WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"formula-da-racao-para-caprinos"

Caprinos da raça Boer são os mais procurados pelos criadores brasileiros

Animais exuberantes, de muita fertilidade, grande porte, físico forte e rústicos, assim são classificados os caprinos da raça Boer. Mas, as boas características da raça não param por aí. Os caprinos Boer são excelentes para a produção de carne, possuem carcaça uniforme, pelagem branca em todo o corpo e coloração escura na cabeça e pescoço. As cabras Boer são boas produtoras de leite, o que lhes permite aumentar a sua prole com sucesso, com excelentes ganhos de peso e com a mortalidade pré-desmama pequena. Enquanto filhotes, sua taxa de crescimento é rápido, com excelente desenvolvimento físico. Atingem pesos (quando adultos) entre 118-170 kg para os machos e 95-120 kg para fêmeas. Estas características fazem com que a raça de caprinos Boer seja a mais procurada pelos Criadores brasileiros de caprinos.

Caprinos da raça Anglo Nubiana são excelentes na produção de leite e carne

Os caprinos Anglo Nubianos, animais resultantes dos cruzamentos de cabras Nubianas, originárias do Sudão (Vale do Nilo), com cabras comuns da Inglaterra, são uma raça de dupla aptidão: carne e leite. Foram introduzidos no Brasil em meados de 1927 e facilmente se adaptaram ao ambiente tropical, exceto nas regiões úmidas. São largamente encontrados na Bahia, Pernambuco, Piauí e Ceará, assim como em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. O Estado de São Paulo possui um dos plantéis geneticamente mais apurados do Brasil, mas é na região Nordeste que se encontra o maior volume de animais e criadores. Trata-se de uma raça de caprinos muito utilizada em cruzamentos, visando sempre a obtenção de animais cada vez mais aptos à produção de leite e carne.

Como reproduzir caprinos de corte?

A reprodução é uma fase que requer grande atenção, pois é a partir dela que os produtos da caprinocultura, cabritos e cabritas, são obtidos, seja para a produção de carne, seja para a incorporação no rebanho. Um bom manejo reprodutivo, com acasalamentos bem direcionados, pode proporcionar um rápido crescimento para o rebanho caprino, com a constante entrada de novos e melhores animais. Além disso, a reprodução é um fator limitante de grande importância na eficiência da produção de qualquer criação.

Criação de caprinos de corte - monta e estação de monta

A monta pode ser feita o ano todo, com os reprodutores sendo mantidos junto às matrizes durante todo o tempo. Entretanto, na criação de caprinos de corte pode ser escolhido um período específico para a monta, com duração pré-definida, em épocas mais favoráveis à fertilidade das fêmeas, e também em função da definição de períodos mais favoráveis ao nascimento das crias, em função da disponibilidade de forragem nas pastagens. Além disso, a concentração da atividade reprodutiva determina, também, a concentração dos nascimentos, permitindo a produção de lotes de animais mais padronizados para o abate. Essa concentração da atividade reprodutiva é chamada de estação de monta.

Maturidade sexual e seleção de caprinos para reprodução

No manejo reprodutivo de caprinos, deve-se atentar ao momento em que o animal atinge a maturidade sexual para fazer a seleção de reprodutores e matrizes, ou mesmo a castração dos animais não selecionados para a reprodução. Tal prática otimiza o desempenho reprodutivo do rebanho e traz lucros ao caprinocultor.

Caprinos - hábitos alimentares corretos determinam a produtividade leiteira

O principal aspecto a se destacar, quando se trata dos hábitos alimentares dos caprinos, é a sua capacidade de pastejo, ou seja, a capacidade de esses animais andarem, e muito, em busca de alimentos, consumir grande variedade dos alimentos encontrados, e serem muito seletivos no pastejo, buscando entre as diversas espécies de vegetais aquelas que apresentam melhor qualidade nutricional e melhor palatabilidade.

Caprinos: categorias animais e ciclo de produção

Os caprinos foram introduzidos no Brasil durante o período de colonização. Devido ao porte, eram facilmente transportados nos navios. Da mesma forma, devido à grande adaptabilidade a muitos ambientes, podiam ser criados nos territórios recém-colonizados, sem maiores problemas para subsistência. Em uma criação de caprinos o rebanho é dividido em cinco categorias principais: bodes (reprodutores), cabras (matrizes), cabritos em aleitamento (cria), cabritos desmamados (recria) e cabritos em engorda (terminação)”, afirma a professora Cristiane Leal dos Santos, do Curso CPT de Criação de Caprinos de Corte.

Como escolher bodes e cabras para a reprodução de caprinos

A escolha das matrizes (cabras) e dos reprodutores (bodes) que serão utilizados é importante tanto para a aquisição de caprinos quanto para a seleção daqueles nascidos na propriedade e que entrarão no programa de acasalamento ou serão vendidos. É necessária uma definição bastante clara dos objetivos e das condições de infraestrutura e de recursos do criatório, para que se possam estabelecer metas, traçando o perfil do animal necessário.

O pasto ideal para ovinos e caprinos

Edson Ramos de Siqueira, professor do Curso CPT Alimentação de Ovinos de Corte, destaca que a alimentação do rebanho é fundamental, pois interfere diretamente no ganho de peso dos animais, na secreção do leite, no trabalho muscular e na acumulação de gordura, tornando necessário o entendimento por parte dos produtores de que o manejo nutricional é o responsável pelo sucesso da produção de ovinos.

Especialização na criação de caprinos melhora a qualidade da carne atendendo à demanda do mercado

O Brasil possui um rebanho caprino da ordem de 14.556.484 cabeças, sendo que 93% está concentrada na região Nordeste. De acordo com dados do IBGE a maior concentração está na Bahia, Pernambuco e Piauí. Apesar da maior concentração nessas regiões, a criação de caprinos de corte está em franca expansão em todo país, com a distribuição de 2,8% na região Norte; 3,4% na região Sudeste; 31,7% na região Sul e 5,5% na região Centro-Oeste.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!