WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Produção de acerola - tipos de irrigação e de adubação

Para que um pomar de acerola tenha boa produtividade, o produtor deverá seguir a algumas orientações funcionais, principalmente no que diz respeito à irrigação e a adubação

Produção de acerola - tipos de irrigação e de adubação. Foto: Luiz Gustavo Leme

 

Para que um pomar de acerola tenha boa produtividade, o produtor deverá seguir a algumas orientações funcionais, principalmente no que diz respeito à irrigação e a adubação. Estes dois fatores garantem o sucesso da investida e geram bons lucros ao produtor rural. Portanto, é necessário que ele nunca se descuide da sua produção, mantendo em ordem o manejo das plantas.

Tipos de irrigação: aspersão convencional, microaspersores, pivô central, sulcos e gotejamento

- Irrigação por aspersão convencional

A irrigação pode ser feita pelo sistema de aspersão convencional sobre copa. Este método aplica a água sobre as plantas.

- Irrigação por microaspersores

Existem, ainda, os microaspersores que levam vantagens sobre os aspersores comuns. No Nordeste, a microaspersão localizada, de baixa pressão, é muito utilizada.

- Irrigação por pivô central, sulcos e gotejamento

Podemos encontrar, também, irrigações feitas com pivô central, sulcos e gotejamento. Existem, inclusive, equipamentos que permitem a diluição de fertilizantes na água de irrigação, processo conhecido pelo nome de fertirrigação. O turno de rega vai variar em função de características do solo, época do ano, umidade relativa e outros fatores inerentes à sua região.

O investimento em irrigação tem resultados sempre positivos no incremento da produção, desde que todos os outros fatores da produção estejam regularmente conduzidos. É preciso haver água em quantidade suficiente durante o crescimento da muda de acerola e durante os períodos de florescimento e frutificação, quando a planta estará em plena produção. Apesar de a acerola ser uma planta rústica e muitos acharem ser dispensável a irrigação, se faltar água na fase de crescimento a muda pode não enraizar direito e, no futuro, produzirá mal. Quando a seca é forte, a aceroleira produz poucas raízes, poucas folhas, flores e, claro, poucos frutos. Portanto, o produtor deverá se atentar a este fator, preocupando-se em abastecer a plantação com o suficiente de água, por meio da irrigação suplementar em períodos secos, de forma a manter a boa produção dos frutos o ano todo. Tendo calor e água suficientes, a aceroleira produz quase sem parar, embora em quantidades diferenciadas. Normalmente, em lugares em que as chuvas são bem distribuídas e regulares, a acerola cresce e produz bem com o que a natureza oferece. Só em locais onde ocorre um período de estiagem prolongada, é preciso irrigar, como é o caso do Norte de Minas e Nordeste do Brasil.

Tipos de Adubação: Orgânica, química, fertirrigação, foliar

- Adubação Orgânica

Pode-se utilizar estercos bem curtidos de galinha, gado, caprinos e ovinos, principalmente em solos de textura leve com ocorrência de nematoides. Devem ser aplicados de 10 a 20 litros de esterco de gado ou 2 a 3 litros de galinha nas covas de plantio, quantidade que varia em função do tamanho da cova. Recomenda-se aplicar adubo orgânico no pomar, de duas a três vezes por ano, na projeção da copa.

- Adubação Química

O potássio e o fósforo têm sido aplicados nas adubações de fundação, juntamente com o esterco e o calcário dolomítico. A partir do primeiro mês após o plantio, podem ser feitas as adubações de cobertura, a uma distância de 15 cm do caule e, daí por diante, na projeção da copa, em sulcos de 10 cm de profundidade.

- Fertirrigação

Um sistema de adubação eficiente é o da fertirrigação que leva os nutrientes às plantas através da água de irrigação. Caso não seja possível a instalação de um sistema de fertirrigação, como o citado, pode-se realizar a adubação do pomar manualmente, distribuídos à lanço sobre a superfície do terreno, na projeção da copa.

- Adubação foliar

A adubação pode ser feita também via foliar, utilizando um atomizador acoplado a um trator.

Nos plantios, deve-se sempre visar uma produtividade alta. Portanto, deve-se verificar todas as necessidades da planta e a hora adequada para a adubação. Não se deve deixar aparecer sintomas de carência de nutrientes. Isto pode significar um estresse muito forte na planta, o que vai afetar diretamente na sua produtividade e longevidade. Para adubar convenientemente o pomar é imprescindível conhecer a disponibilidade dos nutrientes no solo e o estado nutricional da planta. Este conhecimento apenas pode ser obtido com base nas análises do solo e, também, por meio da análise foliar. Pela análise foliar, obtém-se informações sobre o estado nutricional da planta, observando-se os teores dos elementos encontrados na planta ou nos seus órgãos, situam-se em faixas consideradas normais, ou se ocorrem deficiências ou excesso dos mesmos. A aceroleira responde muito bem às adubações químicas e orgânicas. Por isso, as mais variadas formulações tem sido usadas, bem como o seu parcelamento ao longo do ano. Veja os exemplos abaixo:

Produção de acerola - tipos de irrigação e de adubação
Produção de acerola - tipos de irrigação e de adubação

Conheça os Cursos CPT, da área Fruticultura, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas. Entre os Cursos, destacam-se:

Curso CPT Produção de Acerola

Curso CPT Produção de Morango

Curso CPT Produção de Maracujá

Curso CPT Produção de Limão Taiti

Curso CPT Produção de Banana

Curso CPT Produção de Mamão

Curso CPT Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas

Por Silvana Teixeira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!