WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Esquenta Black Friday 25%OFF nos cursos online

Como comprar imóveis mais baratos

Com a alta dos preços, outras opções podem substituir um imóvel novo

 

 Comprar apartamentos usados pode sair bem mais barato. Foto: Reprodução.

Nos últimos dez anos, os imóveis se valorizaram bastante. Segundo o índice Fipe/Zap, só em São Paulo, de fevereiro de 2008 a julho de 2012, o m² teve valorização de 144,1%. Mas, nem por isso, as vendas caíram. O mercado se encontra aquecido e muita gente ainda está atrás de um imóvel próprio. Se você é um deles e não pode gastar muito, saiba que existem algumas opções em conta. Porém, antes de se arriscar, é preciso ter alguns cuidados. Conheça algumas opções:

Imóvel usado: é a solução mais comum. Além de mais barato do que o novo, tem a vantagem de poder ser negociado diretamente com o proprietário, sem incorporadoras, o que pode ajudar a conseguir um preço menor. No entanto, é necessário prestar atenção ao estado do imóvel. Verifique as instalações hidráulicas e elétricas, assim como o piso, o teto e o estado do acabamento. É importante checar tudo muito bem, pois, se o imóvel precisar de uma reforma muito grande, pode sair até mais caro do que um novo.

Imóvel na planta: são os que possuem o valor mais barato e podem se valorizar bastante até o término. Além disso, nesse tipo de imóvel, é possível fazer o acabamento e a decoração, assim como escolher o apartamento e a localização dele. O problema desse tipo de negócio é a incerteza. É preciso prestar muita atenção ao contrato e às condições de pagamento. Fique atento também ao prazo de conclusão da obra, não deixe de cobrar da incorporadora algum defeito ou qualquer outro problema.

Leilão:
os imóveis leiloados são mais baratos do que os novos e costumam estar em bom estado. Grande parte ainda está ocupada, por isso pode haver algum problema com os antigos donos. Antes de ir ao leilão, verifique quais imóveis serão leiloados, visite os que lhe interessar, conheça o estado de cada um e a situação dos atuais moradores. Outra dica é ter cuidado com as ofertas no dia do leilão para não dar um lance maior do que o valor de mercado.

Feirão: é possível encontrar imóveis mais baratos e em bom estado. Além disso, no mesmo local, dá para fazer a compra, registrar a escritura e fazer empréstimos. O negócio pode ser muito vantajoso, só é preciso comparar os preços. Alguns imóveis podem custar até 30% menos do que o valor de mercado.

Por: Maria Clara Corsino.

Fonte: InfoMoney.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!