Resultados da busca para "as-muda-que-da-no-talo-de-repolho-pode-plantar"

De que são compostas as plantas?

As plantas são compostas de raiz, caule, folha, flor, fruto e semente. "É a partir do trabalho conjunto e harmônico entre suas partes que as plantas se desenvolvem com sucesso", afirma Eduardo Elias Silva dos Santos, professor do Curso a Distância CPT Como Montar um Viveiro de Plantas Ornamentais, em Livro+DVD e Curso Online. Para entendermos melhor como se dá o desenvolvimento das plantas, é preciso conhecer sua estrutura e como funciona cada parte que a compõe. Vamos a elas:

Farmácia viva - as plantas medicinais

As plantas medicinais não são consumidas apenas na forma de chá. Algumas, podem ser usadas na forma de saladas cruas, como agrião, a rúcula, o dente-de-leão, a capuchinha, a hortelã, a tanchagem, o manjericão e a serralha

Dicas para a poda do pé de limão Taiti

O limão Taiti precisa de podas, em alguns momentos, para que a limeira ácida desenvolva-se estruturalmente. A poda conhecida como poda de formação de copa é ideal para esse caso. Entretanto, outras podas podem ser feitas, como a poda de limpeza e a poda de manutenção. Algumas dicas o ajudarão a fazer com que o seu pé de limão Taiti torne-se frondoso e produtivo.

 

Fruticultura: mudas

O comércio de mudas é regulamentado por Lei Federal e Estadual. Adquira mudas somente de viveiristas idôneos e com registros no Ministério da Agricultura ou Secretaria de Agricultura. Ao adquirir as mudas, escolha aquelas que apresentem

Como armazenar plantas medicinais após a colheita?

Após a secagem, as plantas devem ser armazenadas em embalagens que permitam adequada aeração. Normalmente, são utilizados sacos de papel, sacos plásticos, caixas de papelão, potes de vidro, sacos de juta e algodão ou sacos de náilon trançado. Durante o acondicionamento, deve-se tomar o cuidado de não apertar ou prensar as plantas.

Descubra por que algumas plantas crescem sobre outras e as matam

Durante o cultivo de algumas espécies de plantas, é possível perceber que há alguns problemas que podem prejudicar a atividade. Um problema que é comum e que provoca prejuízos no cultivo e até a morte de algumas plantas é quando se percebe que uma planta cresceu sobre a outra e acabou matando-a.

Pastagem: como explicar a perda de forragens?

Perdas de forragens podem ocorrer por senescência (envelhecimento e morte) da planta e também podem haver perdas, devido a alterações na estrutura do relvado. "No relvado, podem ocorrer mudanças fisiológicas que aumentam a relação caule: folha das forrageiras, comprometendo a quantidade e a qualidade da matéria seca produzida e a produção animal", afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, professor do Curso a Distância CPT Produção de Leite em Pasto, em Livro+DVD e Curso Online.

Cochonilha ortézia em mudas de citros. Saiba mais!

A cochonilha ortézia é uma praga séria na citricultura, que exige controle imediato, pois, ao sugar as plantas, injeta uma toxina que enfraquece as plantas. "Os ramos e as folhas ficam impregnados de uma crosta espessa, impedindo a realização da fotossíntese pelas folhas", afirma Dr. Dalmo Lopes de Siqueira, professor do Curso a Distância CPT Produção de Mudas Frutíferas, em Livro+DVD e Curso Online. Além disso, outros sintomas são folhas arqueadas, coloração esbranquiçadas e manchas necróticas e pardas.

Tampinhas podem ser reutilizadas para fechar garrafas de cerveja?

Tampinhas podem ser reutilizadas para fechar garrafas de cerveja? Não, as tampinhas das garrafas podem ser facilmente encontradas em lojas especializadas e NUNCA podem ser reutilizadas, pois o fechamento não fica bem feito e o gás é perdido. Para utilizá-las, elas devem ser sanitizadas com álcool 70°GL. Elas podem ser borrifadas na parte interna ou simplesmente colocadas em uma vasilha em que fiquem totalmente imersas.

Jardins verticais: dicas para a correta escolha das plantas

A variedade de plantas que pode ser usada para elaborar um jardim vertical é muito grande. Estima-se que são mais de 500 espécies, em diversos tipos de combinações, de acordo com os objetivos do projeto. “Será possível ter uma única espécie ou fazer diferentes composições com plantas mais comumente utilizadas, como é o caso de ripsális, orquídeas, pingo-de-ouro, chifre-de-veado, entre outras”, afirma Eduardo Elias Silva dos Santos, professor do Curso a Distância CPT, em Livro+DVD e Curso Online, da área Jardinagem e Paisagismo.

Atendimento Online
Quer Facilidade