WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Doenças do maracujá - controle do Damping Off, Antracnose, Verrugose, Septoriose e Alternariose

Doenças do maracujá - controle do Damping Off, Antracnose, Verrugose, Septoriose e Alternariose

Na septoriose, as folhas do maracujazeiro apresentam manchas levemente circulares, que, posteriormente, tornam-se cloróticas, com um halo amarelado.

Tombamento ou Damping Off

O tombamento do maracujazeiro, ou Damping Off, é causado pelos fungos Rhyzoctonia, Fusarium e Phytophthora. É uma doença que se caracteriza por uma lesão na região entre as raízes e o caule do maracujazeiro, que acaba por provocar o seu tombamento e morte. O excesso de água na sementeira, o excesso de sombreamento e o uso de solo já contaminado favorecem o aparecimento da doença.

CONTROLE

O controle do Damping Off se faz com o manejo correto da sementeira ou com o uso de pentacloronitrobenzeno, para o fungo Rhizoctonia; de benomil, para o Fusarium; e de fosetyl-AL, para o Phytophthora.

Antracnose

A Antracnose ataca, normalmente, durante o verão, quando a temperatura e a umidade estão altas. É causada pelo fungo Colletotrichum gloeosporioides. Percebe-se o ataque da doença quando surgem manchas circulares relativamente grandes, com aspecto aquoso, frequentemente localizadas no limbo foliar.

Posteriormente, as manchas ficam pardacentas, surgindo, às vezes, anéis concêntricos, com pontuações negras e salientes, devido à proliferação do fungo. Em consequência, ocorre uma intensa desfolha da planta, os ramos ficam com manchas descoloridas, que se transformam em cancros, expondo o lenho e ocasionando a morte e seca dos ponteiros.

Surgem, também, manchas aquosas nos frutos do maracujazeiro, que podem evoluir tanto para a necrose quanto para a podridão mole, o que normalmente afeta a polpa e causa a sua deterioração.

CONTROLE

O controle da Antracnose é feito por meio do uso de defensivos, como Cercobin 700 PM e Cercobin 500 SC, prescritos por engenheiro agrônomo.

Verrugose ou Cladosporiose

A Verrugose é uma doença causada pelo fungo Cladosporium herbarum, que ataca as folhas, os ramos e os frutos do maracujazeiro. A doença incide mais, quando a temperatura está amena, em torno de 15ºC a 22ºC. As folhas ficam com manchas circulares de 5,0 mm, principalmente as folhas mais novas, as quais, mais tarde, sofrem necrose e caem. Os ramos, as gavinhas e os frutos apresentam lesões circulares e translúcidas que, depois, cobrem-se de tecido corticoso, áspero e saliente, de cor parda, com aspecto de “verrugas”.

CONTROLE

O controle da verrugose é feito por meio do uso de defensivos, como Dacobre PM, prescrito por engenheiro agrônomo.

Septoriose

A Septoriose ataca, normalmente, no final da época chuvosa. As folhas do maracujazeiro apresentam manchas de aspecto aquoso, levemente circulares, que, posteriormente, tornam-se cloróticas, com um halo amarelado. Em consequência do ataque da doença, ocorre uma grande desfolha da planta e morte dos ramos ponteiros, provocando, posteriormente, um superbrotamento.

CONTROLE

O controle da Septoriose é feito por meio do uso de defensivos, como Tecto 450, Tecto 600 e Cerconil PM, prescritos por engenheiro agrônomo.

Alternariose

A Alternariose ataca as folhas e os ramos do maracujazeiro, principalmente quando há altas temperaturas e umidade. As folhas e os ramos apresentam pequenas manchas de aspecto deprimido e coloração pardo-avermelhada. Posteriormente, surgem anéis concêntricos, no interior da área afetada, também pardo-avermelhados. Os ramos podem sofrer anelamento e morte da parte terminal.

CONTROLE

O controle da Alternariose é feito por meio do uso de defensivos, como Rovral SC e Dacobre PM, prescritos por engenheiro agrônomo.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Fruticultura, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas (CPT), entre eles o Curso Produção de Maracujá.

Por Andréa Oliveira.

Acesse os links abaixo e conheça mais sobre as Pragas e Doenças do Maracujá:

Controle preventivo

PRAGAS DO MARACUJÁ

Controle de pulgões, percevejos e lagartas

Controle da Mosca-das-Frutas, Mosca-do-Botão-Floral e Tripes

Controle da Broca-do-Maracujazeiro, Besouro-das-Flores e Besouro-do-Botão Floral

Controle de cupins e ácaros

Controle das abelhas domésticas e Irapuás

Como usar defensivos para o controle de pragas

DOENÇAS DO MARACUJÁ

Controle da Fusariose ou Murcha e Podridão-do-Colo

Controle da Bacteriose

Controle de Nematoides

Medidas preventivas contra a Morte Prematura

Como usar defensivos para o controle de doenças

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!