Mudas de coco-anão: aprenda a fazer

Os frutos que servirão de sementes devem amadurecer no coqueiro e serem colhidos, assim que estiverem no ponto de cair

Mudas de coco-anão: aprenda a fazer   Artigos Cursos CPT

 

Os frutos que servirão de sementes devem amadurecer no coqueiro e serem colhidos, assim que estiverem no ponto de cair. “Eles devem conter de 50% a 70% de água, pois, se o fruto estiver seco ou verde, não vai ocorrer a germinação”, afirma Dr. Dalmo Lopes de Siqueira, professor do Curso a Distância CPT Produção de Mudas Frutíferas, em Livro+DVD e Curso Online.

É importante que você retire os frutos para produção de sementes, em diferentes plantas, com as seguintes características:


- A coroa da planta deve ter de 30 a 35 folhas, com folhas verdes para cima, para baixo, e para os lados, formando uma esfera. Deve-se evitar coqueiros com a coroa em forma de espanador, ou seja, apenas com as folhas verdes para cima;
- A planta deve apresentar grande número de cachos, com muitos frutos, bem apoiados sobre as folhas, com pedúnculo curto e grande número de flores femininas;
- Os frutos devem ter a forma arredondada, pouca casca, albúmen com boa espessura, com alto teor de óleo e água de sabor agradável, quando verdes.

Os frutos, depois de colhidos, devem ficar em local arejado e protegido do sol, durante 10 dias. Alguns produtores, após esse período, executam um entalhe na casca fibrosa, próximo ao lugar onde o fruto se prendia ao cacho, na parte mais elevada e arredondada do fruto, deixando a parte chata para baixo, sem atingir a quenga, ou seja, a casca dura. Segundo os produtores, esse procedimento tem a finalidade de facilitar a hidratação da semente e a saída da nova planta por ocasião do plantio no germinadouro, em regiões com pouca incidência de chuvas. Entretanto, em regiões de chuvas bem distribuídas, a semeadura é realizada sem o entalhe da semente.

Os canteiros do germinadouro devem ser bastante ensolarados e devem ter, aproximadamente, 1,20 m de largura e comprimento de acordo com as suas necessidades e facilidades de irrigação. Não se esqueça de deixar uma rua entre os canteiros de, no mínimo, 50 cm de largura. Coloque os frutos no canteiro, um ao lado do outro, com o corte para cima, sempre na posição horizontal. Coloque terra sobre elas, preenchendo todos os espaços vazios, deixando apenas 1/3 do fruto descoberto. E mantenha os canteiros úmidos com irrigações constantes.

Em regiões onde as chuvas ocorrem o ano inteiro ou onde existe irrigação, a semeadura pode ser feita em qualquer mês do ano. Em outras regiões, é aconselhável a semeadura 2 meses antes da época chuvosa. Em apenas 1 metro quadrado de canteiro, podem ser plantadas de 20 a 25 sementes, dependendo da variedade do coco. As sementes não germinadas em 90 dias devem ser descartadas. Aquelas que germinarem nesse período e estiverem apresentando boa aparência e vigor, devem ser retiradas do germinadouro quando as mudas estiverem com 15 a 20 cm de altura, com as folhas tipo orelha de coelho, e colocadas em viveiros ou em recipientes plásticos.

Durante a germinação, forma-se um corpo amarelo, esponjoso, que absorve a água do interior do coco. Dali, surge o embrião que perfura o olho tenro da semente e atravessa o mesocarpo. As raízes crescem, a princípio, entre o mesocarpo e o endocarpo, atravessando, depois, o primeiro e atingindo o solo. A forma mais tradicional de obtenção de mudas de coqueiro é a semeadura em viveiros, com o espaçamento de 60 x 60 x 60 cm, onde as mudas ficam dispostas em forma de triângulo. As covas devem ter 30 cm de boca por 30 cm de profundidade. Trinta dias antes da repicagem das mudas, você deve abrir as covas e misturar a terra de superfície com 5 a 10 L de esterco de curral bem curtido, 200 g de superfosfato simples, 100 g de cloreto de potássio e 100 g de calcário dolomítico. Depois de 30 dias, abra as covas novamente e proceda a repicagem, cortando as raízes longas das mudas 1 a 2 cm da casca. Coloque as mudas nas covas e cubra com terra, evitando que o coleto da planta fique enterrado.

As mudas necessitam de cinco meses para sua formação no viveiro, que somados ao período de 3 a 4 meses no germinadouro, dão um tempo total de formação da muda de coco-anão é de 8 a 9 meses.
O ponto ideal é quando elas estiverem apresentando de três a quatro folhas e quando a folha mais nova da muda estiver medindo de 60 a 80 cm de altura. As folhas deverão sempre estar abertas, em posição normal. Faça a irrigação a cada três dias, sem encharcar os canteiros e fiscalize sempre a formação da planta.

Em 1 hectare de viveiro, no espaçamento de 60 cm entre plantas, em forma de triângulo, você pode produzir 31.000 mudas do coqueiro anão.

Quer saber mais sobre o Curso CPT? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Fruticultura.
Por Silvana Teixeira.

 

Cursos Relacionados

Curso Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas Curso Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas

Com Prof. Dr. Dalmo Lopes de Siqueira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Mudas Frutíferas Curso Produção de Mudas Frutíferas

Com Prof. Dr. Dalmo Lopes de Siqueira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Cupuaçu Curso Produção de Cupuaçu

Com Prof. Pesquisadores da Ceplac

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Lucas Nolasco Silva

29 de mar de 2018

Caramba, vocês são a salvação mesmo. Tô fazendo o curso técnico em agropecuária e lá vocês sempre aparecem.

Resposta do Portal Cursos CPT

2 de abr de 2018

Olá Lucas,

Agradecemos seu comentário.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Fruticultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade