WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Pragas do maracujá - controle de cupins e ácaros

Pragas do maracujá - controle de cupins e ácaros

Existem espécies de cupins que atacam o maracujazeiro, podendo ocasionar danos que o leva à morte.

Cupins

Existem espécies de cupins que atacam o maracujazeiro, podendo ocasionar danos que o leva à morte. As espécies mais comuns, no entanto, atacam apenas material vegetal em decomposição. Por isso, é preciso uma cuidadosa observação para verificar a importância do ataque, quando se constata a presença desses insetos no pomar. O controle só deverá ser iniciado quando for observada a presença de cupins danificando as plantas vivas.

Os sintomas desse ataque caracterizam-se pela destruição das raízes, favorecendo, com isso, a invasão de fungos causadores de podridões, como Fusarium e Phytophtora. A destruição da casca das raízes ocasiona a formação de um calo, acima do qual há o aparecimento de um feixe de novas raízes.

CONTROLE

No caso da constatação da praga na área de plantio, deve-se fazer um cuidadoso preparo do solo, o que expõe a colônia ao sol, concorrendo para a redução da população. Em seguida, deve ser feito o tratamento das covas, podendo ser empregado o Endolsufan, na concentração de 100 a 150 cm³ do produto comercial por 100 L de água, empregando-se de quatro a cinco litros da solução por cova, até o máximo de três litros do produto comercial por hectare. O tratamento deverá ser feito, quando o solo apresentar-se suficientemente úmido, de forma a permitir uma boa penetração da solução inseticida.

Quando o ataque ocorre em culturas já instaladas, a calda deverá ser aplicada em uma coroa ao redor das plantas, em quantidade suficiente para atingir a profundidade de 35 cm, sempre lembrando que, em solos adequadamente úmidos, essa penetração é melhor.

Ácaros

Além dos insetos, ácaros fitófagos também são inimigos do maracujazeiro. Eles atacam as folhas e os ramos novos, provocando deformações, manchas, secamento e morte. Os ácaros são praticamente invisíveis a olho nu e localizam-se em ambas as faces das folhas, dependendo da espécie. Ao atacarem as brotações, causam deformações nas folhas e nas nervuras, deixando-as retorcidas e mal formadas.

CONTROLE

O controle químico dos ácaros pode ser feito com os produtos prescritos por engenheiro agrônomo.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Fruticultura, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas (CPT), entre eles o Curso Produção de Maracujá.

Por Andréa Oliveira.

Acesse os links abaixo e conheça mais sobre as Pragas e Doenças do Maracujá:

Controle preventivo

PRAGAS DO MARACUJÁ

Controle de pulgões, percevejos e lagartas

Controle da Mosca-das-Frutas, Mosca-do-Botão-Floral e Tripes

Controle da Broca-do-Maracujazeiro, Besouro-das-Flores e Besouro-do-Botão Floral

Controle das abelhas domésticas e Irapuás

Como usar defensivos para o controle de pragas

DOENÇAS DO MARACUJÁ

Controle do Damping Off, Antracnose, Verrugose, Septoriose e Alternariose

Controle da Fusariose ou Murcha e Podridão-do-Colo

Controle da Bacteriose

Controle de Nematoides

Medidas preventivas contra a Morte Prematura

Como usar defensivos para o controle de doenças

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Selma caires

13 de ago de 2017

Muito bom gostei das dicas !

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de ago de 2017

Olá, Selma.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Magali Santos botelho

1 de abr de 2017

Muito bom as dicas.

Resposta do Portal Cursos CPT

3 de abr de 2017

Olá Magali,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!