WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Kinguyo - alimentação, reprodução e variedades

Existente nas variedades cometa, oranda, telescópio, cabeça de leão, pérola, bolha e celestial, o peixe kinguyo é dócil, sociável e fácil de criar

Kinguyo - alimentação, reprodução e variedades    Artigos Cursos CPT

Os peixes kinguyos podem alcançar 30 cm e viver cerca de 10 anos, em aquários, e 30 anos, em lagos

O kinguyo é descendente de uma carpa selvagem conhecida por Carassius auratus. No Brasil, ele é conhecido como Peixe Japonês, Peixe Dourado ou Peixe Vermelho e nos Estados Unidos, como Goldfish. Sua origem é chinesa, mas também foi uma espécie bastante desenvolvida no Japão por meio de várias técnicas de reprodução. Atualmente, o Japão conta com 30 variedades de kinguio. Já a China pode ultrapassar as 100 variedades. Independente da variedade, o kinguyo é indefeso se criado junto a peixes ariscos, como os tetras e os sumatras.

O kinguyo possui corpo oval, esférico e longo, com as mais diversas caudas. Pode apresentar as cores marrom-dourada, branca, preta, vermelha, laranja, amarela, cinza, chá, ou suas combinações com pintas. Pode alcançar os 30 cm e viver cerca de 10 anos, em aquários, e 30 anos, em lagos. A temperatura da água deve ser de 20ºC e o pH 7,2. Os kinguyos são peixes omnívoros, ou seja, comem tanto de proteínas vegetais quanto animais. Sua alimentação deve ser feita duas vezes por dia, se consumidas em mais ou menos 5 minutos. Quanto às plantas ornamentais dispostas no aquário, estas devem ser artificiais, já que os kinguyos comem as naturais.



Alimentação

-Vegetais
Eles adoram vegetais, como pepino, mostarda, alface, agrião, espinafre, acelga, alga nori, lentilha d’água, salvínia e elodea. Já o brócolis e a couve-flor ofereça cozidos. Como sempre sobram muitos pedacinhos no aquário, é mais aconselhável alimentá-los no dia anterior à troca parcial de água. Eles adoram ervilhas, no entanto, leve-as ao fogo por dez minutos, até que fiquem macias. Em seguida, retire a casca e dê em metades. Duas ervilhas para cada kinguio adulto já bastam.

- Patês
Os patês são alimentos feitos de maneira artesanal, reunindo alimentos de origem animal e vegetal, crus e cozidos, liquidificados e misturados à  gelatina sem sabor dissolvida em água. Depois de resfriado, o patê pode ser cortado em cubos e guardado no congelador, retirando-se apenas a porção a ser utilizada.

- Proteína animal
A proteína animal deve ser fornecida somente uma ou duas vezes por semana.  Insetos, larvas de insetos e vermes são ótimas opções. Uma outra opção é a aquisição de alimentos congelados e liofilizados. A liofilização é um processo de desidratação rápida de alimentos. No entanto, é demasiadamente duro para a mastigação, sendo necessário hidratá-lo antes. Utilize a água do próprio aquário para isto. Quanto aos alimentos congelados, tenha o cuidado de descongelá-los antes de oferecer aos kinguyos.

- Rações
Procure variar as rações e prefira as que afundem, de tal forma que os kinguios não ingiram ar junto ao alimento. Caso contrário, pode ocasionar o mau funcionamento da bexiga natatória. Outra possível causa deste problema é a alimentação exclusivamente seca, o que possibilita a formação de  gases no trato gastrointestinal deviso à sua fermentação. Uma opção é deixar a ração de molho em um recipiente com água do próprio aquário por alguns minutos antes de oferecê-la aos peixes.



Reprodução


Distingue-se o kinguyo macho do kinguyo fêmea na época de reprodução. A fêmea apresenta a região anal bem mais volumosa. Já no macho se desenvolvem alguns nódulos nas nadadeiras peitorais, nas brânquias e na cabeça. Sua reprodução é bem simples, basta colocar dois machos e uma fêmea em um aquário com muitas plantas. As flutuantes são as melhores, pois nelas a fêmea deposita os óvulos, em torno de 800, que são fecundados pelo macho. Imediatamente, após a fecundação, os peixes adultos têm de ser retirados, caso contrário, devoram a cria. Os alevinos do kinguyo nascem 10 dias após a desova e, com 18 dias, já medem 2,5 cm.



Variedades


- Kinguyo Comum
Parece com a carpa original. Apresenta cor laranja brilhante, mas pode ser encontrado nas cores vermelha ou amarela. Sua barbatana dorsal é longa, mas baixa. As demais são bastante parecidas às da carpa original. Possui barbatana caudal levemente bifurcada. É bastante sociável e pode facilmente conviver com outros peixes de parâmetros compatíveis.

- Kinguyo Cometa ou Véu
Essa variante apresenta as maiores barbatanas entre os Kinguyos. A barbatana caudal, apesar de dupla, não possui uma bifurcação entre os lóbulos. Pode apresentar muitas cores diferentes, entre elas, lisas ou malhadas. Nada lentamente, devido ao peso das barbatanas. Não gosta de águas movimentadas.

- Kinguyo Bolha ou Olhos de Bolha (Shuihogan)
Possui duas bolsas sob os olhos, cheias de fluidos corporais, por isso devem ser manuseadas com muito cuidado, caso contrário, estouram facilmente. Com a idade, as bolsas vão aumentando, tornando o peixe ainda mais lento. Apresenta cores vermelha, preta, ouro ou bicolor (branca e vermelha). Possui olhos vermelhos e não apresenta barbatana dorsal. Prefere água em torno de 27 a 28ºC

- kinguyo Cabeça de Leão (Rantyu)
Apresenta o mesmo gorro dos Orandas (dos quais se originam), só que muito maior, tomando toda a cabeça, parte superior, laterais, inferior e frontal. Possui um corpo grosso, curto e arqueado e uma barriga saliente e gorda. Não possui barbatana dorsal e a caudal é dupla, curta e sempre armada. Pode apresentar várias cores, entre elas, lisas os malhadas.

- Kinguyo Celestial
Da mesma linhagem dos Telescópios, tem os olhos virados pra cima, para a superfície da água. Com isso, sua visão é bastante prejudicada, tendo dificuldade em localizar até o alimento. Deve ser mantido em aquários somente com variantes iguais. Vive cerca de quinze anos. Não gosta de água fria. Tem sua barbatana caudal dupla e não apresenta a barbatana dorsal.

- Kinguyo Escama de Pérola
Seu corpo apresenta forma de ovo. Possui uma bonita cauda dupla. Apresenta coloração brilhante, devido às suas escamas serem maiores e muito mais grossas, além de lembrarem pérolas. Tem ainda uma coroa no topo da cabeça parecida com as dos Oranda, só que menor. Apresenta várias cores, entre elas, lisas ou malhadas. Pode alcançar mais de 15 centímetros e vive cerca de 10 anos. É bastante sensível a temperaturas abaixo de 14ºC.

- Kinguyo Oranda
Vem do cruzamento entre os Cabeças de Leão e os Véus. Apresenta a protuberância carnosa dos Cabeças de Leão, só que menor, e as barbatanas muito longas dos Véus. É um peixe bastante sociável e dócil. É resistente e forte, apesar de alguns indivíduos apresentarem doenças da bexiga natatória.

- Kinguyo Telescópio (Demekin)
Apresenta os olhos bastante saltados. Possui as pupilas protegidas por uma camada grossa de cristalino. Possui uma grande variedade de cores, como vermelha, vermelha e branca, cálica, preta e branca, marrom, lavanda e preta. Suas variantes são o Telescópio Preto (Black Moor) e o preto e branco (Panda Moor).

 

Confira o curso Produção de Peixes Ornamentais, elaborado pelo CPT – Centro de produções Técnicas.

Leia outros artigos sobre peixes ornamentais:


Guppy – rusticidade agregada à beleza.
Carpas comuns e carpas coloridas (Nishikigois).
Peixes Betta – variedades de acordo com o tipo, a abertura e o tamanho da cauda.
Peixe Betta – criação em cativeiro alimentação, reprodução e principais doenças.

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Gentil Jr

16 de mar. de 2022

Boa tarde! Desejo iniciar uma criação de kinguios em aquario com uma variedade pequena, dessa espécie. Qual a recomendação de vcs? Grato

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de abr. de 2022

Olá, Gentil! Como vai?

Verifiquei no meu sistema que a consultora da empresa já entrou em contato com você.

Agradeço seu contato e precisando estou à disposição. Abraço!!

Karina Theodoro

MILTON JOSÉ GIANNICO JUNIOR

22 de mai. de 2021

Depois que o macho fertiliza os ovos posso coloca-lo com outra fêmea ? Ou quantos dias depois possocoloca-lo com outra?

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de jun. de 2021

Olá, Milton

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Neste caso, recomendamos que procure especialistas na área em sua região, para que o mesmo possa orientar você de forma mais eficiente.

Atenciosamente,

Erika

Milton José Giannico Junior

9 de jan. de 2021

Gostei muito do conteúdo me ajudou bastante , pena que vocês não falaram sobre a alimentação dos alevinos.

Resposta do Portal Cursos CPT

15 de jan. de 2021

Olá, Milton 

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

Encaminhamos sua pontuação para o setor responsável e em breve uma de nossas consultoras entrará em contato com você para lhe passar maiores detalhes sobre os assuntos abordados no curso que temos na  área.

Atenciosamente,

Erika

PITY AKILES

29 de abr. de 2020

li muitas literaturas sobre a criação de kinguios. Até no comentários de voces, falam a mesma coisa. Gostaria de saber quanto devo dar de ração para os kinguios em cada uma das duas vezes que recomendam dar por dia. Tem como me informar, ou onde poderei consultar para obter essa informação? obrigado por enquanto e agradeço.

Resposta do Portal Cursos CPT

30 de abr. de 2020

Olá, Pity

Como vai?


Agradecemos sua visita ao nosso site!

Neste caso, recomendamos que procure especialistas na área em sua região, para que o mesmo possa orientar você de forma mais eficiente.

Atenciosamente,

Erika Lopes

Alice Takeda

18 de out. de 2018

Tenho um lago pequeno artificial onde crio kinguios. Mas alguns ficam tão inchados, como uma bola, parecem que vão estourar! E depois de algum tempo acabam morrendo. Será que é alguma doença? Alguma bactéria na água?

Resposta do Portal Cursos CPT

18 de out. de 2018

Olá Alice,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Para mais informações, recomendos consultar um técnico da área para examinar e ver o que está acontecendo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Sebastiao

23 de set. de 2018

Me parece que as primeiras matrizes de peixes japoneses, chegaram ao Brasil trazidas pelo japones Tajima, que disse-me , na época, ter vindo para o Brasil por causa da guerra, junto com seu primo chamado de Oba, Essas matrizes, introduzidas em grandes tanques de psicultura, em Engenheiro Pedreira, RJ, levaram cerca de 05 anos para se adaptarem e começarem a procriar. Seu primo, cansado de esperar por um resultado positivo, mudou-se para Manaus .

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de set. de 2018

Olá Sebastião,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Juliana moura

8 de mai. de 2018

A matéria está bem completa e interessante, parabéns.

Resposta do Portal Cursos CPT

8 de mai. de 2018

Olá Juliana,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Altair de Jesus

13 de mar. de 2018

Parabéns pelo site, achei muito profissional a atenção dada ao publico.

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de mar. de 2018

Olá Altair,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Lucas frêitas da silva

7 de ago. de 2017

Eu pretendo comprar um goldfish mas eu posso só alimentalos so com vegetais se sim obrigado pela a resposta Obs eu tenho que ferve os vegetais? 👍

Resposta do Portal Cursos CPT

7 de ago. de 2017

Olá, Lucas.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Geralmente alimenta-se peixes com alimentos industrializados, que podem ser adquiridos em lojas específicas ou com alimentos vivos, como larvas de mosquitos e artemias. É aconselhável um dos dois, os vegetais podem ser dados como complemento, mas você deve prestar atenção se o peixe está comendo-os e também deve buscar informação sobre a toxicidade do tipo de vegetal para o tipo de peixe que você está criando.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Aline vitória

18 de mai. de 2017

Oi sera que eu posso colocar meu peixe kiu com uma beta fêmea ?

Resposta do Portal Cursos CPT

18 de mai. de 2017

Olá Aline,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Os peixes betas geralmente vivem sozinhos e são meio agressivos com os visitantes. Recomendamos que procure uma pet especializada para mais informações.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!