Adonay Anthony Evans, professor do Curso a Distância CPT Como Montar Uma Microcervejaria e Produzir Cerveja Artesanal, em Livro+DVD e Curso Online. Para iniciar esse processo, é fundamental colocar água quente até a saída do cano que transporta o mosto na tina de clarificação. Esse medida é fundamental para que o mosto tenha o mínimo de contato com o ar, diminuindo o processo de oxidação, que compromete a qualidade final da cerveja.

Quando o processo de transferência termina, sempre ficam resíduos de grãos na tina de mostura. Esses resíduos ainda possuem açúcares e, por isso, também devem ser transferidos para a tina de clarificação. Para isso, adicione um pouco de água quente na tina de mostura. O ideal é que seja adicionado cerca de 5% a 10% do volume total que havia no tanque de mostura. Como inciamos o processo de mostura com 70 L (para uma produção final de 100 L de mostura), deve-se acrescentar entre 3,5 e 7 L de água quente. Depois de acrescentar a água, deixe o agitador ligado por uns instantes para facilitar o carreamento dos resíduos que permaneceram e os transfira para atina de clarificação.

À medida que o mosto permeia a peneira, as cascas do malte moído vão ficando retiradas e se constituindo em um leito filtrante de grande eficiência, o mosto permeado, isto é, que passou pela peneira, retorna para a mesma tina de clarificação por meio da bomba de recirculação para ser outra vez misturado ao mosto original.

Esse processo é mantido até a filtração final, que pode ser identificada pela observação da passagem do mosto por um visor de vidro iluminado. Quando ele se apresentar o mais límpido possível, com reduzido caráter turvo ou simplesmente reduzida turbidez, é porque o processo de filtração está bom e o mosto pode ser transferido para a tina de fervura.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia a(s) matéria(s) abaixo:


- Resfriamento do mosto, crítica etapa na produção de cerveja
Vou fabricar cerveja artesanal. Devo ferver a água? SIM!

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 


Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Pequenas Empresas.
Por Silvana Teixeira.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!