WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cultivo de morango: colheita e pós-colheita

Os cuidados na colheita e pós-colheita do morango garantem um produto diferenciado com alto valor comercial

Cultivo de morango: colheita e pós-colheita

“O cultivo de morangos sofreu grandes mudanças nas últimas décadas, com o desenvolvimento de cultivares mais produtivas e insensíveis ao fotoperíodo. Entretanto, o sucesso do fruticultor não começa apenas na aquisição de mudas resistentes. Ele depende das boas práticas na colheita e pós-colheita do morango para garantir a qualidade do produto”, enfatiza Francisco Antônio Passos, pesquisador do IAC e professor do Curso CPT a Distância e Online Produção de Morango.

Colheita


Os especialistas recomendam que a colheita do morango seja realizada em dias com temperaturas mais amenas. No processo, assim que os pedúnculos são cortados, os morangos são dispostos em contentores para evitar injúrias nos pseudofrutos. Como são muito frágeis, após serem colhidos, os morangos devem ser resfriados, no máximo, até duas horas. Normalmente, eles são acondicionados em embalagens definitivas no ato da colheita.

Pré-seleção


Para impedir o contato de morangos sadios com morangos estragados, é realizada a pré-seleção. Essa prática também evita a manipulação excessiva dos pseudofrutos, bem como possíveis danos, que podem levar à deterioração dos morangos. Quando a colheita não é realizada diretamente na embalagem, os pseudofrutos devem ser transferidos em caixas apropriadas até o local onde serão definitivamente embalados.

Classificação


A classificação considera o tamanho e o grau de maturação dos morangos. Muitas vezes, o consumidor encontra no mercado a mesma embalagem com morangos pequenos e graúdos; uns maduros, outros verdes; uns sadios, outros podres. Estes últimos inclusive impactam na sanidade dos outros morangos da caixa. Certamente, não é esse o padrão de qualidade esperado pelo consumidor, que busca produtos diferenciados.

Embalagem


As cumbucas transparentes, constituídas de polietileno tereftalato, são as embalagens mais comuns encontradas no mercado. Geralmente, elas apresentam a capacidade de acondicionar cerca de 500 gramas de morangos. Tanto a espessura como a permeabilidade dos filmes das embalagens impedem que os pseudofrutos comecem a fermentar. Já a perfuração permite o fácil resfriamento dos morangos.

Armazenamento


As embalagens com morangos devem ser armazenadas, em locais com baixas temperaturas, para conservar o valor nutritivo dos morangos, bem como sua aparência e firmeza. Na verdade, o armazenamento deve ser feito em câmaras frias, entre 0°C e 1°C, com umidade relativa do ar entre 90 e 95%. Já o controle das concentrações de O2 e CO2 impede que ocorra fermentação e sabor indesejado nos morangos.

Transporte


O veículo de transporte dos morangos deve ser refrigerado e limpo para evitar que os morangos estraguem ou sofram contaminação. Como a temperatura próxima às paredes é mais elevada que a do centro da carga, o mais recomendado é alinhar o palete com as caixas de morango na parte central do caminhão. Além disso, todas as caixas devem ser empilhadas adequadamente para evitar que algumas caiam no trajeto até o comércio.

Quer saber mais sobre o curso? Dê play no vídeo abaixo:

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Fruticultura.

Fonte: sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br

Por Andréa Oliveira.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!