WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Pesquisa descritiva, afinal o que é isso? Como entender esse conceito?

Pesquisadores afirmam que “A pesquisa descritiva observa, registra, analisa e correlaciona fatos ou fenômenos (variáveis) sem manipulá-los, exigindo informações sobre o que deseja pesquisar

Pesquisa descritiva, afinal o que é isso? Como entender esse conceito?   Artigos Cursos CPT

 


De acordo com alguns pesquisadores, “A pesquisa descritiva observa, registra, analisa e correlaciona fatos ou fenômenos (variáveis) sem manipulá-los.” (CERVO; BERVIAN; SILVA, 2007, p. 61). “A pesquisa descritiva exige do investigador uma série de informações sobre o que deseja pesquisar. Esse tipo de estudo pretende descrever os fatos e fenômenos de determinada realidade” (TRIVIÑOS, 1987 apud GERHARD; SILVEIRA, 2009, p. 35).

Um dos afazeres típicos da pesquisa descritiva é a coleta de dados. A observação, a entrevista, o questionário e o formulário são usados como principais instrumentos para possibilitar a tarefa da coleta de dados (CERVO; BERVIAN; SILVA, 2007). “Alguns exemplos importantes e mais usados de pesquisa descritiva são: estudos de caso, análise documental (ou pesquisa documental), pesquisa de opinião etc”, afirma Prof.ª Viviane Gomes Lelis, do Curso CPT Metodologia Científica.

Estudo de caso


Quanto ao estudo de caso, “trata-se de um objeto bem restringido (individual) sobre o qual se levanta o maior número de informações possíveis.” (SILVA; SILVEIRA, 2014, p. 157). “Esta modalidade de pesquisa é amplamente usada nas ciências biomédicas e sociais.” (GIL, 2007, p. 54 apud GERHARD; SILVEIRA, 2009, p. 39).

Os exemplos mais comuns para esse tipo de estudo são os que focalizam apenas uma unidade: um indivíduo (como os casos clínicos descritos por Freud), um pequeno grupo (como o estudo de Paul Willis sobre um grupo de rapazes da classe trabalhadora inglesa), uma instituição (como uma escola, um hospital), um programa (como o Bolsa Família), ou um evento (a eleição do diretor de uma escola). (ALVES-MAZZOTTI, 2006, p. 640 apud GERHARD; SILVEIRA, 2009, p. 39).

O estudo de caso pode aplicar-se ainda a uma cidade, um fenômeno, uma família, uma comunidade etc. (CERVO; BERVIAN; SILVA, 2007; SILVA; SILVEIRA, 2014). É importante ressaltar que se deve ter atenção ao generalizar as conclusões para outros fatos/fenômenos do mesmo padrão, pois foi realizada uma análise de um caso específico (SILVA; SILVEIRA, 2014).

Pesquisa descritiva


Outro exemplo de pesquisa descritiva é a análise ou pesquisa documental. Pode ser realizada por historiadores a partir de fontes como cartas, relatórios, documentos arquivados em órgãos públicos, associações e sindicatos, diários, fotos etc. (SILVA; SILVEIRA, 2014).

A pesquisa documental trilha os mesmos caminhos da pesquisa bibliográfica, não sendo fácil por vezes distingui-las. A pesquisa bibliográfica utiliza fontes constituídas por material já elaborado, constituído basicamente por livros e artigos científicos localizados em bibliotecas. A pesquisa documental recorre a fontes mais diversificadas e dispersas, sem tratamento analítico, tais como: tabelas estatísticas, jornais, revistas, relatórios, documentos oficiais, cartas, filmes, fotografias, pinturas, tapeçarias, relatórios de empresas, vídeos de programas de televisão etc. (FONSECA, 2002, p. 32 apud GERHARD; SILVEIRA, 2009, p. 37).

Pesquisa de opnião


A pesquisa de opinião procura saber atitudes, pontos de vista e preferências das pessoas a respeito de algum assunto, com o objetivo de tomar decisões. A pesquisa de opinião abrange uma faixa muito grande de investigações que visam a identificar falhas ou erros, descrever procedimentos, descobrir tendências, reconhecer interesses e outros comportamentos. Essa modalidade de pesquisa é a mais divulgada pelos meios de comunicação, pois permite tratar de temas do cotidiano, como intenções de voto, de compra e de consumo; verificar tendências da opinião pública; criar, por meio da manipulação de dados, opiniões contra ou a favor de temas polêmicos, como aborto, pena de morte, redução da idade penal etc. (CERVO; BERVIAN; SILVA, 2007, p. 62).

Um exemplo de pesquisa de opinião que seria interessante ser realizada atualmente seria a opinião dos brasileiros frente ao combate da corrupção do Brasil mediante a “Operação Lava Jato”. O que você acha? O que poderia ser perguntado? É primordial para a pesquisa de opinião o pesquisados saber elaborar um questionário de forma clara e objetiva. Segundo Silva e Silveira (2014, p. 160), é importante que:


1) o pesquisador saiba que informações buscar, o objetivo da pesquisa e de cada questão, relacionando tais informações à hipótese;
2) o informante compreenda claramente as questões, que não devem suscitar dúvidas e ser adequadas ao seu nível de informação;
3) o questionário deve conter questões claras, sem possibilidade de dúvida ou incompreensão, com termos usuais, palavras simples, estruturando-se da questão mais simples à mais complexa. A pergunta deve ser clara e compreensível; não deve ser ambígua ou conter distorções.

A escolha adequada de roupas, acessórios, postura, higiene e maquiagem, podem ajudar a mostrar o cuidado e o respeito que você tem com o outro (LELIS, 2012). Nesse caso, o outro é o nosso entrevistado. Homens não devem ir para uma entrevista usando boné, bermuda e chinelo. Tampouco, a mulher deve ir de sai curta “destroyed”, blusa do tipo “cropped”, ou utilizando tecidos transparentes, com cabelo sujo, entre outros aspectos que revelem descuido, pois comprometem a seriedade que uma pesquisa preconiza.

Aumente seus conhecimntos. Leia a(s) matéria(s) abaixo:


- Do que trata a metodologia científica e qual a sua importância?
- Resumos: o que são, tipos e como fazê-los

Conheça os Cursos CPT da área Metodologia de Ensino.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!