Cursos da Área Curso Como Administrar Pequenas Empresas Curso Administração Financeira na Pequena Empresa Curso de Negociação - Técnicas e Estratégias de Sucesso Curso Marketing para Pequenas Empresas Curso Fidelização de Clientes Curso Treinamento de Gerente de Loja Curso Liderança Gerencial - Como Desenvolver Habilidades em Liderança Curso Gestão de Pessoas na Pequena Empresa - Parte 1 Curso Planejamento Patrimonial Sucessório por Meio de Holding Curso Loja de Sucesso - Planejamento, Gestão e Marketing Curso Segurança Patrimonial para Empresas Curso Gestão de Pessoas na Pequena Empresa - Parte 2 Curso Como Administrar Estoque e Almoxarifado Curso de Matemática Financeira Curso Primeiros Socorros - nas Escolas, nas Empresas e em Residências Curso Merchandising Visual para o Seu Negócio Curso Como Tornar sua Empresa uma Franqueadora Curso Análise de Crédito e Cobrança na Pequena Empresa - Parte 1 Curso Dinâmicas para Motivação e Cooperação de Equipes nas Empresas - Jogos e Dinâmicas com 10 Práticas Curso Como Administrar Pequenas Indústrias Curso Dinâmicas para Motivação e Cooperação de Equipes nas Empresas - Práticas de Jogos e Dinâmicas de Grupo Curso Análise de Crédito e Cobrança na Pequena Empresa - Parte 2 Curso Como Implantar um Plano de Cargos e Salários Curso Estratégias para Desenvolvimento de Municípios Curso Estratégias para Desenvolvimento de Municípios II com base em Agropecuária e Confecções Áreas Afins 10Capacitação na Empresa Depoimentos dos Alunos Alunos de Sucesso Depoimentos Publicações TV Cursos CPT Artigos Notícias Dicas Cursos CPT Entretenimento Beirada de Fogão Melhores Filmes do Cinema Reflexões

Capital de giro - administração financeira na pequena empresa

O capital de giro representa o valor total dos recursos necessários para financiar as operações de uma pequena empresa, desde a aquisição de matérias-primas até a venda de seus produtos

Capital de giro - administração financeira na pequena empresa

O capital de giro corresponde a uma parcela de capital aplicada pela empresa em seu ciclo operacional, assumindo diferentes formas ao longo do processo produtivo e de vendas. Foto: reprodução.

A conceituação do capital de giro apresenta diferentes interpretações, dependendo dos critérios utilizados e do objetivo das análises. Corresponde a uma parcela de capital aplicada pela empresa em seu ciclo operacional, assumindo diferentes formas ao longo do processo produtivo e de vendas. O ciclo operacional é o período decorrente entre a aquisição de matéria-prima ou mercadoria, até o recebimento das vendas. Por exemplo, um recurso disponível em bancos pode ser aplicado inicialmente em estoques, voltando para os bancos, se a venda for à vista, ou duplicatas a receber, se venda for realizada a prazo.

“O capital de giro se concentra no ativo circulante de uma empresa. Representa o valor total dos recursos necessários para financiar as operações, desde a aquisição de matérias-primas até a venda dos produtos”, afirma o professor Hélvio Tadeu Cury Prazeres, do curso Administração Financeira na Pequena Empresa, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Os recursos financeiros alocados no ativo circulante, normalmente, representam a maior parte dos ativos totais da empresa. Isso demonstra a importância do capital de giro como base de sustentação das operações das empresas, pelo significativo nível das aplicações nos itens de curto prazo. O comportamento do capital de giro varia de acordo com a atividade da empresa, se comercial ou industrial.

Contas do balanço patrimonial que afetam o capital de giro

- Caixa – disponibilidade de dinheiro;
- Duplicatas a receber;
- Estoques;
- Fornecedores;
- Impostos;
- Empréstimos bancários;
- Descontos de duplicatas;
- Salários e encargos sociais a pagar.

Fatores que causam a insuficiência do capital de giro

- Distribuição de lucros;
- Pagamentos de empréstimos de longo prazo, sem planejamento pelo fluxo de caixa;
- Aplicação de recursos em outras atividades, de ampliação ou abertura de novos negócios;
- Aumento do ciclo de produção, que aumenta o ciclo operacional;
- Aumento dos estoques, especialmente produtos de baixo giro;
- Aumento da inadimplência;
- Compras à vista;
- Imobilizações com recursos próprios.

Capital de giro - administração financeira na pequena empresa

 Os recursos financeiros alocados no ativo circulante, normalmente, representam a maior parte dos ativos totais da empresa. Foto: reprodução.

Fatores que aumentam o capital de giro

- Aumento da lucratividade, com reflexo no fluxo de caixa;
- Aumento de recursos de longo prazo;
- Aumento dos prazos de compra;
- Financiamentos destinados ao giro, ou seja, capitalização da empresa;
- Integralização de capital próprio pelos sócios;
- Redução do ciclo de produção;
- Redução dos estoques;
- Redução dos prazos de vendas;
- Vendas à vista;
- Vendas de imobilizações.

A melhoria do capital de giro

1. Otimizar a Gestão dos Estoques: ter informações atualizadas e seguras sobre a venda e o giro de cada produto; estabelecer programação de compras junto aos fornecedores; adequar os estoques de acordo com o giro e a previsão de vendas.
2. Desenvolver estratégias de mercado que possibilitem a venda dos produtos de baixo giro: negociar com os fornecedores a troca dos produtos que não vendem por outros de giro mais rápido ou que precisem ser repostos pela empresa; trocar produtos com os concorrentes; vender o estoque excedente a preço de custo, se possível; buscar alternativas de compras junto a atacadistas, quando a quantidade mínima a ser adquirida das fábricas significar manter estoques nas prateleiras por muito tempo.
3. Implementar a programação de compras: minimizar a aquisição de produtos, modelos, marcas que concorrem entre si, num mesmo show room; evitar a falta de matéria-prima na linha de produção; negociar prazo e preço com fornecedores, em conjunto.
4. Melhorar a gestão das contas a receber: acompanhar diariamente a evolução dos recebimentos, principalmente de papéis colocados em bancos; concentrar a cobrança em um único banco; negociar com clientes inadimplentes, procurando alternativas que viabilizem o recebimento dos débitos; estimar percentual aceitável para inadimplência, sendo mais rigoroso na concessão de créditos, quando o nível de inadimplência tende a aumentar; controlar os prazos de recebimento. Pode acontecer do prazo de vendas de 30, 60, 90 dias transformar-se em 45, 75, 105 dias, que acarreta maior necessidade de capital de giro.
5. Reduzir o custo do dinheiro: negociar prazos mais longos para pagamento a fornecedores, pois os juros dos fornecedores são normalmente menores do que as taxas cobradas pelas instituições financeiras; evitar imobilizações com recursos de curto prazo. Existem linhas de crédito para financiar imobilizações, onde os prazos são mais adequados e os juros mais acessíveis, como FINAME (para equipamentos novos), PROGER (recursos do FAT, destinados a investimentos fixos e parte para Capital de Giro), programa de apoio às empresas de pequeno porte do BNDES, destinado a investimento fixo e capital de giro, crédito direto ao consumidor para financiar a venda aos clientes, que possibilita à empresa receber à vista para melhorar o fluxo de caixa.
6. Melhorar a margem de comercialização e reduzir despesas: negociar com fornecedores; buscar novos fornecedores ou matérias primas alternativas; pesquisar produtos que ofereçam melhor margem na venda, cortar despesas não justificadas; eliminar desperdícios; eliminar horas extras desnecessárias; incentivar vendas à vista, para minimizar descontos de duplicatas/cheques; identificar bancos que oferecem taxas mais baixas e exigem reciprocidades menores.

Confira mais informações, acessando os cursos da área Gestão Empresarial.

Por Andréa Oliveira.

 

Calculadora CPT: Calcule de forma correta o salário do seu empregado

 

Cursos Relacionados

Curso Marketing para Pequenas Empresas Curso Marketing para Pequenas Empresas

Com Prof.ª Katsuê Watanabe

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso de Matemática Financeira Curso de Matemática Financeira

Com Prof. Dr. Tancredo Almada

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso de Negociação - Técnicas e Estratégias de Sucesso Curso de Negociação - Técnicas e Estratégias de Sucesso

Com Prof. Nelson Maciel e Prof.ª Raquel Carneiro

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Administrar Pequenas Empresas Curso Como Administrar Pequenas Empresas

Com Prof. Hélvio Tadeu

R$ 468,00 à vista ou em até 12x de R$ 39,00 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Segurança Patrimonial para Empresas Curso Segurança Patrimonial para Empresas

Com Prof. Plácido Soares

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Administração Financeira na Pequena Empresa Curso Administração Financeira na Pequena Empresa

Com Prof. Hélvio Tadeu

R$ 498,00 à vista ou em até 12x de R$ 41,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Gestão Empresarial

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade