WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Rescaldo, como agir quando essa falha acontece no combate a incêndios

O rescaldo é a operação de repasse, cujo objetivo é apagar todos os focos remanescentes que possam reacender as chamas

O rescaldo é realizado com duas atividades, apagar todos os focos ativos e eliminar combustíveis dentro da área.

O rescaldo é realizado com duas atividades, apagar todos os focos ativos e eliminar combustíveis dentro da área.

Depois do fogo controlado, o trabalho da brigada ainda não terminou. Durante o repasse, a principal pergunta é “O fogo realmente apagou?”. É comum acontecer, depois do incêndio controlado e dado como encerrado, dos brigadistas terem que retornar porque a combustão voltou a acontecer. Isso ocorre por falhas sérias nos processos de rescaldo e de desmobilização.

O rescaldo é a operação de repase, cujo objetivo é apagar todos os focos remanescentes que possam reacender as chamas. Uma dica do especialista em incêndios florestais e professor do curso Formação e Treinamento de Brigada de Incêndios Florestais, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, D. Sc. Guido Ribeiro, é que “quando o incêndio for de média e grande intensidade, é preferível não utilizar os homens que realizaram a extinção do fogo. Eles devem retirar-se para o descanso. Nesse caso, pode-se utilizar o pessoal com menos experiência, que serão monitorados pelos combatentes com maior experiência”.

Normalmente, o rescaldo é realizado com duas atividades que são, apagar todos os focos ativos e eliminar combustíveis dentro da área, seja queimando-os ou afastando-os para que não contribuam com o incêndio. Ao fim do combate, é importante, sempre que possível, pedir à população próxima ao local que fique atenta para o retorno do fogo, comunicando o mais rápido à brigada.

A ordem de encerrar o trabalho e de liberação da brigada é feita, somente, pelo chefe da brigada. Dessa forma, essa é uma decisão difícil e importante, pois caso ele se engane, toda a atividade de combate pode ser perdido e todos terão que voltar ao local. Geralmente, quando isso acontece, o fogo já está com alta intensidade.

Para se ter certeza de que o fogo realmente apagou, ficam algumas dicas registradas no curso do CPT.

1.Caminhe por toda área, principalmente ao longo do perímetro do fogo, para se ter certeza de que não há mais perigo.

2.Realize um repasse por toda a linha de aceiros em torno da área queimada, retirando o combustível e ampliando o aceiro ou faixa limpa em torno da área queimada, para o melhor isolamento da mesma.

3.Certifique-se de que todo o combustível próximo ao aceiro tenha sido queimado, principalmente em períodos quentes e secos.

Por: Ariádine Morgan

Curso CPT - Treinamento de Brigada de Incêndio Florestal

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Rodrigo Mioni de Oliveira

12 de jul. de 2021

Muito boa a publicação.

Resposta do Portal Cursos CPT

12 de jul. de 2021

Olá, Rodrigo

Como vai?


Agradecemos sua visita ao nosso site!

Ficamos felizes em saber que você gostou de nosso artigo.

Atenciosamente,

Erika

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!