WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

O motivo de doenças entéricas na granja de suínos? Aprenda aqui!

As doenças entéricas em uma granja suína surgem pela falta de cuidados e pela falta de limpeza das instalações

O motivo de doenças entéricas na granja de suínos? Aprenda aqui!

Sua noite de sono, assim como sua sanidade mental, tem sido interrompidas pelo aparecimento de doenças entéricas na maternidade de sua granja de suínos? A razão disso acontecer é bem simples. Leia essa matéria até o final, aprenda mais sobre o assunto e volte a ter a paz, sossego e a bela noite de sono que você merece. Vamos lá?

Os fatores predisponentes para o surgimento de doenças entéricas na granja de suínos:


I- Falta de cuidados para com a ambiência; e
II- Falta de limpeza das instalações.

O que isso quer dizer na prática? Simples:


A presença de sujidades no aparelho mamário da fêmea, fezes e sujidades na parte traseira do animal, além da falta de higiene e limpeza da instalação são os principais fatores predisponentes à incidência de doenças entéricas na maternidade.

As principais doenças às quais os suínos neonatos estão susceptíveis na fase de maternidade são:


1- Colibacilose neonatal

- Comum em leitões na fase de maternidade e creche.
- Multiplicam-se no intestino delgado.
- Causado por cepas enterotoxigênicas de E. coli.

Sinais clínicos:

» Diarreia aquosa (a colibacilose neonatal muitas vezes pode ocorrer sem a presença de
diarreia)
» Rápida desidratação.

 

2- Coccidiose

- Causada por protozoário: Cystoisospora belli.
- Fontes de contaminação: fecal e oral.
- Ciclo de vida: de 5 a 8 dias no interior do intestino do suíno.
- O oocisto é bem resistente, podendo permanecer nas instalações mal higienizadas e no solo por muito tempo.

Os principais sinais clínicos da coccidiose são:

» Diarreia de coloração amarelada a acinzentada com aspecto cremoso. A diarreia e refugagem influenciam diretamente no peso do leitão ao sair da maternidade.
» Refugagem intensa.
» Desidratação.
» Pelos arrepiados.
» Atrofia das vilosidades e consequente diminuição da área de absorção de nutrientes - sinais observados em exame histológico.

 

3- Clostridioses

Clostridium perfringens Tipo C

- Multiplica-se no intestino delgado.
- Quando o animal apresentar a enterite necro-hemorrágica, a chance de morte é grande.
- É mais comum ocorrer em animais com até 5 dias de idade.
- Pode ser visto também em leitões com mais de 3 semanas.

Sinais clínicos:

» Diarreia com muco e sem sangue.
» Intestino com conteúdo aquoso, gás e sem sangue.

Clostridium difficile

- Trata-se de uma inflamação no intestino grosso que resulta em diarreia. Esta acontece principalmente em animais entre 1 a 7 dias de vida. Na maioria das vezes, o uso de antibióticos cria um ambiente favorável para o aumento do patógeno no intestino do leitão neonato, causando a doença.

Sinais clínicos:

» Distensão abdominal, edema escrotal.
» Diarreia pode não estar presente.

 

4- Rotavírus
Muitas granjas não pesquisam sobre o rotavírus por se tratar de um vírus que causa doença entérica. Nesse caso, o protocolo de tratamento difere das demais enfermidades já apresentadas nessa unidade.

São características do rotavírus:

- Ataca os leitões entre 2 a 8 semanas de vida.
- São mais resistente ao ambiente, ou seja, não morrem com facilidade.
- Existem 7 tipos de rotavírus ( do A ao F). Os mais comuns são: A, B, C e E.
- É transmitido pela água.
- O rotavírus é classificado como uma Zoonose, ou seja, uma doença que também pode ser transmitida para os seres humanos.

Sinais clínicos do rotavírus em suínos:

» Diarreia neonatal que não melhora após o uso de antibióticos.
» Desidratação intensa.
» Rápido desenvolvimento, podendo levar o leitão ao óbito.

Gostou da matéria? Quer saber mais sobre o Curso CPT? Assista ao vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!