WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Quais as pragas da bananeira mais comuns?

Todo produtor de bananas pode ver sua produção comprometida pelo ataque das mais diversas pragas

Quais as pragas da bananeira mais comuns?

“Todo produtor de bananas pode ver sua produção comprometida pelo ataque das mais diversas pragas. A melhor forma de contê-las é por meio do controle preventivo. Entretanto, quando o ataque está em estágio avançado, a melhor medida são os defensivos agrícolas, prescritos por engenheiro agrônomo”, explicam os especialistas da FRUPEX - Programa de Apoio à Produção e Exportação de Frutas, Hortaliças, Flores e Plantas Ornamentais, e professores do Curso CPT a Distância e Online Produção de Banana.

Quais as pragas da bananeira mais comuns?

Broca-do-rizoma


O besouro Cosmopolites sordidus libera na bananeira larvas brancas, que penetram o rizoma da planta. Ao se alimentar, a broca-do-rizoma, como a praga é conhecida, forma galerias nos tecidos da bananeira. Uma das formas de controle mais comuns é a eliminação dos pseudocaules com a broca. Além disso, o produtor deve adquirir mudas de banana sadias e proceder ao descorticamento na plantação.

Alguns bananicultores preferem fazer o tratamento químico das mudas de bananeira. Outros mergulham as mudas em água quente por 20 minutos. Ambos os procedimentos são vantajosos quando o objetivo é tratar as mudas. Em outras situações, o controle biológico com o fungo Beauveria bassiana é o melhor método a ser adotado. Tudo depende do estágio do ataque da praga e do número de bananeiras no pomar.

Tripes-da-ferrugem-dos-frutos e tripes-da-erupção-dos-frutos


Os tripes-da-ferrugem-dos-frutos atacam as brácteas do coração e os frutos, que ganham a coloração marrom avermelhada, semelhante à ferrugem. Quanto aos tripes-da-erupção-dos-frutos, eles são encontrados nas flores abertas da bananeira e nas bananas verdes, cuja casca ganha pequenos pontos ásperos, o que compromete o valor comercial dos frutos. Dois métodos eficientes de controle são o ensacamento do cacho com inseticida (fase inicial de desenvolvimento) e a retirada do coração da bananeira.

Broca-rajada


Além de atacar plantações de cana-de-açúcar, o Metamasius hemipterus (ou broca-rajada) se alimenta das folhas da bananeira quando chega ao estágio de lagarta. Sua ação na bananeira promove a queda da planta, o que gera sérios prejuízos ao bananicultor. Para impedir o ataque dessa praga, são recomendados métodos de controle similares aos realizados no controle da broca-do-rizoma.

Lagarta-das-palmeiras e traça-da-bananeira


O brassolis sophorae ou lagarta-das-palmeiras ataca os pseudocaules da banana. Ao se alimentar, a praga causa a desfolha total da bananeira e significativa redução na produção de bananas. Quando a infestação é mínima, o controle pode ser físico, com a eliminação manual das lagartas. Em ataques avançados, a melhor medida é o controle químico, realizado com inseticidas.

Já o Opogon sacchari ou traça-da-bananeira ataca a bananeira na fase de lagarta. Ao se alimentar dos frutos, a praga acelera o seu amadurecimento e, consequentemente apodrecimento. Como resultado, os prejuízos são alarmantes. O controle deve ser feito com recomendação de um engenheiro agrônomo após análise do quadro atual da infestação.

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Fruticultura.

Fonte: blog.tecnoflexagro.com.br

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!