WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Alimentos congelados - o mercado

O mercado de alimentos congelados tem crescido muito, tornando-se um grande negócio para quem quer investir nesse ramo

Alimentos congelados - o mercado

 

Atualmente, a maioria das pessoas trabalha fora, o que as leva a buscar a praticidade da vida moderna. O mesmo vale para os que moram sozinhos e preferem os alimentos congelados por sua praticidade. Por isso, o mercado de alimentos congelados tem crescido muito, tornando-se um grande negócio para quem quer investir nesse ramo. Atualmente, o mercado de congelados tem potencial para movimentar mais de R$ 2 bilhões. Daí ser este um excelente negócio.
 
Pesquisa realizada pelo Programa de Administração de Varejo (PROVAR) da Fundação Instituto de Administração (FIA), entidade conveniada à Faculdade de Economia, Administração e Ciências Contábeis da USP revelou que o mercado de pratos prontos congelados na cidade de São Paulo poderá crescer em até 410%. Entretanto, cabe às empresas do setor atentarem para o perfil do consumidor interessado em substituir a alimentação tradicional por formas mais rápidas e práticas.

“Os números da pesquisa mostram que o mercado de congelados, se bem estimulado com a introdução de novos produtos e ações de marketing adequadas, tende a crescer mais e mais”, afirma Denise Andrade Khoury, professora do Curso Como Montar uma Pequena Fábrica de Alimentos Congelados, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

As empresas do setor ainda não perceberam o grande potencial a ser explorado. Muitos dos entrevistados para a pesquisa mostraram a predisposição de quadruplicar o consumo de alimentos congelados prontos, característica mais acentuada na cidade de São Paulo. Eles declararam que gostariam de consumir pratos prontos congelados 3,4 vezes por semana. Comparando ao consumo atual de 3,8 vezes por mês, conclui-se que essas pessoas estariam dispostas a consumir quatro vezes mais.

Para a metade dos entrevistados, a facilidade do preparo é a principal razão da opção pelos pratos congelados. Outras razões foram: a possibilidade de se guardar o produto para ser consumido quando necessário, a praticidade e a rapidez no preparo. A opinião dos consumidores sobre o sabor dos alimentos também foi avaliada pela pesquisa. Neste caso, as pessoas com menor renda foram as que mais demonstraram insatisfação, o que pode estar relacionado ao cardápio oferecido que, basicamente, está voltado para atender o paladar da classe alta, sendo por vezes até desconhecido dos consumidores que possuem menor poder aquisitivo.

Na opinião do pesquisador, uma forma de estimular o consumo desse público potencial seria a disposição de produtos mais simples ou populares a preços mais reduzidos. Comparando-se com os custos da comida feita em casa, boa parte das pessoas consultadas declarou ser mais cara a comida congelada

Aprimore seus conhecimentos, acessando a área Pequenas Indústrias.

Por Andréa Oliveira.

Acesse os links abaixo e conheça mais sobre alimentos congelados:

Cuidados para evitar a contaminação alimentar

Embalagem, codificação, armazenagem e expedição

Conservação dos alimentos

Métodos de congelamento

Processo de congelamento

Dicas para um congelamento eficiente

Congelamento em cada tipo de alimento

Aspectos da comercialização

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!