WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Produção de acerola abastece o mercado interno e externo

Natural, saudável e saborosa, a acerola já conquistou o paladar do brasileiro

A acerola tem um teor de vitamina C cem vezes maior que a laranja. Foto: reprodução

A acerola é uma das frutas mais apreciadas no Brasil. Com um teor de vitamina C cem vezes maior do que o da laranja, a acerola tem despertado o interesse de muitos consumidores e, consequentemente, tem sido uma ótima opção de cultivo para os produtores agrícolas. Um ponto bastante positivo em relação ao cultivo de acerola no Brasil são os solos em condições perfeitas para a agricultura, permitindo, inclusive, que o país seja destaque na produção mundial de frutas “in natura”.

Benefícios da acerola

A acerola é muito conhecida pela quantidade de vitamina C que possui. No entanto, ela ainda é composta pelas vitaminas A, B1, B2 e B3 e por diversos minerais essenciais ao bom funcionamento do nosso organismo, como o ferro, o cálcio e o potássio. Ingerir alimentos e refrescos feitos de acerola ou até mesmo a própria fruta auxilia no combate e no tratamento de alguns problemas de saúde, como gripe, anemia, estresse e infecções no pulmão e na gengiva.

Plantação de acerola passo a passo

Opte por manter as mudas no viveiro até que elas atinjam uma altura entre 30 cm e 40 cm

O curso Produção de Acerola, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, discorre sobre os aspectos econômicos e botânicos da fruta, bem como sobre sua colheita e comercialização. O professor Flávio Alencar d'Araújo Couto, doutor em fitotecnia e especialista em fruticultura, dá dicas importantes e ensina passo a passo como proceder com o cultivo da acerola, visando sempre o fornecimento de um produto saboroso, de boa aparência e, principalmente, de boa qualidade para os consumidores.

Temperatura ideal

O especialista em fruticultura explica que aceroleiras têm um bom desenvolvimento em regiões de climas tropicais e subtropicais. Elas não resistem a temperaturas muito baixas. Portanto, recomenda-se que elas sejam cultivadas em lugares cuja temperatura varie entre 25°C e 27°C. Aceroleiras podem florescer e frutificar de quatro a sete vezes ao ano, sendo que as épocas mais propícias são primavera e verão em virtude da temperatura mais elevada. No nordeste e no norte de Minas Gerais, elas chegam a produzir o ano todo, possibilitando o abastecimento do mercado interno e externo.   

Preparação do solo

Aceroleiras devem ser plantadas em regiões tropicais e subtropicais

Recolher amostras do solo para posterior análise em laboratório é fundamental, pois somente através desse procedimento é possível identificar se há carência de nutrientes e qual a sua proporção. O resultado fornecido pelo laboratório é capaz de precisar o procedimento ideal de correção do solo. Esse processo de colheita das amostragens deve ser realizado de três a seis meses antes do início da plantação. Em relação à acidez do solo, a aceroleira tem um desenvolvimento satisfatório quando o pH se concentra entre 5,5 e 6,5.

Condições para o plantio

De acordo com o professor, a plantação da acerola deve ser realizada durante o período chuvoso a fim de facilitar o pegamento da muda. No entanto, podendo contar com o auxílio da irrigação, o produtor poderá iniciar a plantação em qualquer época do ano, desde que os índices de temperatura estejam dentro do padrão necessário para o bom desenvolvimento da planta. O plantio das aceroleiras deve ser realizado preferencialmente no viveiro. Somente ao atingirem uma altura entre 30 cm e 40 cm estarão aptas a serem transferidas para o local definitivo.

Tutoramento das aceroleiras

O tutoramento auxilia o crescimento da árvore, preservando sua estrutura

Após o plantio, as aceroleiras precisam ser tutoradas por estacas de madeira. Essa medida evita que a estrutura das árvores seja prejudicada pela ação do vento e de tempestades, por exemplo. Couto explica que o produtor pode também utilizar o tutoramento com arames para ajudar na formação de ramos eretos, evitando que o peso dos frutos faça com que os ramos toquem o chão. Este processo que recorre ao uso de arames é feito quando a planta já se encontra na sua fase adulta.

Receita de geleia de acerola

Confira abaixo uma irresistível receita de geleia de acerola. A receita é prática, rápida e deliciosa. A geleia é uma ótima e saudável opção para acompanhar pães, bolos e biscoitos no café da manhã e da tarde.

Saudável e saborosa, a geleia de acerola por ser consumida à vontade no café. Foto: Freepik

Geleia de acerola

1 kg de acerola bem madura
1 copo de água
1 copo de açúcar

Modo de preparo

Bata as acerolas e a água no liquidificador. Depois coe o suco e adicione o açúcar. Despeje a mistura em uma panela e leve ao fogo baixo até dar o ponto de geleia. O ponto exato pode ser identificado quando a mistura estiver mais grossa, brilhante e desgrudando da panela. Armazene a geleia preferencialmente em um pote de vidro.

Por Camila Guimarães Ribeiro

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Felipe Rigon

31 de jan de 2016

precisava saber a fonte da foto dos pés de acerola. Onde te funcionários fazendo anejo. Quero usala em um trabalho

Resposta do Portal Cursos CPT

2 de fev de 2016

Olá, Felipe!

As fotos foram reproduzidas da internet.

Atenciosamente,

Silvana Teixeira.

GONÇALO GONÇALVES

4 de fev de 2013

Tenho interesse em plantar acerola em 3 alqueres...Teria mercado para eu entregar a mercadoria ? Moro na cidade de Pradópolis SP, próximo a Ribeirão Preto

Resposta do Portal Cursos CPT

22 de fev de 2013

Olá, Gonçalo!

Agradecemos sua visita e seu comentário em nosso site.

Recomendamos que realize uma pesquisa em sua região e verifique qual a demanda para a acerola. Assim, você poderá estimar sua produção sem risco de perdas.

Atenciosamente,

Natália Parzanini Brum

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!