Influência da raça na produção e qualidade do leite

As raças bovinas são classificadas de acordo com sua capacidade de produção e teor de gordura encontrada no leite em raças de alta produtividade, raças mistas e raças de alta porcentagem leiteira

Influência da raça na produção e qualidade do leite   Dicas Cursos CPT

 

As raças bovinas são classificadas de acordo com sua capacidade de produção e teor de gordura encontrada no leite, afirma Dr. José Henrique Bruschi, professor do Curso a Distância CPT Shamballah - O Segredo da Alta Produtividade Leiteira, em Livro+DVD e Curso Online. Podemos, portanto, classificá-las da seguinte maneira: raças de alta produção leiteira, raças mistas e raças de alta porcentagem de gordura.

- Raças de alta produção leiteira


Como, por exemplo, as holandesas e a Ayrshire, as quais, nas suas regiões de origem, alcançam um mínimo de produção, por lactação, de 5.000 kg de leite de baixo teor de gordura.

- Raças de alta porcentagem de gordura


Também chamadas de "mantegueiras" e que são as raças de pequeno porte como a Jersey e a Guernsey que, além de produzirem uma boa quantidade de leite, em média 3.000 kg por lactação, estes possuem uma média de 6% a 7% de gordura, rica em pigmentos carotenoides.

- Raças mistas


Além de produzirem uma boa quantidade de leite rico em matéria gorda, ainda se prestam para o corte. Destacam-se, entre elas, a Normanda, a Simental e a Schwyz, bem como as vacas Zebus ou mestiças de raças leiteiras com as raças zebuínas, sendo admitido o mínimo de 2.000 kg de leite com 3,5%, em média, de gordura, durante uma lactação.

As vacas maiores, mais compridas, descarnadas e angulosas são as que, em geral, mais produzem leite. Quanto maior a produção de leite, menores são as porcentagens de gordura e de seus outros constituintes. Quanto maior a quantidade de gordura de um leite, maior é o tamanho dos glóbulos de gordura e melhor será a manteiga produzida a partir desse leite. Por esses motivos, é muito interessante a introdução de reprodutores Zebus em rebanhos de alta lactação, pois os resultados são vacas mestiças de grande produção de leite que contêm um elevado teor de gordura. Além disso, a introdução de sangue de Zebu em um rebanho concorre, não só para a elevação do teor de gordura, mas também para um grau de rusticidade maior, o que é de grande interesse, em virtude das condições climáticas encontradas nas fazendas brasileiras.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Exemplos de Sucesso.
Por Silvana Teixeira.

Cursos Relacionados

Curso Shamballah - O Segredo da Alta Produtividade Leiteira Curso Shamballah - O Segredo da Alta Produtividade Leiteira

Com Prof. Dr. Henrique Bruschi, Prof. Paulo Machado e Prof. Sebastião Teixeira

R$ 376,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Tornar seu Sítio Lucrativo Curso Como Tornar seu Sítio Lucrativo

Com Prof. Renato Bravo

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Dicas Cursos CPT

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade