Ligue Agora (31) 3899-7000 WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Tintura de cabelos - 11 perguntas e respostas sobre as alergias provocadas pela química

Conheça as principais dúvidas referentes às tinturas e suas possíveis reações alérgicas junto ao organismo, antes de usá-las nos cabelos

Tintura de cabelos - 11 perguntas e respostas sobre as alergias provocadas pela química
 

Ao tratar dos cabelos utilizando-se de químicas, mesmo que seja em casa ou em salões, aos cuidados de profissionais habilitados, atente-se aos mínimos detalhes e trabalhe a favor de si mesma. Seja coerente, avalie todas as possibilidades e todos os riscos, faça testes alérgicos, seja sensata e cautelosa antes de iniciar uma atividade e cuide-se. Neste sentido, antes de fazer qualquer tipo de alteração em um dos itens de seu “cartão pessoal”, ou seja, seus cabelos, haja com prudência. Um único deslize e você colocará a perder anos e anos de tratamentos e cuidados especiais, dispensados a eles.

1. Tinturas de cabelo podem causar alergia?



Sim. Pessoas que possuem muitos fios brancos ou que desejam simplesmente mudar a cor de seus cabelos procuram pelo auxílio de tinturas das mais diversas cores, tonalidades e marcas, para camuflar o envelhecimento dos fios ou realizar os seus desejos de mudança. Porém, muitas vezes essas pessoas não tomam os devidos cuidados, fazendo o teste de alergia indicado nos rótulos dos produtos e, quando se dão conta, são acometidas por contraindicações diversas. Por fim, é importante esclarecer que as pessoas que aplicam a tintura de cabelo em outras também podem sentir febre, sensação de náusea e podem ter dificuldade para engolir os alimentos.

2. Quais os níveis e os sintomas das alergias causadas pelas tinturas de cabelo?



A alergia é uma condição hereditária genética. E, a rigor, qualquer substância pode desencadear essa ação, mesmo após muitos anos de uso. Quando o indesejável acontece após a aplicação da tintura química, a alergia pode acometer os indivíduos em três níveis:

- Alergia Leve ou Branda

Manifesta-se por meio de coceiras ou formigamento no couro cabeludo, queda intensa de cabelos e por meio de dermatites. Em casos não muito raros, a parte de trás do pescoço, pálpebras e parte superior das orelhas são atacadas por erupções purulentas, ou, ainda, partes do corpo como couro cabeludo, pele, orelhas, rosto e pescoço apresentam, devido ao uso da química, aparência escamosa, seca e quebradiça (originando, quando no couro cabeludo, as tão famosas caspas).

- Alergia Grave

As alergias graves apresentam inflamações mais resistentes, com erupções que podem ou não aumentar em gravidade, além de existir a possibilidade de elas se espalharem por todo o corpo. Este nível alérgico é capaz, ainda, de alterar significativamente a fisionomia de um indivíduo. As alergias graves ocasionam vermelhidão e inchaço do couro cabeludo e da face, a ponto de causar perda definitiva ou temporária de visão, devido ao fechamento dos olhos pelo inchaço ou danos da córnea. Algumas pessoas têm reações tão sérias de inchaço e descamação da pele que chegaram a ficar com cicatrizes. É comum observarmos, durante o processo de aplicação de tintura de cabelo, espirros, tosses e náuseas. Estes sintomas são característicos de pessoas sensíveis ao produto. Sendo assim, merecem um cuidado maior.

- Alergia Muito Grave

A aplicação de tintura de cabelo em pessoas muito alérgicas resulta em transtornos muitas vezes graves ou fatais, ou seja, desde uma dificuldade respiratória até um choque anafilático. O simples contato do couro cabeludo com a tinta causa, instantaneamente, coceiras incensantes.

Todas as pessoas devem fazer o teste alérgico (no verso da embalagem) antes de aplicar a tintura nos cabelos

Todas as pessoas devem fazer o teste alérgico (no verso da embalagem) antes de aplicar a tintura nos cabelos

3. Como saber se tenho alergia à tinturas de cabelo?



Independente do local onde a aplicação de tinta nos cabelos será realizada, se em casa ou em salões especializados, qualquer pessoa deve fazer o teste (conforme descrito na própria embalagem do produto) para certificar-se quanto a alergia à química. O teste que atesta a reação alérgica pode durar 24 ou 48 horas (este último para pessoas que possuem histórico alérgico familiar), para a total garantia dos usuários.

Mas atenção, devido ao fato de alergias desenvolverem-se no organismo inesperadamente é necessário que se faça um novo teste todas as vezes que for fazer aplicações de tintura nos cabelos. O fato de a última aplicação não ter apresentado resultado positivo quanto a alergia, isso não é fator de garantia para uma nova aplicação. Fique absolutamente atenta a isto!

4. As pessoas alérgicas à tintura de cabelo nunca mais poderão mudar a cor de seus cabelos ou pintar os fios grisalhos?



Não necessariamente. Existem formas alternativas para camuflar os fios de cabelos brancos e, ou fazer alteração na cor dos fios. É aí que entram os shampoos tonalizantes e a aplicação de Henna. No entanto, prevenir nunca é demais e neste sentido, uma pessoa que preocupa com a sua saúde, beleza e bem estar fará o teste para saber se é ou não alérgica a estes produtos.

5. Quais cuidados devem ser tomados no momento de aplicação das tinturas de cabelos?



É necessário que se tome todas as precauções, isolando as mãos, rosto e orelhas do contato com o produto, já que as químicas que constituem a maioria das tintas comerciais de cabelos são extremamente tóxicas, especialmente o PPD, o lauril sulfato de sódio, a amônia e o propileno glicol.

6. Além da sensação de queimação no couro cabeludo, coceira, vermelhidão e erupções cutâneas, e inchaços há outras reações alérgicas conhecidas?



Sim. Ao inalar a fumaça proveniente da tinta de cabelo, sintomas como irritação na garganta e súbito ataque de asma também podem acometer as pessoas. Em casos ainda mais graves de intoxicação a morte pode ocorrer.

7. Caso aconteça, como devo proceder diante de uma reação alérgica proveniente da aplicação de tinturas de cabelo?



Em primeiro lugar, beba a maior quantidade possível de água. Ela fará com que as toxinas sejam eliminadas do seu corpo o mais rápido possível, por meio da urina. Em seguida, interrompa definitivamente a aplicação do produto e enxague abundantemente o cabelo para a total retirada da química dos fios e também do couro cabeludo. Quando a água estiver saindo transparente dos fios, indica que já é hora de parar de enxaguá-los.

Caso tenha disponibilidade, faça chás de camomila e use-os para enxaguar os cabelos por, pelo menos, duas vezes na semana. A camomila possui propriedades medicinais que irão aliviar o inchaço e a coceira no couro cabeludo. Um litro por enxague é o suficiente para esta operação. Outra boa dica é fazer uso de óleos, como o azeite de oliva extra virgem ou o óleo de coco virgem, também duas vezes por semana. Uma colher de sopa, por aplicação, é suficiente para a recuperação dos nutrientes da pele, além de acalmá-la.

Ao menor sinal de alergia à tintura, lave imediatamente os cabelos retiranto todo o produto do couro cabeludo

Ao menor sinal de alergia à tintura, lave imediatamente os cabelos retiranto todo o produto do couro cabeludo

A aplicação de ervas diversas, como a  casca de carvalho, confrei, raiz de Althaea officinalis, tronco de nogueira preta (ou casca), raiz de cascalho, absinto, lobélia e Scutellaria também são boas auxiliares na reconstituição dos tecidos epiteliais afetados. Mergulhe uma toalha de algodão limpa em um chá e, em seguida, enrole na cabeça como um turbante. Faça reaplicações do chá na toalha quando ela começar a secar. Caso haja necessidade, à noite enxague seu cabelo com o chá, prenda-o com um grampo e cubra com a touca de banho para para que ele fique úmido enquanto você dorme.

Suco de cenoura também é uma ótima dica. A cenoura é rica em vitamina A, essencial para a cicatrização de erupções na pele. Para uma melhor eficiência dos resultados, beba diariamente 1 L de suco de cenoura.

8. O uso de Henna para colorir os fios de cabelos é menos perigoso que as tinturas químicas?



Sim. A Henna é um produto natural que destaca cabelos avermelhados e fica exuberante quando usada para escurecer cabelos castanhos. Quando misturada com outras ervas, a Henna pode criar cores mais claras. Ela cobre perfeitamente os cabelos brancos e a cada aplicação, a cor se acumula. Ainda assim, mesmo sendo natural, aconselha-se ler as precauções de uso descritas nos rótulos do produto para uma maior segurança. Portanto, também realize o teste alérgico antes de aplicar a Henna nos cabelos.

9. Todas as cores de Henna cobrem os fios brancos? Qual o grande truque do processo?



Não mesmo. Acredite, a única cor de Henna que cobre fios brancos é a vermelha.  Quaisquer outras tonalidades, como o castanho escuro e o preto, aplicadas diretamente nos cabelos, não surtem o efeito desejado sobre os fios, deixando os brancos amarelados ao final.

No entanto, é importante esclarecer que com o passar do tempo as aplicações sucessivas de Henna vermelha deixam o cabelo cada vez mais vermelho e, infelizmente, desuniforme (mais claro na raiz e mais escuro nas pontas). O que fazer, então, para uniformizar a cor e a tonalidade dos cabelos? A resposta é bem simples: dividir o processo de tintura dos cabelos em duas etapas.

O grande truque é aplicar a Henna vermelha nos cabelos, aguardar por um período de 40 minutos e depois lavá-los para retirar todo o excesso. Terminada essa etapa, faça outra aplicação de Henna nos cabelos, nas cores castanho ou preto (que não pega bem sobre os brancos, mas cobre muito bem o cabelo vermelho), e aguarde por mais 40 minutos. Após esse período, seus cabelos estarão lindos, sem fios brancos, com a cor escolhida e um resultado maravilhoso.

10. Qual é o tipo de teste mais comum a fazer antes da aplicação de tinturas nos cabelos?



Aplique uma pequena quantidade do produto que deseja usar sobre o  pulso ou atrás das orelhas. Permaneça com ele por um período de, pelo menos, 30 minutos. Lave-o em seguida e observe a área por um período de 24 horas. Caso apareça vermelhidão, coceira ou erupções cutâneas, aconselha-se não utilizar a tintura química. Isto é o suficiente para se afirmar o quadro alérgico. É bom esclarecer, no entanto, que não é o cosmético por si o causador da alergia, mas, sim,  uma ou mais substâncias usadas em sua fórmula.

Pessoas alérgicas devem usar outros meios para mudar a cor dos seus cabelos ou cobrir os fios brancos, como a aplicação de Henna ou shampoos tonalizantes

Pessoas alérgicas devem usar outros meios para mudar a cor dos seus cabelos ou cobrir os fios brancos, como a aplicação de Henna ou shampoos tonalizantes

11. Qual substância química contida na formulação das tinturas de cabelo que causa mais reação alérgica nos usuários?



A parafenilenodiamina, usada como fixador da cor nos fios capilares, ocupa a posição número um no ranking. Caso já saiba ser alérgico a ela, a única forma de prevenção é ficar atento às especificações técnicas contidas no verso das embalagens.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Salão de Beleza, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas.

Por Silvana Teixeira

Leia mais sobre o assunto, acessando o artigo abaixo:

Os cabelos transmitem o estilo de vida e a personalidade das pessoas

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Cynthia G Faria

12 de abr de 2019

Boa tarde, Sempre pinto meu cabelo com Color Touch, mas da ultima vez, no final de março, tive uma reação alergica nos olhos que incharam. Depois disso coceiras na região do dorso e braços, cabelo e ardência nos olhos. Gostaria de saber: mesmo depois de quase um mês que fiz essa aplicação é possível ter sintomas da tinta? Ela ainda está no meu cabelo?

Resposta do Portal Cursos CPT

15 de abr de 2019

Olá Cyntia,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Ela ainda está presente sim. Sugerimos consultar um especialista para receitar um medicamento.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Thhalyta Thays Chagas Sobrinho

6 de fev de 2019

Olá boa noite.. Eu Gostaria de saber se tem alguma forma de usar algo pra tingir o cabelo ou alguma sugestão!! Pois eu já pintei meu cabelo por muito tempo já tingi as pontas e tudo mais.. Mais depois que tive minha filha eu pintei duas vezes na terceira me deu reação alérgica e a partir daí já fiz teste com vários tipos de tinturar com amônia e sem amônia mais tive alergia.. e meus cabelos está natural e branco preciso fazer algo rsrs mais não sei o que fazer !!

Resposta do Portal Cursos CPT

7 de fev de 2019

Olá Thhalyta,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. Você já testou as máscaras de cabelo que colore?

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

sara

23 de jan de 2019

Eu tenho suspeitas de ter alergia a parafenilenodiamina. Colori meus cabelos por cerca de um ano com varias tintas diferentes mas eu tive uma reaçao alergica a misturar duas tintas de marcas diferentes na qual a que eu nunca tinha usado possuia ppd. N sei se foi isso q me causou tal coisa ou se foi a mistura de duas marcas pq eu fiz o teste de toque e nem sequer senti coceiras. Mas por vias das duvidas eu queria saber se ainda tem como ter reações alérgicas se eu pintar somente o comprimento, evitando meu couro cabeludo. Sendo q tal alergia acontece pela absorção no couro certo? Depois dessa alergia q eu tive voltei a usar minha tinta padrão que n possuía ppd e eu n tive reação alérgica. Da msm maneira descolori meu cabelo, ou seja n tenho alergia a componentes nos pos descolorantes e ox.

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de jan de 2019

Olá Sara,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. A  alergia deve ser por causa da mistura, caso tivesse devenvolvido quando pintou novamente teria tido, só de pintar o comprimento a alergia se manifesta.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Silvana de andrade

18 de dez de 2018

Não tinha alergia.mdis após fazer progressiva desenvolvi alergia a todas as tintas com amônia sem amônia.pensei em usar a hena até pesquisei.pirem não quero ficar com os cabelos vermelhos .estou pensando em assumir os brancos e acabar com o sofrimento...tenho lido sobre tintas e não tenho encontrado nada q não causou alergia em alguma mulher.gostri bastante do artigo..

Resposta do Portal Cursos CPT

18 de dez de 2018

Olá Silvana,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Vera Lucia Pacheco

10 de out de 2018

olá, tenho já a muito tempo uma coceira intensa na minha cabeça, na maioria das vezes chego até chorar, já procurei dermatologista, mas não resolveu,agora acho q é da tinta,mas fico sem pintar as vezes, mas a coceira não passa,acabei de comprar uma tinta sem amônia, mas ao ler,Tudo isso,acho q não vai resolver, a pergunta é, quanto tempo eu teria q ficar sem pintar meu cabelo p q eu entenda q a causa da coceira é a tinta de cabelo,Obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

11 de out de 2018

Olá Vera,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

vocẽ pode realizar o teste no seu pulso, para ver se ele vai começar a coçar. O ideal seria ficar 6 meses sem pintar para ter a completa certeza de que é a tinta.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Daniela Inokuti

27 de abr de 2018

Henna também pode ser perigoso, pintei os cabelos sem fazer teste, tive uma reação alérgia grave, em seguida desenvolvi alérgia por muitas coisas, até mesmo descascando inhame. Fiz o teste com henna e meu braço ficou horrível. Fica a dica: mesmo usando produto "natural" faça o teste antes. Lição aprendida.

Resposta do Portal Cursos CPT

30 de abr de 2018

Olá Daniela,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Sim, qualquer produto antes de utilizar deve ser realizado o teste.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

sylvania weigert

25 de jul de 2017

Muito boa este artigo. Obrigada

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de jul de 2017

Olá, Sylvania.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo!

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Jaqueline

22 de jul de 2017

Olá. Ótima matéria sobre alergia a tintura de cabelos. Há anos eu utilizava a mesma coloração (sem amônia) mas de repente comecei a sofrer com uma alergia. Iniciou com coceira intensa e inchaço e vermelhidão das pálpebras, durou alguns dias mas não associei ao uso da coloração. A cada aplicação ia se agravando os sintomas (o rosto todo também ficava vermelho e inchado e muita coceira e feridinhas no couro cabeludo) e demorando mais tempo para passar. Foi então que percebi que era da coloração. Parei de usar mas aí a coisa já tinha complicado, pois a coceira nas pálpebras era constante e as feridinhas no couro cabeludo não cicatrizavam... Consultei com um alergista e fiz o teste de dermatite de contato. Resultado: Alergia a perfume mix (perfumes e fragrâncias) e sulfato de níquel. O médico informou que devo retirar o uso de todos produtos com perfume, fragrância, cheirinho... ou seja: shampoo, condicionador, sabonete, hidratantes, etc... Imaginem o que é para uma mulher ter que usar estes produtos sem perfume... Utilizo sabão para roupas glicerinado neutro e para enxaguar nada de amaciante, eu uso vinagre (depois da roupa seca fica macia e não deixa cheiro). E por mais que existam shampoos sem perfume, são genéricos e não específicos para meu tipo de cabelo. Eu usava um shampoo e condicionador que controlavam o volume. Hoje compro todos os produtos em farmácia de manipulação, são bons produtos mas nunca mais tive meus cabelos sem volume, mas custam cerca de 3 a 4 vezes mais caro que os de boas marcas encontradas em supermercados. E não pensem que não tentei usar um shampoo normal de novo. Usei, meu cabelo voltou a ficar com uma textura boa, mas a coceira e vermelhidão das pálpebras voltou... Precisei aprender a viver "sem cheiros e aromas". Descobri uma coloração que não contém perfume e muitos outros alérgenos (pois se você já tem alguma alergia, tem tendência a desenvolver outras...) Encomendei e estou aguardando chegar, pois é linha profissional e não tem nenhum salão na minha cidade e arredores que trabalhe com a linha... Vou ver se esta funciona, mas só depois de fazer o teste de contato... ;-)

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de jul de 2017

Olá, Jaqueline.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo!

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Luciana

20 de jul de 2017

Bom dia, ja tinha pintado meu cabelo e nunca tinha sentindo reação alergica e dessa vez pintei e o meu couro cabelo começou a coçar e sair um liquido meio grudento e começou a ficar vermelho. O que devo fazer ?

Resposta do Portal Cursos CPT

20 de jul de 2017

Olá, Luciana.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Aconselhamos que você procure um profissional da área para te orientar melhor, pois, se você desenvolveu algum tipo de alergia, poderá precisar de tratamento médico.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Joselande

6 de jul de 2017

Boa tarde, pintei meu cabelo com a tinta koleston e estou com alergia no couro cabeludo e no rosto, o que faz me ajuda..

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de jul de 2017

Olá, Joselande.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Se você desenvolveu um processo alérgico, aconselhamos que você procure um médico para que ele possa indicar medicação adequada.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!