Adquira 2 ou mais Cursos CPT e ganhe Frete Grátis.

Plantar tomate depende da temperatura, luminosidade e estação chuvosa

O tomate é considerado a hortaliça universal por oferecer mais opções de industrialização, produzindo diversos tipo de derivados, tendo, por isso, elevada importância econômica

Na região Nordeste, a tomaticultura é uma excelente opçao de atividade agrícola.

Na região Nordeste, a tomaticultura é uma excelente opçao de atividade agrícola.

O tomateiro se desenvolve bem em regiões de clima temperado, tropical de altitude e subtropical. Por isso, sua produção é realizada em diversas regiões do mundo. A temperatura média no período de cultivo deve ser de 21ºC, no entanto, a planta tolera uma faixa de 10 a 34ºC. Se a temperatura noturna for baixa, ao redor de 14ºC, pode ocorrer uma boa produção, mesmo se a diurna for alta. Isso possibilita o plantio em regiões semiáridas, com a vantagem de reduzir a necessidade de controle preventivo de doenças.

A pouca luminosidade prolonga a fase vegetativa do tomateiro, retardando a produção. Por outro lado, alta luminosidade antecipa o início da frutificação. A planta não é afetada, significativamente,  pelo comprimento do dia, produzindo bem tanto em épocas com dias curtos como longos. Assim, o  fruto floresce o ano todo.

De acordo com o professor e engenheiro agrônomo Marcos Tadeu de Moraes, no curso Produção de Tomate para Indústria, projetado e elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “o tomateiro necessita entre 400 a 600 mm de água, durante todo o seu ciclo. O excesso de chuva ou de irrigação e a alta umidade relativa do ar favorecem a ocorrência de doenças e prejudicam a qualidade dos frutos, porque reduzem o teor de sólidos solúveis e propiciam o crescimento de fungos na polpa”. Por isso, não é aconselhável fazer o plantio de tomate em áreas de baixada e vales, onde a umidade do ar é maior.

A melhor época de plantio em São Paulo, Centro Oeste e Minas Gerais é de fevereiro até meados de junho. Na região Nordeste a plantação deve ser feita entre março e até a primeira quinzena de junho, mas em Pernambuco o ideal que é seja até abril.

Por: Ariádine Morgan

Cursos Relacionados

Curso Cultivo de Tomate em Estufa Curso Cultivo de Tomate em Estufa

Com Prof.ª Dr.ª Rumy Goto

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Tomate Seco em Conserva e Shiitake Desidratado Curso Produção de Tomate Seco em Conserva e Shiitake Desidratado

Com Prof. Dr. Paulo Stringheta e Prof. Pedro Meloni

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Processamento de Tomate Curso Processamento de Tomate

Com Prof.ª Maria da Graça Bragança

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Tomate para Indústria Curso Produção de Tomate para Indústria

Com Prof. Marcos Tadeu de Moraes

R$ 335,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Rafael Dias

30 de jun de 2017

Olá gostaria primeiro de parabenizá-los pela a atenção que percebo até o momento. Gostaria de saber qual espécie de tomate e qual a melhor época do ano para cultivar aqui no estado do Tocantins

Resposta do Portal Cursos CPT

30 de jun de 2017

Olá, Rafael.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Como dito na matéria, plantar tomates depende da temperatura, luminosidade e estação chuvosa. Pela proximidade com o nordeste, a época mais ideal é a de março e até a primeira quinzena de junho, mas fique atento às condições necessárias, pois esse prazo pode variar um pouco.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Ikaro Bravin

14 de jun de 2017

Ola. Gostaria de saber quala melhor época para plantar tomate em Buriticupu-Ma

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de jun de 2017

Olá Ikaro,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. A planta adapta-se melhor em local com temperatura amena, sem geadas nem calor demais. Em regiões frias, o plantio é indicado entre os meses de agosto e janeiro e de fevereiro a maio em áreas mais quentes. A maioria das cultivares plantadas atualmente é híbrida. As temperaturas mais indicadas para o cultivo do tomateiro são as noturnas moderadas, entre 15 e 19 ºC, e, durante o dia, as que se mantêm na faixa de 19 a 24ºC. No entanto, a planta também tem bom desenvolvimento em áreas de clima tropical de altitude – acima de 800 metros –, subtropical e temperado.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Hailander

2 de mai de 2017

Qual melhor epoca para plantar tomate em minas gerais porqui na minha regiao e de cafe,nos meses out.nov.dez e janeiro chove bem e depois faz muito frio na epoca da colheita do cafe?sera que tem um mes mais apropriado?

Resposta do Portal Cursos CPT

3 de mai de 2017

Olá Hailander,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. A melhor época para se plantar café é entre os meses de novembro e dezembro. Já a melhor época para se plantar tomate são as temperaturas noturnas moderadas, entre 15 e 19 ºC, e ,durante o dia, as que se mantêm na faixa de 19 a 24ºC. No entanto, a planta também tem bom desenvolvimento em áreas de clima tropical de altitude – acima de 800 metros –, subtropical e temperado.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Reginaldo torquat

18 de abr de 2017

Qual a melhor época de plantar tomate na região de maringa

Resposta do Portal Cursos CPT

19 de abr de 2017

Olá Reginaldo,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O tomate pode ser plantado o ano todo, desde que em regiões onde o clima é ameno. Temperaturas muito baixas, como geadas, ou calor em excesso, prejudicam o desenvolvimento e a produção do tomateiro. Em locais frios, o cultivo deve ser realizado entre os meses de agosto e janeiro. Plante de março a maio em áreas com temperaturas elevadas.

O tomateiro se dá bem em locais com condições climáticas variadas, porém com pouca chuva. Pode ser encontrado em regiões de clima tropical de altitude, subtropical e temperado. Mas a cultura prefere ambientes com temperatura noturna entre 15 e 19 graus e diurna de 19 a 24 graus.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

emiliano cesar bernardo

4 de fev de 2017

Sou muito grato pelas informações e gostaria de saber qual é a melhor época para o plantio de tomate em estufa e fora dela na região de bauru ?

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de fev de 2017

Olá Emiliano,

Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Edimilson Lima

25 de jan de 2017

Olá boa Noite. Sou aqui da região de Tailândia e estou pretendendo plantar tomate ou pimentão. Gostaria de saber qual a melhor época pra fazer esses plantios e , se essa região é boa pra essa Cultura. Qual o tipo de adubo e espaçamento entre plantas para um bom desenvolvimento ???

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de fev de 2017

Olá Edimilson,

Tomate:

Há diversas variedades de tomateiro, com coloração, tamanhos e formatos diferentes. O produtor pode escolher entre o salada longa vida – o mais popular atualmente; os tomates redondo-achatados, de pele vermelha e frutos firmes; o graúdo tomate-caqui, que tem polpa grossa e um pouco ácida; e os pequenos e adocicados cereja e uva. Para consumo in natura, são indicadas as cultivares de tomate do tipo santa cruz, de formato redondo, e do tipo italiano, que é mais alongado e de sabor adocicado. Ambos são ótimos para fazer molhos.

As temperaturas mais indicadas para o cultivo do tomateiro são as noturnas moderadas, entre 15 e 19 ºC, e ,durante o dia, as que se mantêm na faixa de 19 a 24ºC. No entanto, a planta também tem bom desenvolvimento em áreas de clima tropical de altitude – acima de 800 metros –, subtropical e temperado.

As mudas são produzidas a partir de sementes colocadas em células de bandejas de isopor, preenchidas com substrato comercial. Os materiais e produtos utilizados nessa etapa inicial podem ser comprados em lojas especializadas no varejo. Faça irrigações diárias nas mudas, sem excesso de água.

Assim que as mudas contarem com quatro ou cinco folhas ou atingirem de sete a dez centímetros de altura, estão prontas para o transplante. Na escolha do local definitivo, dê preferência a ambientes ensolarados, para que o tomateiro não fique fino e quebradiço. A cultura se dá bem em solos areno-argilosos, permeáveis e bem drenados. Também devem ser profundos, soltos e pouco ácidos, com pH entre 5,5 e 6,5.

O tomateiro de porte indeterminado precisa ser tutorado para assegurar seu desenvolvimento. Use varas de bambu ou de madeira na medida de dois metros de altura. Ao amarrar os suportes em cada planta, não aperte muito as hastes. Variedades do tipo “meia-estaca” podem ser conduzidas usando estruturas mais simples como os fitilhos, enquanto para processamento industrial as indicadas são as rasteiras, em contato direto com o solo ou sob cobertura vegetal ou plástica.

Entre plantas, a recomendação é de 50 a 60 centímetros e, entre os sulcos, de um a 1,20 metro. Uma dica para um crescimento mais vigoroso do tomateiro é combinar o cultivo com ervas aromáticas.

O tomate não precisa estar maduro para a colheita, que, em geral, inicia-se de 90 a 100 dias após a realização do transplante. Fora do pé, o fruto ainda continua a amadurecer.

Pimentão:

A propagação do pimentão é feita por sementes, mas antes devem ser preparadas as mudas que serão transplantadas para o local definitivo. O uso de copos de jornal, papel ou de plástico descartável em sementeiras é uma opção simples e fácil. Em sistemas tecnificados, são utilizadas bandejas de isopor de 128 células para substratos enriquecidos com adubos químicos. No caso de agricultura orgânica, recomendam-se bandejas de 72 células, pois são adotados somente substratos orgânicos. Para conseguir boas mudas, a dica é colocar as bandejas em estufas ou viveiros. O transplante ocorre entre 35 e 40 dias após a semeadura.

O pimentão é exigente em calor e alta luminosidade. As temperaturas mais adequadas para o plantio vão de 21 a 27 graus célsius. Em regiões de clima temperado, o cultivo deve ser feito nos períodos menos frios e com menos riscos de geadas. Em locais frios ou com altitudes acima de 800 metros, deve-se fazer a semeadura do pimentão entre os meses de agosto e fevereiro.

Plante canteiros em solos mais úmidos. Encharcados e salinos não são tolerados pelo pimentão. A salinidade pode ocorrer principalmente em cultivo em estufas ou por uso excessivo de fertilizantes químicos. Evite também áreas que já foram cultivadas com batata e tomate, pois, como são da mesma família, possuem doenças transmitidas pelo solo em comum. O espaçamento ideal para a cultura é de 1 metro entre linhas e 50 a 60 centímetros entre plantas, principalmente para cultivos orgânicos. Em locais protegidos, deixe distâncias de 30 a 40 centímetros entre plantas e 80 centímetros entre linhas.

A adubação deve ser definida a partir da análise química do solo e uma consulta a um engenheiro agrônomo. Em geral, são usadas formulações de adubos químicos (NPK 4-14-8, 4-16-8, 4-30-12) e, em cobertura, adubos ricos em nitrogênio, como ureia, sulfato de amônia e ainda formulações de NPK 20-00-20 e 10-10-10. No cultivo orgânico, utiliza--se composto orgânico na proporção de 3:1 de material vegetal e estercos, além de fosfato de rocha natural e adubações de cobertura com compostos fermentados tipo bokashi - composto de farelos fermentado muito rico em nutrientes e micro-organismos. Deve ser feito aos 30, 60 e 90 dias após o transplante.

Faça irrigações pelo sistema por aspersão ou gotejamento, mais indicado para o cultivo protegido. O pimentão gosta de água, principalmente no período de floração e desenvolvimento de frutos. A falta de água pode causar podridão apical dos frutos, devido à deficiência de cálcio. Contudo, cuidado com o excesso de regas, que pode aumentar o risco de doenças foliares e tornar o solo prejudicial para o plantio.

Mantenha as plantas livres de competição com o mato até 60 dias após o transplante. Ramos e folhas abaixo da primeira bifurcação, inclusive a flor ou o fruto, devem ser eliminados. Em cultivos protegidos, selecione quatro hastes acima da primeira bifurcação para conduzir a planta e eliminar as demais. Sem esses procedimentos, há uma redução da produção, que pode chegar a 40%. É ainda fundamental realizar o tutoramento. Amarre as plantas em estacas de madeira ou de bambu individuais para evitar o tombamento.

A produção é de 100 a 110 dias após a semeadura pode se iniciar a colheita, a qual se estende por quatro a cinco meses, com produtividade média de 35 a 40 toneladas por hectare. Em estufas, a colheita demora um pouco mais, até 9 meses. Porém, a produtividade média sobe para até 150 toneladas por hectare. Em cultivos orgânicos, a produtividade varia de 25 a 30 toneladas por hectare.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Jerónimo Nascimento

1 de set de 2016

Caros Senhores (as) Gostaria de fazer um curso sobre estufas para tomate. Vivo em Angola, tenho uma fazenda, mas tenho pouca experiencia em produção em estufas. O meu interesse em ter um formação no local. Digam por favor o que posso fazer. Angola é um pais tropical. Na região aonde tenho a fazenda as temperaturas oscilam no verão entre os 27º aos 33º, humidade relativa 70-80%, chuvas 400- 500mm ano. Melhores cumprimentos Jerónimo

Resposta do Portal Cursos CPT

2 de set de 2016

Olá Jeronimo,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre o Curso a Distância Cultivo de Tomate em Estufa.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

marcos carvalho silva

29 de jul de 2016

"Orientação"sou de São Raimundo das Mangabeiras - MA região nordeste, gostaria de saber além do período de março a junho qual o outro período próprio para o plantio de tomate, e qual o esterco animal próprio para o uso e qual método de preparo?

Resposta do Portal Cursos CPT

3 de ago de 2016

Olá Marcos,

Em relaçao ao esterco, você pode usar qualquer tipo de esterco animal, nesta região o plantio é mais indicado neste período de março a junho.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Tiago

4 de jul de 2016

Eu planto tomate e estou com 1000 mudas para plantio queria saber se dá tempo ainda de plantar. Obrigado.

Resposta do Portal Cursos CPT

5 de jul de 2016

Olá Tiago,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O tomate pode ser plantado o ano todo, desde que em regiões onde o clima é ameno. Temperaturas muito baixas, como geadas, ou calor em excesso, prejudicam o desenvolvimento e a produção do tomateiro. Em locais frios, o cultivo deve ser realizado entre os meses de agosto e janeiro. Plante de março a maio em áreas com temperaturas elevadas. O tomateiro se dá bem em locais com condições climáticas variadas, porém com pouca chuva. Pode ser encontrado em regiões de clima tropical de altitude, subtropical e temperado. Mas a cultura prefere ambientes com temperatura noturna entre 15 e 19 graus e diurna de 19 a 24 graus.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

adriano silva santos

31 de jan de 2016

queria plantar uma pequena quantidade de tomate irrigado quanto de agua vou ter por dia para irrigar

Resposta do Portal Cursos CPT

2 de fev de 2016

Olá, Adriano!

Agradecemos pela visita e comentário em nosso site.

Sugerimos que acesse o link abaixo. Lá uma encontrará vários artigos CPT que abordam o tema de seu interesse.

http://www.cpt.com.br/busca/artigos/tomate

Atenciosamente,

Silvana Teixeira.

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade