WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Vagas de emprego em diversas áreas

Confira as funções que estão com carência de profissionais e capacite-se para garantir seu emprego

Atualmente, procurar emprego ficou muito mais fácil. Com a internet, pode-se pesquisar vagas e anunciá-las de diversas formas. Na verdade, o mais interessante é a possibilidade de analisar o mercado antes mesmo de decidir em que se profissionalizar.

Confira as funções que estão com carência de profissionais e capacite-se para garantir seu emprego.

Estética

É o “boom” do segmento da beleza. O mercado de estética gerou 3,4 milhões de novos postos de trabalho nos últimos dez anos. Um atrativo desse empreendimento é a rentabilidade em curto prazo.

O mercado de confecção de roupas cresce 20% a cada ano.

Confecção de roupas

Nesse setor faltam trabalhadores para todas as áreas de atuação, como modelista, passadoria, corte, costura, entre outras. Com o aumento do poder aquisitivo do brasileiro, o comércio ganhou forças. Assim, muitas lojas abriram ou se expandiram, aumentando ainda mais a demanda por serviços de confecção e atendentes.

Para a especialista em moda, Francisca Sheck, professora dos cursos de Confecção de Roupas, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “o costureiro pode atuar em confecções ou montar seu próprio ateliê. No Brasil, o setor de confecções é grande gerador de empregos. Sendo um bom profissional, é possível conseguir uma ótima colocação no mercado de trabalho”.

Gastronomia

Precisa-se de cozinheiros, é a constatação da Abrasel – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes. Em 2010, o setor cresceu 12%, número maior que o apontado para a economia do país. A Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 fomentam ainda mais essa expansão. Esses eventos estimulam o turismo e, consequentemente, o mercado gastronômico. São 100 mil vagas de cozinheiros para bares e restaurantes, porém faltam profissionais qualificados.

O professor Eiji Tomimatsu, no curso Profissional de Cozinha, organizado pelo CPT, comenta que “a arte culinária é uma ciência; a cozinha, um laboratório; portanto, o cozinheiro é um cientista. Não basta colecionar receitas. É preciso também aprender, fazer, experimentar, corrigir e aperfeiçoar.”


Para atuar nessa área, é exigido o ensino médio completo e algum curso de capacitação.

Barista

Por ser uma profissão ainda recente no Brasil, existem muitos empregos e poucas pessoas especializadas. A professora e barista Maria Aparecida Campos diz que o profissional é treinado para oferecer ao cliente o melhor do café. “Ele precisa saber fazer a correta moagem do grão, operar e ajustar o equipamento para que a bebida seja tirada no tempo adequado. O barista sabe unir uma boa xícara ao tratamento especial oferecido a cada um de seus clientes”, ensina Campos no curso Treinamento de Barista, desenvolvido pelo CPT.

Processamento de carne

O setor de processamento de carne teve um crescimento expressivo nos últimos anos. A expectativa é de um avanço ainda maior, devido ao aumento de investimento na automatização e o crescimento da economia no país. São 15 mil vagas, sendo a prioridade para a mão de obra masculina, por causa das características da atividade laboral operacional e de chão de fábrica.

Manicure e pedicure

O trabalho de manicure e pedicure pode ser feito na residência do profissional, dos clientes ou no salão de beleza.

Segundo a Associação dos Donos de Salões de Beleza, trabalho bem feito é garantia de um salário que pode chegar a R$1.000. A vaidade das mulheres aquece esse setor que emprega, hoje, 30 mil manicures e, por incrível que pareça, ainda existem vagas para absorver essas profissionais.

Tecnologia da Informação (TI)

Um dos setores que mais tem florescido no Brasil é o da Tecnologia da Informação, ramo no qual o crescimento das empresas chega a 4,8% ao ano. Acompanhando essa expansão, há uma grande oferta de emprego.

O setor contrata hoje cerca de 500.000 pessoas e estima-se que até o ano de 2013 haverá um déficit de 200.000 profissionais qualificados. O salário inicial do profissional de TI gira em torno de R$ 3.000,00 e R$ 4.000,00.


Padaria e Confeitaria

Em alguns lugares, a remuneração pode chegar a R$ 2,2 mil por mês.

Há vagas de emprego sobrando para padeiros em todo o Brasil. Para as pessoas interessadas em investir em capacitação profissional na área de panificação, essa é uma grande oportunidade de entrar no mercado de trabalho.

A professora Marina Queiroz, no curso Profissional Avançado de Panificação, elaborado pelo CPT, afirma que “a existência de uma maior variedade de produtos tornou-se quase que uma obrigatoriedade nas padarias, uma vez que o mercado de panificação está cada vez mais concorrido, por causa da mudança no perfil do consumidor e da entrada de novos empresários no setor, entre outros motivos”.

Por: Ariádine Morgan

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!