WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cupins subterrâneos: métodos de controle

Os cupins subterrâneos são controlados evitando-se a sua entrada na estrutura. O tratamento do solo, por sua vez, é feito seguindo um procedimento denominado de barreira química

Cupins subterrâneos: métodos de controle   Artigos Cursos CPT

 

Os cupins subterrâneos só podem ser controlados evitando-se a sua entrada na estrutura. O tratamento do solo deve ser feito ao redor da estrutura infestada, junto aos seus alicerces e em áreas que contenham vãos estruturais (espaços vazios, frestas, canalizações hidráulicas e outros), procedimento este denominado de barreira química, que é fundamental para o controle de cupins subterrâneos.

“Por este procedimento, o perímetro interno e externo da estrutura deve ser tratado com cerca de 5 litros de calda cupinicida por metro linear de perímetro”, afirma Antônio Carlos Pereira Antunes, professor do Curso a Distância CPT Como Montar e Operar uma Empresa de Controle de Pragas Domésticas, em Livro+DVD e Curso Online. Nos casos em que o solo estiver coberto por um piso, deve-se furar o mesmo e utilizar de trados injetores para fazer o tratamento do solo abaixo do piso.

O tratamento de madeira (por injeção, pincelamento ou pulverização) apresenta-se de efeito paliativo nestes casos, podem proteger a madeira tratada temporariamente, mas os cupins descobrirão falhas na aplicação e atacarão a madeira naquele ponto. Para se evitar temporariamente a proliferação de cupins subterrâneos pelos conduítes, pode-se optar por tratar os mesmos com inseticidas em pó.

Atualmente, existe uma opção de controle baseado em iscas para o controle de cupins subterrâneos. Neste caso, armadilhas são colocadas ao redor da estrutura e os cupins, ao começarem a se alimentar nelas, passam a receber um produto que irá ser levado para a colônia, causando a sua eliminação.

Controle do cupim subterrâneo (Coptotermes havilandii)


- Inspeção é o primeiro passo. Nesta fase, deve-se avaliar o grau, o tipo e o local da infestação.
- Verificar a necessidade de se fazer algum tipo de abertura (caixão perdido). Comunicar a algum responsável, caso seja necessário.
- O trabalho visa fazer o tratamento do solo em volta do local infestado, uma vez que a infestação não é visível e pode estar vindo de várias áreas, formando uma barreira química.
- Este procedimento também deve ser comunicado a algum responsável, uma vez que será necessário fazer furações, tanto no piso externo, como no interno.
- O tratamento é a injeção de produto cupinicida dentro dos furos. Estes são espaçados numa distância de 30 cm entre cada furo.
- Aplicar pó cupinicida em todos os conduítes elétricos. Este processo é trabalhoso, exigindo
tirar os espelhos de eletricidade e depois colocá-los novamente.
- Em caso de difícil acesso, deve-se utilizar da microcâmera, pois esta ajuda a identificar infestação em alguns caixões perdidos e outros locais similares.
- Ao término das colocações, fazer outra inspeção para avaliar o local (ex.: verificar se não ficou nenhuma luz acesa ou espelhos de caixinha de luz sem terem sido recolocados no lugar certo).

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a matéria a seguir:


- Barata de esgoto: saiba mais sobre ela

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Pequenas Empresas.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!