Ligue Agora (31) 3899-7000 WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como proteger sua planta do ataque de pulgões

Os pulgões são insetos muito pequenos, mas que podem causar danos fatais às plantas que atacam

Pulgão

Por hobby ou para a comercialização, cultivar plantas, seja em jardins verticais, em jardins externos ou em áreas internas de residências é uma atividade prazerosa e relaxante. Porém, é preciso estar atento à iluminação, fertilização, irrigação e às doenças e pragas que podem atacar as plantas cultivadas, entre outros procedimentos.

O professor do Curso a Distância CPT Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas, Dalmo Lopes de Siqueira, alerta para os cuidados com a prevenção a pragas e doenças, dado que elas podem prejudicar e até mesmo matar a planta cultivada, como é o caso dos pulgões, uma praga muito comum.

Ao se deparar com um pulgão, é impossível imaginar que um inseto tão pequeno, que não passa dos 5mm de comprimento, pode colocar em risco a saúde de várias plantas, uma vez que, juntos, pulgões têm a voracidade para infestar de forma fatal várias plantas, sendo colocado ao lado de besouros, formigas e gafanhotos como uma das pragas mais perigosas às espécies vegetais.

Essa praga ataca a planta sugando a sua seiva e excretando um líquido açucarado, que favorece o crescimento de fungos escuros, que, por sua vez, diminuem a fotossíntese das folhas. Por conta da sua característica açucarada, esse líquido ainda favorece o ataque de formigas e deixa a planta mais suscetível ao surgimento de fungos e bactérias.

Existem aproximadamente 3 mil espécies diferentes de pulgões, que podem ter várias colorações: preta, branca, marrom, amarela, cinza e verde. Atacam preferencialmente folhas novas e delicadas e vivem sempre em colônias, compostas, em sua quase totalidade, por fêmeas. As fêmeas se reproduzem por partenogênese, isto é, sem a presença do macho, e o resultado da infestação pode ser observado rapidamente por conta das folhas amarelas e enroladas, seguido do atrofiamento da planta.

Como salvar a planta infestada por pulgões?


Esses insetos podem aparecer em qualquer época do ano, pois podem ser levados pelo vento por grandes distâncias. Porém, a primavera, o verão e o início do outono são as épocas mais propícias aos seus ataques. A primeira recomendação é para que não se utilize sprays inseticidas para controle de pragas urbanas nas plantas. Algumas espécies podem desenvolver resistência a eles e esse uso também acaba afastando os predadores naturais do pulgão. Outra estratégia eficaz é a aplicação de calda de fumo:

Receita de calda de fumo caseira


Essa calda é indicada para uso em pequenas áreas para controle de pulgões

Ingredientes

250 g de fumo de corda
100 ml de álcool hidratado (comum)
1 litro de água fervente

Modo de preparo

Pique o fumo de corda e coloque-o numa vasilha com tampa. Acrescente a água fervente e tampe, deixando a mistura em repouso por 24 horas. Depois disso, agite o conteúdo e filtre-o em pano fino espremendo bem para retirar o máximo de extrato. Acrescente o álcool, que servirá de conservante para a solução. Guarde-a em um frasco escuro. Para o tratamento das plantas infestadas, dilua 100 ml da solução de fumo em 1 litro de água. Acrescente dez gotas de detergente caseiro (para quebrar a tensão superficial da água) e pulverize sobre as plantas. Repita a aplicação quando necessário.


Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online da Área Fruticultura:

Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas
Produção de Mudas Frutíferas
Produção de Limão Taiti

Fonte e receita: Universa – universa.uol.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!