WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Mais de R$ 600 milhões são liberados para o Programa ABC

Governo Federal amplia recursos e reduz juros para a agricultura de baixa emissão de carbono

 

 Programa ABC financia práticas agrícolas sustentáveis, como o cultivo orgânico.

Segundo dados do Departamento de Economia Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) liberou R$ 600, 6 milhões para financiamento agrícola entre julho e setembro, deste ano. O valor corresponde a 17,7% dos R$ 3,4 bilhões previstos para a safra 2012/2013.

De um modo geral, a agricultura somou  R$ 26,5 bilhões de julho a setembro, um aumento de 14,7% em relação a 2011, quando o valor foi de R$ 23,1 bilhões. O valor  dos três meses representam 23% do total de  R$ 115,2 bilhões previstos para a safra atual.

O Sudeste foi a região que mais procurou o crédito do programa ABC. Só Minas Gerais contratou  R$ 10,2 milhões em crédito para o financiamento de lavouras sustentáveis. Em seguida, aparecem as regiões Centro-Oeste e Sul, destacando-se os estados do Mato Grosso do Sul, com  R$ 3,7 milhões, e o Rio Grande do Sul, com R$ 2,4 milhões.

O Programa ABC financia projetos e propriedades que adotam práticas sustentáveis, voltadas para uma menor emissão de gás carbônico. Entre as metas do programa está a recuperação de pastagens degradadas e o uso racional dos recursos naturais. Para isso, oferece recursos mais baratos e com taxas de juros menores, que foram reduzidas de 5,5% para 5% ao ano.

O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), do Ministério da Agricultura, Caio Rocha, afirmou que as medidas adotas pelo governo federal são determinantes para a ampliação da demanda por crédito, principalmente para os financiamentos vindos do Programa ABC. Segundo ele, para esta safra, o ministério propôs melhores condições para os financiamentos, além de uma maior alocação dos recursos destinados à agricultura sustentável no país.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!