Produção de alevinos: como desinfetar o viveiro de manutenção

A desinfecção do viveiro de matrizes deve ser feita anualmente. Viveiros de larvicultura e de alevinagem também devem ser previamente desinfectados antes de serem utilizados

Produção de alevinos: como desinfetar o viveiro de manutenção   Artigos Cursos CPT

 

Após o período da desova, as matrizes deverão retornar para o viveiro de manutenção, corretamente desinfetado, para receber novamente os peixes. Portanto, a desinfecção do viveiro de matrizes deve ser feita anualmente. “Viveiros de larvicultura e de alevinagem também devem ser previamente desinfectados antes de serem utilizados”, afirma Manoel Braz, professor do Curso a Distância CPT, Produção de Alevinos, em Livro+DVD e Curso Online.

A forma como a desinfecção será feita vai depender, principalmente, do tipo de solo e das condições do local onde o viveiro se encontra construído. O primeiro passo do processo de desinfecção é o esvaziamento do viveiro seguido da exposição ao sol por um período mínimo de cinco dias, podendo durar até duas semanas.

Quando se tratar de solos sulfurosos, recomenda-se não esvaziar completamente o viveiro, pois esses solos possuem pH baixo, geralmente, inferior a 4 e elevada concentração de enxofre. Se expostos ao sol, haverá formação de manchas avermelhadas no fundo do viveiro, como resultado da formação de hidróxido de ferro – Fe2(OH)3 e ácido sulfúrico – H2SO4 que irá reduzir ainda mais o pH do solo do viveiro, o que é indesejável. Para evitar que isso aconteça, recomenda-se não esvaziar totalmente o viveiro, deixando uma lâmina de água suficiente apenas para cobrir o seu fundo. Uma maneira prática de identificar se um solo é sulfuroso consiste em obter uma pequena amostra do solo e adicionar a ela água oxigenada. Se houver formação de grande quantidade de bolhas de ar, é indicativo de solo sulfuroso.

Entenda por que é necessário desinfetar os viveiros:


• Formação de rachaduras no fundo que permite a entrada de oxigênio na camada do solo;
• O oxigênio potencializa a oxidação e mineralização da matéria orgânica existente no fundo do viveiro, liberando nutrientes;
• Disponibiliza nutrientes para o fitoplâncton;
• A exposição ao sol resulta na oxidação do solo, o que diminui a decomposição anaeróbica que produz elementos tóxicos aos peixes (ácido sulfídrico, por exemplo);
• A oxidação do solo do fundo possibilita a eliminação de ovos de peixes.

Outra opção é manter o viveiro com um nível de água entre 0,2 a 0,3 metros e fazer uma aplicação de cal. O baixo nível de água permite uma maior oxigenação e a água proporciona um meio para que as bactérias sobrevivam. A adição de cal neutraliza os ácidos do solo e fornece cálcio para formação da dureza.

Os microrganismos aeróbicos consomem a matéria orgânica com maior velocidade que os anaeróbicos, absorvem os compostos nitrogenados e sulfatados formando massa bacteriana e eliminam os patógenos por competição e alteração do meio aquático. Nesse caso, o produtor deverá saber se não ocorreu enfermidades severas anteriormente no viveiro e que demandem um tratamento mais severo e monitorar a qualidade da água fazendo as correções necessárias antes refazer o povoamento.

A desinfeção dos viveiros deverá ser feita com a utilização de produtos químicos, cal virgem – CaO ou cal hidratada Ca(OH)2, igualmente espalhada no fundo do viveiro, na proporção de duas a três toneladas do produto por hectare de área.

A cal virgem promove a desinfecção pela elevação da temperatura do meio, resultado da liberação de calor decorrente da reação desse produto com a umidade do solo. Há, também, rápida elevação do pH do solo e esses dois fenômenos agem conjuntamente, matando os organismos que eventualmente ainda se encontrem vivos no solo.

A cal hidratada promove a desinfecção pelo aumento do pH, pois não eleva a temperatura do meio. Com a exposição ao sol, reduz consideravelmente as chances de organismos aquáticos indesejáveis se manterem vivos no solo. Nos casos de solos sulfurosos ou solos muito anaeróbicos, onde existem manchas de lama bem escura, recomenda-se utilizar um produto mais forte para promover a oxidação da matéria orgânica. Hipoclorito de sódio ou solução de cloro são produtos que poderão ser utilizados nesses casos, na concentração de 100 ppm ou seja: 0,1 grama de cloro ativo por litro de água.

Recomenda-se:


• Fazer a aplicação de 1 litro dessa solução por m2;
• Revolver o fundo do viveiro com enxada ou enxadão;
• Repetir a aplicação da solução de cloro por uma a três vezes, até que o cheiro forte de enxofre não seja mais notado; e
• Deixar o fundo do viveiro exposto ao sol por dois a três dias para evaporar o cloro.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Carpa japonesa comum: reprodução natural em viveiro
- Reprodução de tilápia em viveiro: saiba mais sobre o assunto

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Piscicultura.
Por Silvana Teixeira.

Cursos Relacionados

Curso Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura Curso Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura

Com Prof. Dr. Giovanni Resende

R$ 586,00 à vista ou em até 12x de R$ 48,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Nutrição e Alimentação de Peixes Curso Nutrição e Alimentação de Peixes

Com Prof. Dr. Giovanni Resende

R$ 586,00 à vista ou em até 12x de R$ 48,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Alevinos Curso Produção de Alevinos

Com Prof. Dr. Manuel Braz, Prof. Guido Salardani, Dr...

R$ 586,00 à vista ou em até 12x de R$ 48,83 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Piscicultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade