WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"o-que-e-apicultura-migratoria"

Apicultura migratória versus apicultura convencional

Na apicultura convencional, o apiário tem como principal fator determinante na produção de mel a duração das floradas e a variedade da vegetação, fonte de néctar, que se situa na sua área de influência.

Apicultura migratória: como funciona?

Na apicultura migratória, as colmeias vão para os locais onde estão ocorrendo as floradas. A maior produção acontece por causa do aumento no número de colheitas, duas, três ou até mais vezes por ano, contra apenas uma no sistema tradicional. Por ano são produzidos, em média, nesta modalidade de apicultura, 80 a 100 quilos de mel por colmeia. Em termos de instalações e equipamentos, o apiário móvel deve ser planejado para que possa ser levado de forma itinerante, em buscas de floradas, ou para prestação de serviços de polinização.

Apicultura: doenças da cria das abelhas e tratamento

“As abelhas Apis mellifera estão sujeitas a várias doenças, as quais geralmente acarretam sérios prejuízos à apicultura. Os agentes etiológicos (causadores) destas são bactérias, vírus, fungos, protozoários e ácaros”, afirma o Professor Paulo Sérgio Cavalcanti do Curso CPT de Apicultura Migratória — Produção Intensiva de Mel. 

Deposite seu empreendimento na apicultura migratória

A apicultura tem sido, nos últimos anos, uma das atividades zootécnicas que mais tem se desenvolvido e atraído interessados em implantar e produzir o seu principal produto: o mel.

Quer mais mel? Leve as abelhas até as floradas!

Quer mais mel? Leve as abelhas até as floradas! “Na apicultura migratória, as colmeias vão para os locais onde estão ocorrendo as floradas. A maior produção acontece por causa do aumento no número de colheitas, duas, três ou até mais vezes por ano, contra apenas uma no sistema tradicional”, afirma Paulo Sérgio Cavalcanti Costa, professor do Curso a Distância CPT Apicultura Migratória - Produção Intensiva de Mel, em Livro+DVD e Curso Online. Por ano são produzidos, em média, nesta modalidade de apicultura, 80 a 100 quilos de mel por colmeia.

Apicultura, visando maior produção, pode utilizar a técnica migratória

Neste ano, foi definida uma agenda de estratégias para o desenvolvimento da cadeia produtiva do mel, com vista à abertura de novos mercados para o produto brasileiro e ao incentivo ao aumento do consumo interno do mesmo. A participação em feiras no exterior, principalmente para impulsionar as vendas para União Europeia, Estados Unidos, Japão e países árabes, além de um programa setorial integrado, voltado para a exportação, serão priorizados nas ações dos próximos cinco anos.

Criação de rainhas e multiplicação de enxames aumentam lucros do apicultor

O sucesso de uma boa apicultura está no conhecimento da criação racional das abelhas e na utilização de técnicas de manejo que são recomendadas para se obter o máximo de produtividade, seja de mel ou de qualquer outro produto apícola.

Planejamento e implantação de apiário

As abelhas, como todos sabemos, são insetos que vivem em colmeias formadas por favos de cera que elas mesmas produzem. Estes favos se apresentam como um conjunto de estruturas hexagonais, em formato de alvéolos, onde o mel e o pólen são armazenados, como reserva para os períodos de escassez alimentar. É também dos favos, onde ocorre a postura dos ovos, que sairão as abelhas jovens.

Própolis e cera, conheça melhor esses subprodutos da abelha

Considerada uma das atividades mais antigas e importantes do mundo, a apicultura prestou grandes contribuições à humanidade, seja através da produção de mel, geléia real, pólen, apitoxina (veneno de abelha), própolis, e cera, seja pelos serviços de polinização à agricultura. A palavra própolis, em sua origem grega, diz tudo: é a combinação de "pro" (antes) e "polis" (cidade), que remete ao principal função da própolis: proteger a colméia.

Apicultura - tratamento das doenças das abelhas adultas e parasitas das colônias

Visando ao aumento da produção, é imprescindível que os apicultores procedam ao controle sanitário das colmeias, sabendo detectar a presença de doenças. Com isso, poderão evitar a disseminação de novas doenças prejudiciais às colmeias, como é o caso da Nosemose, da Acariose e da Amebíase. Assim, o apicultor poderá tomar medidas imediatas, como o isolamento das colmeias atacadas, evitando a contaminação de seus apiários e dos apiários vizinhos.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!