WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Dica ao Horticultor: higienize frutos e vegetais antes de comercializá-los

Dica de ouro para os horticultores que desejam fidelizar seus clientes no mercado consumidor? Limpe e lave seus frutos e vegetais antes de comercializá-los. Simples assim

Dica ao Horticultor: higienize frutos e vegetais antes de comercializá-los   Dicas CPT

Dica de ouro para os horticultores que desejam fidelizar seus clientes no mercado consumidor? Limpe e lave seus frutos e vegetais antes de comercializá-los. Simples assim. “Saiba que as boas práticas de higienização e limpeza podem fazer com que sua clientela não só lhe seja fiel, como aumentar ainda mais sua cartela de fregueses e amigos.

- Higienização e limpeza


A higienização corresponde à etapa de eliminação de agentes causadores de doenças, através de procedimentos adequados de limpeza e desinfecção dos produtos hortícolas A limpeza corresponde à retirada de materiais estranhos não só da matéria-prima, como também dos equipamentos e recipientes (galhos, ramos, hastes, talos, solo, insetos, resíduos de fertilizantes, etc.). O processo de limpeza também pode envolver a separação do material leve do pesado por gravidade (flutuação), peneiramento, coleta etc.

Após a limpeza alguns produtos vegetais, notadamente aqueles que ficam em contato direto com o solo necessitam de uma lavagem com solução de detergente para uma boa remoção dos microrganismos e sujidades aderidos à superfície dos mesmos. O detergente utilizado na lavagem penetra nas membranas e ajuda a romper as paredes celulares dos microrganismos facilitando a sua remoção. Alguns microrganismos como os coliformes gram-negativos (por exemplo, a Escherichia coli), não são eliminados pela lavagem apenas com água clorada porque formam quelatos com o cloro.

- Detergentes e tempo de imersão


Os detergentes utilizados devem ser especiais, com grau de pureza adequado. Para a diluição, deve-se seguir as recomendações do fabricante. O tempo de imersão varia com o grau de sujidade do produto e portanto, os que ficam em contato direto com o solo devem ficar mais tempo em contato com o detergente, que auxilia no desprendimento das sujidades e dos microrganismos que se encontram aderidos às superfícies. Usualmente, o tempo de imersão varia de 10 a 15 minutos.

- Lavagem e enxágue


A lavagem pode ser por imersão do produto com ou sem movimentação da água ou ainda pelo uso de aspersão (spray), tambores rotatórios, escovas rotatórias ou agitação. A movimentação da água por borbulha com jato de ar possibilita o movimento do produto, eliminando resíduos de terra ou outros materiais estranhos aderidos à superfície do mesmo. Deve-se fazer um enxágue com água somente tratada para remoção das sujidades e do resíduo do detergente.

Observações:
I- A etapa da limpeza é importante para reduzir a quantidade do princípio ativo (cloro) que será utilizado na etapa da desinfecção.
II- Alguns produtos como cebola e batata não devem ser lavados, se forem armazenados, já lavados, antes do processamento. Nesse caso, faz-se a limpeza a seco por escovação, peneiramento, aspiração ou separação magnética das sujidades.

Conheça os Cursos CPT da área Agricultura Orgânica.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!