Cultivares de pêssegos - conheça-as antes de iniciar a produção

Precocinho, Safira, Granada, Esmeralda, Diamante, Ametista e Flordaprince, são as cultivares de pêssego que o produtor precisa conhecer antes de iniciar o seu pomar

foto de um pêssego partido ao meio

 

Precocinho, Safira, Granada, Esmeralda, Diamante, Ametista, Flordaprince, Maciel, Premier e Vila Nova, são as cultivares de pêssego que o produtor precisa conhecer antes de iniciar o seu pomar. Uma vez que a produção de pêssego é direcionada apenas para os seguimentos do consumo in natura e da indústria, alguns aspectos deverão ser considerados pelo produtor para não fazer um mal negócio. É importante saber que o seguimento da indústria garante maior volume de vendas, mas, por outro lado, o consumo in natura proporciona melhores preços.

Cultivares de pêssegos



1- Cultivar Precocinho

É obtida por polinização livre e classificada como cultivar de baixa exigência por frio. É produtora de frutos para indústria, apresentando a cada ano boa produtividade. Embora seja susceptível ao ataque da podridão-parda-dos-frutos, o fato de sua colheita ser realizada no período em que as condições climáticas são desfavoráveis a essa doença, os seus frutos, praticamente, não são atacados. Seus frutos também estão livres do ataque da mariposa-oriental, pois, normalmente, quando a população desses insetos aumenta, a colheita dos frutos já se encontra no final.

2- Cultivar Safira

Foi obtida de cruzamento da cultivar Ambrósio Perret com a Cerrito. É uma planta produtiva, tem alta exigência por frio e é moderadamente susceptível à podridão-parda-dos-frutos. Embora a Safira seja uma variedade produtora de frutos para a indústria, os seus frutos são bem aceitos para consumo in natura. Quando são destinados à indústria, os frutos da Safira devem ser colhidos em firme maturação, do contrário apresentarão problemas no processamento.

3- Cultivar Granada

Foi obtida por polinização livre. As exigências de frio desta cultivar é estimada em torno de 300 h por ano. Seus frutos se diferenciam dos frutos de outras cultivares de mesma época de maturação pela firmeza, pelo tamanho e pela aparência. A época de maturação dos frutos não permite que no campo ocorra a podridão-parda-dos-frutos, bacteriose ou ataque da mariposa-oriental. Embora seja uma cultivar produtora de frutos para a indústria, a época de maturação e a aparência dos frutos, pode ter uma boa aceitação no mercado de frutos frescos.

4- Cultivar Esmeralda

Foi obtida por cruzamento entre as cultivares Alpes e a seleção americana RR 37 – 201. É uma cultivar produtora de frutos para a indústria, que apresenta moderada susceptibilidade à bacteriose e à podridão-parda.

5- Cultivar Diamante

Foi obtida por cruzamento entre as cultivares Convênio e Cardeal. Tem uma exigência por frio estimada em torno de 200 h por ano, para que a dormência seja completada. Este cultivar é susceptível à podridão-parda e aparente moderada susceptibilidade à bacteriose. Destaca-se por ser uma das cultivares de maior expressividade na produção de pêssegos para a indústria brasileira.

6- Cultivar Ametista

Foi obtida do cruzamento entre as cultivares Alpes e RR 31 – 201 e destaca-se por produzir conservas de excelente qualidade. As plantas desta cultivar são moderadamente susceptíveis à bacteriose-da-folha e à podridão-parda-dos-frutos. Os frutos não apresentam manchas de bacteriose. A necessidade de frio está entre 300 a 400 h por ano. É uma cultivar que apresenta produtividade média, com frutos grandes, firmes e com bom rendimento em polpa.

7- Cultivar Flordaprince

Foi criada pelo programa de melhoramento genético da universidade da Flórida, nos Estados Unidos. É uma cultivar de produtividade média, sua maturação é precoce, e a exigência por frio é estimada em 150 h por ano. São frutos susceptíveis à antracnose. As maiores vantagens obtidas com o cultivo é a aparência e a precocidade da maturação dos frutos. Por outro lado, tem as desvantagens de ter maturação desuniforme, frutos com caroço partido, baixo teor de açúcar e a susceptibilidade à antracnose.

8- Cultivar Maciel

Foi obtida do cruzamento entre a Conserva 171 e Conserva 334. É considerada moderadamente susceptível à bacteriose. A produção de frutos, de excelente qualidade, é em torno de 50 kg/planta. Adapta-se muito bem a regiões onde o número de horas de frio por ano esteja entre 200 e 300 h.

9- Cultivar Premier

Foi obtida por polinização livre entre a Cardeal e a 15-de-Novembro. A planta dessa cultivar é considerada vigorosa e necessita acumular, durante o inverno, algo em torno de 150 h de frio para que a dormência seja completada. É um cultivar suscetível à bacteriose, principalmente aquelas que atacam as folhas. Quando maduro, a polpa se solta do caroço. Por possuir uma polpa não muito firme, esses frutos podem sofrer danos com relativa facilidade.

10- Cultivar Vila Nova

Foi obtida por cruzamento entre as cultivares Cristal e Princesa. A cultivar Vila Nova é sujeita à podridão-parda. É classificada como uma cultivar de alta exigência por frio, necessitando de mais 400 h por ano para que a dormência seja completada. É também bastante susceptível a ventos fortes e, por isso, deverá ser cultivada em locais protegidos dos ventos dominantes.

Conheça o Curso CPT Produção de Pêssegos.
Por Silvana Teixeira.

Cursos Relacionados

Curso Produção de Limão Taiti Curso Produção de Limão Taiti

Com Prof. Dr. Dalmo Lopes de Siqueira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Pêssego Curso Produção de Pêssego

Com Prof. Francisco Ramos

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Maracujá Curso Produção de Maracujá

Com Prof. Waldir Vicente dos Santos

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Fruticultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade