Ligue Agora (31) 3899-7000 WhatsApp (31) 99294-0024
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Artigos sobre a área Piscicultura

Criação de pacu: da compra de alevinos à reprodução

O pacu (Piaractus mesopotamicus) é um dos peixes mais cultivados na piscicultura brasileira. Junto ao tambaqui e à tilápia, o pacu aceita muito bem a criação em cativeiro, pois se adapta facilmente aos tanques. Além disso, como é onívoro, consome todo tipo de alimento, desde matéria vegetal até ração industrial, o que facilita o manejo alimentar.

Tutorial para montar criação de peixes

Montar criação de peixes pode render ótimos lucros ao produtor rural. Entretanto, não basta planejar a parte estrutural e contratar funcionários bem capacitados, é fundamental escolher as melhores espécies, entender sobre as formas de cultivo, saber as diferenças entre tanques e viveiros, bem como buscar informações sobre a topografia do terreno.

Com que alimentar larvas de camarão de água doce? Com náuplios de artêmias

A alimentação das larvas de M. rosenbergii consiste em fornecer, diariamente, náuplios recém-eclodidos de Artêmia. Esses náuplios eclodirão em garrafas de polietileno cortados (garrafão de água), com capacidade para 20 litros, e volume útil de 15 litros. Os tanques serão preenchidos com água salobra a 5% ou com “água de Artêmia”

Larvas de camarão de água doce: manejo nos tanques de cultivo

Vai cultivar larvas de camarão de água doce para vender e não sabe como? Pois bem, vamos lá! Se você é iniciante, o primeiro passo é distribuir as larvas em duas caixas de cimento/amianto (135 x 113 cm) com capacidade para 1.000 litros e um volume útil de, aproximadamente, 850 litros preenchidos com água salobra (12%). Será acoplado um filtro biológico para os dois tanques.

Viveiros para a criação de peixes: qual o melhor tamanho e formato?

A área de um tanque ou viveiro é a superfície do espelho de água. Por isso, no sistema de viveiros, utiliza-se metro quadrado (m2), enquanto, em sistemas de tanque-rede e recirculação, a área de cultivo é dada em metros cúbicos (m3). Vê-se que, na prática, não é aconselhável construir tanques e viveiros demasiado pequenos ou grandes

Larva de camarão de água doce: como produzir?

Para realizar a larvicultura, o carcinicultor deve ter disponível água salgada e doce, que são misturadas de forma adequada, antes de serem fornecidas aos tanques de cultivo, afirma Wagner Cotroni Valenti, professor do Curso a Distância CPT Cultivo de Camarões de Água Doce, em Livro+DVD e Curso Online.

Recria do Camarão-da-malásia: 3 dicas de sucesso

A fase de recria do Camarão-da-malásia inicia-se a partir do povoamento dos viveiros com pós-larvas (fases iniciais obtidas através de um processo de manutenção das larvas em instalações específicas - laboratórios de larvicultura). “O processo de larvicultura é tecnicamente complexo”, afirma Wagner Cotroni Valenti, professor do Curso a Distância CPT Cultivo de Camarões de Água...

Camarão do mar e camarão de água doce, qual o mais fácil criar?

A criação de camarões de água doce é relativamente mais simples que a de camarões marinhos, podendo ser realizada em propriedades de pequeno, médio ou grande porte, localizadas próximo ao litoral ou no interior. Atualmente, o Brasil é o 6o produtor mundial, atrás do Vietnã, Taiwan, Tailândia, Índia e Equador.

Errada concentração de oxigênio na água prejudica os peixes

Concentrações de oxigênio na água que não atendam às necessidades dos peixes cultivados podem reduzir o desenvolvimento, provocar queda na imunidade devido ao estresse, promover doenças e intoxicações e levar o animal a morte, afirma Dr. Manuel Braz, professor do Curso a Distância CPT Produção de Alevinos, em Livro+DVD e Curso Online. Ovos, larvas e alevinos são mais sensíveis, pois...

Vai processar e comercializar peixes? Conheça os tipos de salga

A salga é uma combinação que visa à preservação do peixe pelo sal comum, tendo início na sua lavagem e evisceração, finalizando com a embalagem do produto salgado. “O princípio básico do processo da salga é a remoção de água dos tecidos e a sua parcial substituição por sal, visando diminuir ou até mesmo impedir a decomposição do pescado, seja pela autólise, seja pela ação...

Fique por dentro das novidades!