WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Alevinagem, recria e engorda de tilápias: o que saber?

A alevinagem é a que mais se diferencia em termos de estrutura, técnicas de produção e manejo e, por isso, necessita de conhecimentos e estrutura específica para ser realizada

Alevinagem, recria e engorda de tilápias: o que saber?    Artigos Cursos CPT

 

O cultivo comercial de tilápias (e de outros peixes) pode ser dividido em três fases: alevinagem, recria e engorda. Se fizermos uma comparação entre elas, iremos perceber que a alevinagem é a que mais se diferencia em termos de estrutura, técnicas de produção e manejo e, por isso, necessita de conhecimentos e estrutura específica para ser realizada.

“É por isso que o mais indicado é realizar a alevinagem em pisciculturas especializadas nessa atividade, que irão produzir os alevinos e comercializá-los para as pisciculturas de recria e engorda”, afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso CPT Produção de Tilápias em Tanques Escavados. Dessa maneira, uma única piscicultura poderá se especializar na produção de alevinos de vários tipos de peixes e produzir maior quantidade, capaz de atender a mais de uma piscicultura de produção (recria e engorda).

Por outro lado, as fases de recria e engorda em tanques escavados são semelhantes em termos de estrutura, técnicas de produção e infraestrutura. Na verdade, a engorda se refere à continuação da recria. Existem razões técnicas para separar a produção de tilápias em duas fases, recria e engorda, com destaque para:

- facilitar o manejo, que é diferenciado de acordo com a idade dos peixes;

- possibilitar melhor aproveitamento da área alagada dos tanques; trabalhar com lotes mais homogêneos de peixes; e

- possibilitar melhor controle da atividade em geral. Vale ressaltar que nas pisciculturas de tilápias, em tanques escavados, a recria poderá ser realizada em outras estruturas, diferentes dos tanques construídos a partir de cortes realizados no terrno e aterros nas laterias.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Dica de ouro para quem vai escavar tanques? Compacte bem o solo!
- Como esvaziar tanques de terra para uma nova remessa de alevinos

Conheça os Cursos CPT da área Piscicultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!