WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

O uso da termoterapia na fisioterapia e reabilitação animal

A termoterapia, muito utilizada na fisioterapia e reabilitação animal, pode ser realizada através da crioterapia, ou seja, aplicação de baixas temperaturas ou aplicação de calor superficial em regiões específicas do corpo dos pacientes

O uso da termoterapia na fisioterapia e reabilitação animal: crioterapia

A termoterapia, muito utilizada na fisioterapia e reabilitação animal, pode ser realizada através da crioterapia, ou seja, aplicação de baixas temperaturas ou por meio da aplicação de calor superficial em regiões específicas do corpo dos pacientes, explica Ana Carolina Silva Faria, professora do Curso CPT Fisioterapia e Reabilitação Animal.

Indicações 1 - baixas temperaturas


» Casos de inflamação aguda ou traumatismo.
» Para aumentar a amplitude de movimento.
» Estimular a função muscular.
» Casos de dor local.

Precauções e contraindicações
» Evitar ulceração da pele.
» Cessar tratamento se a pele apresentar cor cianótica.
» Não aplicar diretamente sobre a pele.
» Não aplicar em feridas abertas.
» Não aplicar em áreas isquêmicas.

Características
» Penetra de forma profunda e possui alta durabilidade.
» Utilizado na fase aguda da injúria.
» Pós-exercício intenso: minimizar respostas inflamatórias secundárias.
» Resposta mediada pelo sistema nervoso.
» Resposta primária: analgesia.

Formas de aplicação
» Aplicar nas primeiras 48 horas pós-trauma.
» Cobrir o gelo com toalha úmida em única camada.
» Utilizar de 10 a 20 minutos (mesmo tempo de descanso).
» De 2 em 2 horas.
» Bolsas maleáveis comerciais.
» Massagem de gelo: gelo no copinho (pequenas áreas).
» Botas de gelo: fazer gelo moído e enrolar com filme, toalha e vetrap.

Efeitos fisiológicos
» Vasoconstrição e redução do fluxo sanguíneo
» Redução do metabolismo celular e permeabilidade
» Redução da velocidade de condução nervosa sensorial e motora
» Redução e prevenção de edema
» Redução temporária da elasticidade após exercício intenso

Indicações 2 - aplicação de calor superficial


» Traumatismos e inflamações subagudas.
» Rigidez articular.
» Espasmos musculares.

Precauções e contraindicações
» Queimaduras.
» Cuidado com áreas com pouca sensibilidade.
» Cuidado com o peso de bolsas térmicas.
» Não aplicar em feridas abertas.
» Penetra até 2 cm na pele.
» Vasodilatação (cura da inflamação crônica).
» Aumenta a extensibilidade dos tecidos.
» Relaxa a musculatura.

Formas de aplicação
» Colchão térmico.
» Lâmpada de infravermelho.
» Bolsa quente.
» Banho quente.
» Jato de água quente.
» 15 a 30 minutos de aplicação.
» Utilizar proteção ao redor da bolsa.
» Bolsas em torno de 75°C.

Gostou do assunto? Leia a(s) matéria(s) abaixo:


- Reabilitação ortopédica animal. Quando indicar?

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!