WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "ser-bh"

Banho e tosa em cães e gatos: como deve ser o profissional?

O profissional do banho e tosa precisa amar sua profissão, ter prazer em trabalhar com animais, ser paciente, responsável, gentil, enérgico sem ser agressivo, ser sincero e verdadeiro durante esclarecimentos e conversas com os donos dos animais. “Seu cliente direto é o animal, mas o mesmo é de propriedade de uma pessoa, a quem você deverá servir, de modo a satisfazer suas necessidades”

Criação de perus - infraestrutura necessária

Na criação doméstica, os perus podem ser mantidos confinados ou, então, soltos em cercados. As infraestruturas podem ser simples, porém devem ser sempre muito bem higienizadas e é muito importante que os perus recebam toda assistência e controle possível, de forma a garantir o sucesso da criação.

Treinamento de motorista particular: funções e regras de convivência

A primeira observação a ser feita quanto à profissão de motorista particular é que ela pode ser regida por regimes trabalhistas diferentes. O motorista particular tanto pode ser considerado um empregado doméstico, como pode ser um funcionário de uma empresa. Isso dependerá do tipo de serviço que executa. Entretanto, qual o conceito jurídico do que venha a ser um empregado doméstico? Um empregado doméstico é aquele que presta serviços de natureza contínua e de finalidade não lucrativa à pessoa ou à família, no âmbito residencial desta.

Produção do cogumelo Champignon - cobertura do substrato com solo

A terra deve ser removida preferencialmente a 10 cm abaixo da superfície do solo e ser destorroada, peneirada e pasteurizada antes de ser utilizada, eliminando-se pedras e objetos estranhos. Em seguida, ela colocada sobre o composto em uma camada de 3 a 5 cm. Uma relação mais ampla indica que devemos utilizar de 3 a 5 m3 de terra para cobrir 100 m2 de cama (a umidade deve estar próxima a 70 %). A função da cobertura com solo tem as seguintes finalidades:

Zebuínos no Brasil - raça Nelore e Nelore Mocho

O primeiro casal de Ongole ao chegar ao Brasil foi em 1875. A princípio, o Nelore era cruzado com o Guzerá, tanto quanto com outras raças que chegavam da Índia, pois na concepção antiga "tudo era Zebu". Devido ao fato de os criadores gostarem de orelhas grandes, característica que diferenciava o gado europeu do indiano, ganhavam destaque os produtos que mais se assemelhavam ao Guzerá (Guzonel). Com isto, o Nelores, de curtas orelhas caía em depreciação e menos prestígio. Apenas na década de 1950, o Nelore passou a frequentar as Provas de Ganho de Peso nos concursos, mostrando ser um animal realmente precoce e de alta velocidade de ganho de peso. Por se tratar de um gado rústico, exigir pouca mão de obra, ser resistente, precoce e também pelo fato de as vacas não precisarem ser recolhidas aos currais no momento da parição, o Nelore começou a ?ganhar o mundo?, desbravando fronteiras agropecuárias antes inimagináveis. Com isto, a vaca Nelore garantiu o predomínio da raça no país inteiro. Pela primeira vez, o pecuarista podia ter um gado que exigia pouco trabalho, permitindo que a atenção ficasse voltada para o melhoramento zootécnico. Desde 1955, o Nelore nunca mais parou de aumentar seu efetivo e hoje predomina na maior parte do território pecuário nacional.

Produção de alevinos: como desinfetar o viveiro de manutenção

Após o período da desova, as matrizes deverão retornar para o viveiro de manutenção, corretamente desinfetado, para receber novamente os peixes. Portanto, a desinfecção do viveiro de matrizes deve ser feita anualmente. “Viveiros de larvicultura e de alevinagem também devem ser previamente desinfectados antes de serem utilizados”, afirma Manoel Braz, professor do Curso a Distância CPT, Produção de Alevinos, em Livro+DVD e Curso Online.

Treinamento de Garçom - requisitos comportamentais e valores morais

Ser cortês com os clientes, utilizando sempre expressões como: com licença, bom dia, boa noite, muito obrigado, entre outras; ser discreto, não se intrometendo ou criando excesso de intimidades com os clientes; ser atencioso com os clientes; ser paciente e tranquilo; ser honesto em todos os aspectos, com a empresa, com os colegas e com os clientes; ter sensibilidade para entender as necessidades dos clientes; ser pontual e assíduo, apresentando-se 10 minutos antes do início do seu turno de trabalho; ser dinâmico e criativo, mostrando disposição para executar o trabalho e resolvendo problemas inesperados; ter facilidade de comunicação e expressão, pois a essência do seu trabalho é comunicar-se com os clientes; saber trabalhar em equipe; e ter respeito por seus superiores, pelos colegas de trabalho e pelos clientes.

Lapidação de pedras para decoração: perfil profissional, capital a ser investido e clientela

No processo de lapidação de pedras para decoração, uma pedra bruta é cortada em uma serra apropriada, até se tornar uma bela peça de decoração. Mas não somente isso, a pedra também recebe polimento e riscos próprios de cada peça. E, por fim, ela recebe o verniz que lhe garante o seu brilho. Conforme a criatividade do lapidador, forma-se qualquer peça decorativa, que pode atrair qualquer tipo de clientela, principalmente, turistas estrangeiros, que admiram a beleza de nossos mais belos minerais.

Descubra em 7 passos como ser mais otimista e ter uma vida melhor

Todos querem ter uma vida melhor, querem ser física e mentalmente saudáveis. A aptidão mental pode ser definida como uma atitude geral de otimismo, autoconfiança e bom ânimo, que afeta positivamente tudo o que fazemos. É muito parecida com a condição física: para alcançá-la, deve ser trabalhada todos os dias até ser incorporada ao caráter e à personalidade.

Pulverizadores - aprenda quando usá-los e como

Em cultivos que ocupam áreas superiores a dez ha, a prática de pulverizações feitas manualmente podem ser inviáveis. Nesses casos, os tratores convencionais de menor potência podem ser utilizados para realizá-las. Outro fator que determina qual é o sistema de pulverização que deverá ser utilizado é o tipo de cultura. Por exemplo, quando se tratar de frutíferas, a arquitetura das plantas dificilmente permite o uso de um pulverizador de tração animal. Assim, o uso de pulverizadores tratorizados, tracionados por tratores convencionais de menor potência, pode ser uma boa opção.

Fique por dentro das novidades!