WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Ouro e prata são os metais nobres mais utilizados na ourivesaria

A classificação do ouro corresponde ao seu grau de pureza

O ouro é um metal que apresenta brilho e excelente acabamento.

O ouro é um metal que apresenta brilho e excelente acabamento.

O ouro é a principal matéria-prima da ourivesaria. Seu consumo mundial na produção de joias, atualmente, corresponde a 57%. É o elemento preferido do ourives, não apenas por suas propriedades estéticas, mas também pela relativa maleabilidade e elevada resistência ao desgaste. Ele mantém sua propriedade de reserva de valor ao mesmo tempo em que se transforma em adorno.

Apesar de ser considerado um material difícil de serrar ou limar, oferece flexibilidade. Pode ser estirado para formar fio ou ser cortado em aparas delgadas. Não é quebradiço e seu ponto de fusão é alto em relação ao dos outros metais. É um material que aceita a transformação, oferece brilho, permite que a peça fique bem lisa e sem ranhuras, além de apresentar excelente acabamento.

O professor Ailton Batista Lopes, explica no Curso de Ourives, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, que “a classificação desse metal nobre se dá de acordo com seu grau de pureza. O ouro mil é totalmente puro. O 18 quilates possui 75% de ouro e 25% de prata e cobre, sendo a liga mais valiosa. Há também os de 16, 14 e 12 quilates, que apresentam outros teores de mistura”.

A prata, por sua vez, pode ser comercializada na forma de cascalho, granulada ou em lingotes. Esse é um material que exige mais experiência e habilidade do ourives, uma vez que é difícil de serrar e limar e, eventualmente, leva à quebra de serras durante o processo. Apesar disso, tem boa maleabilidade, podendo ser transformado em lâminas delgadas por meio dos processos de percussão ou ductibilidade, por ser muito macio.

A substância metálica deve ter pouca liga, caso contrário ocorre oxidação. “Tenha cuidado ao trabalhar com essa matéria-prima, pois a mesma costuma apresentar irregularidades e deficiência no metal, além disso, só propõe 80% do acabamento”, alerta o professor Lopes, ourives há mais de 15 anos.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!