WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Novas plantas com potencial para a indústria são descobertas no Nordeste

Óleo pode ser usado na produção de cosméticos e essências

 A indústria de perfumes e fragrâncias é a que mais deve se beneficiar com o descobrimento das novas plantas.

Uma pesquisa realizada por Lúcio Flávio Vasconcelos e Mariana Carvalhaes, da Embrapa Meio- Norte, já identificou espécies nativas do semi-árido do Piauí que podem ser usadas pela indústria de cosméticos e fragrâncias. O potencial aromático foi detectado em mais de 17 plantas, entre arbustos, árvores e ervas.

As espécies mais promissoras, até agora, são o alecrim da serra, a canelinha, velame da chapada, bamburral, alfavaca e umburana de cheiro. Elas foram encontradas em pesquisas de campo nos municípios de Oeiras e São João do Piauí.

Os pesquisadores trabalham em 3 planos integrantes do projeto Avaliação de Plantas Aromáticas do Semiárido Brasileiro para Utilização em Indústrias de Aromas e Fragrâncias, liderado pela Embrapa Agroindústria Tropical, sediada em Fortaleza, CE.

As atividades envolvem coleta, identificação taxonômica – nomeação científica –, ensaios de avaliação agronômica, avaliações técnicas de propagação e produção de mudas, e obtenção de óleos essenciais.

Iniciado em 2009, no Ceará, na Bahia, no Piauí e em Pernambuco, o projeto pretende encontrar alternativas à indústria para diminuir a importação de óleos essenciais, preservar as espécies nativas e servir como fonte de renda para a região.

O químico Francisco Marco Ferreira, especialista em perfumes, professor do Curso de Perfumaria, desenvolvido pelo CPT – Cento de Produções Técnicas, explica que o setor é bem competitivo mundialmente. “O Brasil sempre importou essências de outros países, mas com descobertas como essas poderá se tornar autossuficiente”, acrescenta.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!