WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cursos da Área Curso Como Administrar Pequenas Empresas Curso Administração Financeira na Pequena Empresa Curso de Negociação - Técnicas e Estratégias de Sucesso Curso Marketing para Pequenas Empresas Curso Fidelização de Clientes Curso Liderança Gerencial - Como Desenvolver Habilidades em Liderança Curso Treinamento de Gerente de Loja Curso Gestão de Pessoas na Pequena Empresa - Parte 1 Curso Planejamento Patrimonial Sucessório por Meio de Holding Curso Segurança Patrimonial para Empresas Curso Gestão de Pessoas na Pequena Empresa - Parte 2 Curso Loja de Sucesso - Planejamento, Gestão e Marketing Curso Como Administrar Estoque e Almoxarifado Curso Primeiros Socorros - nas Escolas, nas Empresas e em Residências Curso Merchandising Visual para o Seu Negócio Curso Como Tornar sua Empresa uma Franqueadora Curso Análise de Crédito e Cobrança na Pequena Empresa - Parte 1 Curso Dinâmicas para Motivação e Cooperação de Equipes nas Empresas - Jogos e Dinâmicas com 10 Práticas Curso Dinâmicas para Motivação e Cooperação de Equipes nas Empresas - Práticas de Jogos e Dinâmicas de Grupo Curso Como Administrar Pequenas Indústrias Curso Análise de Crédito e Cobrança na Pequena Empresa - Parte 2 Curso Estratégias para Desenvolvimento de Municípios Curso Como Implantar um Plano de Cargos e Salários Curso Estratégias para Desenvolvimento de Municípios II com base em Agropecuária e Confecções Áreas Afins 10Capacitação na Empresa Depoimentos dos Alunos Alunos de Sucesso Depoimentos Publicações TV Cursos CPT Artigos Notícias Dicas Cursos CPT Entretenimento Beirada de Fogão Melhores Filmes do Cinema Reflexões

O que é e como calcular o capital de giro?

O capital de giro é o dinheiro direcionado à manutenção dos negócios, que pode corresponder a 60% do total dos ativos da empresa

O que é e como calcular o capital de giro da sua empresa?

Tão importante quanto montar uma empresa é reservar o capital de giro para a manutenção dos negócios. Sem essa reserva, a empresa pode enfrentar sérios problemas já no início das atividades, e pior, pode até mesmo fechar as suas portas. Para evitar isso, o valor reservado deve ser suficiente para bancar todos os custos da empresa. Mas como calcular o capital de giro e, assim, evitar futuras dores de cabeça?

Capital de giro: definição


Quando se abre uma empresa, uma parte do dinheiro vai para os ativos fixos, ou seja, mobiliário, imóvel e maquinário. Outra parte deve ser reservada para comprar produtos e matéria-prima, além de pagar contas de telefone, luz, água e salários. Este é o dinheiro direcionado para a manutenção dos negócios, que pode corresponder a 60% do total dos ativos da empresa. A sua falta requer medidas urgentes para reverter a situação.

Quando o capital de giro está em falta, uma das medidas mais comuns tomadas por empresários é a solicitação de empréstimos a instituições financeiras. Como consequência, o empreendedor paga juros altos, o que impacta negativamente na rentabilidade dos negócios. Para evitar que isso aconteça, é importante manter continuamente uma reserva de dinheiro para fugir dos problemas de caixa e garantir a saúde financeira da empresa.

Cálculo do capital de giro


Primeiramente, é importante verificar o balanço patrimonial da empresa. Com os dados em mãos, o empresário pode começar a fazer o cálculo da necessidade de capital de giro da companhia. Vale lembrar que esse balanço patrimonial serve como demonstrativo dos negócios e corresponde à evolução do patrimônio total em dado período de tempo.

Além do balanço patrimonial, o empresário deve ter pleno conhecimento do ativo circulante e do passivo circulante. O primeiro representa os recursos disponíveis a curto prazo, como contas a receber, investimentos financeiros e caixa. Quanto ao segundo, ele corresponde aos financiamentos a curto prazo, como contas a pagar, empréstimos solicitados a bancos e pagamento a fornecedores.

Após reunir todos esses valores, o próximo passo é fazer o cálculo. Para isso, basta fazer a seguinte conta: necessidade de capital de giro = ativo circulante – passivo circulante. Caso o valor seja negativo, os negócios estão em risco sendo necessário pedir empréstimos a instituições financeiras. Já se o valor for positivo, a empresa está com superávit de capital de giro e sua saúde financeira está em dia.

Consequências do capital de giro baixo ou em falta


Quando o capital de giro está baixo, a empresa tem de desenvolver estratégias que aumentem as vendas à vista ou limite o número de parcelas do cartão de crédito. Sem falar da necessidade de reorganizar o calendário de contas a pagar e a receber.

Quando está em falta, o quadro se torna ainda mais problemático obrigando o empresário a solicitar empréstimos a bancos ou outras instituições financeiras. Em alguns casos, a empresa pode até mesmo fechar as suas portas.

Conheça os Cursos CPT da Área Gestão Empresarial:

Administração Financeira na Pequena Empresa

Matemática Financeira

Fundamentos da Administração

Fonte: Vivo - Destino Negócio

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis A melhoria da gestão de caixa e do capital de giro

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!