WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Reabilitação neurológica animal. O que saber sobre esse assunto?

Em caso de lesões neurológicas em animais, a fisioterapia é importante para a recuperação e manutenção do paciente

Reabilitação neurológica animal. O que saber sobre esse assunto?   Artigos CPT

Em caso de lesões neurológicas em animais, a fisioterapia é importante para a recuperação e manutenção do paciente. “Pacientes com lesão medular, por exemplo, apresentam diversos problemas de locomoção. Nesses casos, a fisioterapia tem como principal função, reestabelecer o animal novamente na vida social”,  explica Ana Carolina Silva Faria, professora do Curso CPT Fisioterapia e Reabilitação Animal.

Origem do problema


Ao chegar à clínica, a primeira coisa que o fisiatra deve fazer é verificar qual a origem do problema neurológico do paciente. Isso deve ser feito mesmo nos casos em que o paciente tenha sido encaminhado por outros profissionais já com o diagnóstico fechado. Em seguida, o paciente deve passar por uma avaliação neurológica como um todo para que o fisiatra possa compreender o problema e verificar se a lesão ou trauma localiza-se no sistema nervoso central, no sistema nervoso periférico, se o problema é de neurônio motor superior ou atingiu os neurônios motores inferiores.

É necessário verificar qual o estado da medula óssea e até que ponto ela foi danificada realizando, uma a uma, as etapas do exame neurológico. Dessa forma, o fisiatra poderá confirmar ou refutar o prognóstico fornecido por outros profissionais devido à evolução ou alterações ocorridas ao longo do tempo.

Outros pontos a serem observados:


• Houve necessidade de cirurgia? O animal foi operado?
• A opção será feita empregando-se o tratamento conservador?
• Trata-se de um paciente em estado pós-operatório?

Às vezes, o tratamento fisioterápico não permite a recuperação completa do paciente. De início, o médico veterinário deverá avaliar as chances que o paciente terá de andar novamente.

Gostou do assunto? Leia a(s) matéria(s) abaixo:


O uso da termoterapia na fisioterapia e reabilitação animal

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!