Tipos de nascentes são condicionadas às estações chuvosas

As nascentes são classificadas em perenes, intermitentes e efêmeras

 

Conservar um rio, antes de tudo, implica em salvar sua nascente.

 

Uma nascente nada mais é que o aparecimento, na superfície do terreno, de um lençol subterrâneo, dando origem a cursos de água. Cada curso é associado a uma fonte, fato que possibilita a conclusão de que o número de cursos de água de uma dada bacia é igual ao seu número de mananciais. Portanto, degradar ou extinguir uma têmpora implica diretamente em diminuir sua vazão.

Qualquer que seja o tipo de uma nascente, em geral, a sua formação é condicionada à existência de um encontro entre o nível freático de um aquífero de água subterrânea e à superfície topográfica do terreno. Em terrenos ígneos e metamórficos, as cabeceira de cursos de água estão, em geral, associadas a fraturas portadoras de água e interceptadas pelo relevo. Nem sempre, contudo, elas são visíveis, devido à cobertura por material inconsolidado que se acumulou nas encostas. A origem de um curso de água  de um rio refere-se ao local mais a montante de seu curso principal. Quanto ao regime, as fontes são classificadas em perenes, intermitentes e efêmeras.

De acordo com o professor Paulo Santanna e Castro, no curso Recuperação e Conservação de Nascentes, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “nascentes perenes são caracterizadas por apresentarem um fluxo de água contínuo, ou seja, durante todo ano, inclusive na estação seca, embora com menor vazão. As nascentes intermitentes são aquelas que apresentam fluxo de água apenas durante a estação das chuvas, mas secam durante a estação seca do ano. E as nascentes efêmeras são aquelas que surgem durante uma chuva, permanecendo durante alguns dias e desaparecendo logo em seguida”.

Vale ressaltar que o fato de uma têmpora apresentar vazão de menos de um litro por minuto, não quer dizer que ela é insignificante, pois ainda sim, é responsável pelo surgimento do primeiro pequeno córrego de um grande rio. E os rios somente serão perenes, apresentando fluxo ao longo de todo o ano, se sustentados por mananciais também perenes.

Pode-se dizer que, conservar um rio, antes de tudo, implica em salvar sua nascente. Mas, como toda fonte é produto da bacia hidrográfica a qual está relacionada, isso significa dizer que as bacias precisam ser adequadamente manejadas, principalmente quando se pretende obter a produção de água.

Por: Ariádine Morgan

Cursos Relacionados

Curso Técnicas de Avaliação de Impactos Ambientais Curso Técnicas de Avaliação de Impactos Ambientais

Com Prof. Dr. Elias Silva

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Aterro Sanitário - Planejamento e Operação Curso Aterro Sanitário - Planejamento e Operação

Com Prof.ª Maeli Borges

R$ 378,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Recuperação e Conservação de Nascentes Curso Recuperação e Conservação de Nascentes

Com Prof. Dr. Paulo Sant’Anna

R$ 412,00 à vista ou em até 12x de R$ 34,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Restauração Florestal em Áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal Curso Restauração Florestal em Áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal

Com Prof. Dr. Sebastião Venâncio

R$ 480,00 à vista ou em até 12x de R$ 40,00 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Jose carlos priester

1 de set de 2017

Tenho uma lagoa na encosta de um morro. Ao terminar a lagoa tem um banhado nunca secou. Gostaria de saber se esplorace aumentaria o fluxo d'agua ao ponto de formar um córrego.

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de set de 2017

Olá, Jose.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Recomendamos que procure um especialista no assunto para te ajudar.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

tiago pedroso da rosa

7 de jan de 2017

Tenho um terreno, que o barranco esta úmido fiz um buraco de 1,20 profundidade deu 06 veias de água. Encheu 30 cm de água. Logo a baixo fiz mais um buraco com caveira na mesma profundida também deu água..com a mesma profundidade. Queria saber se cortar o barranco com uma reto escavadera. Sera que encontro mais de água?

Resposta do Portal Cursos CPT

9 de jan de 2017

Olá Tiago,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações recomendamos que procure um técnico agrícola para mais informações.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

SAMOEL

18 de set de 2013

COMO SABER SE UMA NASCENTE VIRA UM AÇUDE OU É AGUA CORRENTE?

Resposta do Portal Cursos CPT

19 de set de 2013

Olá, Samoel!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Existem três tipos de nascentes, que são:

- nascentes perenes: as perenes são caracterizadas por apresentarem um fluxo de água contínuo, ou seja, durante todo o ano, inclusive na estação seca, embora com menor vazão. Existem casos, em que quando em épocas muito secas e em locais onde o leito do curso dágua é formado de material muito poroso, o ponto de afloramento dessas nascentes pode ficar muito difuso;

- nascentes intermitentes: as nascentes intermitentes são aquelas que apresentam fluxo de água apenas durante a estação das chuvasm mas secam durante a estação seca do ano. Em alguns casos, seus fluxos podem perdurar de poucas semanas até meses;

- nascentes efêmeras: as nescentes efêmeras, também conhecidas como temporárias, sçao aquelas que surgem durante uma chuva, permanecendo durante alguns dias e desaparecendo logo em seguida.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Bruno

25 de jul de 2013

Olá, acho que faltou dizer sobre nascentes de rios provenientes da neve, como é o caso do rio Reno e do amazonas.

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de jul de 2013

Olá, Bruno!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Ana carvalho de oliveira

3 de ago de 2012

Parabéns aprende muito com essa matéria. Obrigado tem me ajudado

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de ago de 2012

Olá, Ana!

Que bom que gostou da notícia!

Para receber mais informações, cadastramos seu e-mail em nosso Boletim Informativo. Semanalmente, você ficará por dentro das novidades nas mais diversas áreas do conhecimento.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos