WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Como escolher as variedades de goiaba para sua plantação

De polpa branca, rosada ou vermelha, a goiaba é uma fruta suculenta, perfumada e bastante apreciada pelos consumidores brasileiros

Como escolher as variedades de goiaba para sua plantação

 

A escolha de uma cultivar é um dos passos mais importantes ao se estabelecer a cultura da goiabeira, pois se for inadequada, esta pode representar o fracasso econômico da plantação.

A cultivar varia de acordo com o alvo do produtor em relação à comercialização. Um exemplo é que, no Brasil, as goiabas de polpa vermelha são praticamente uma unanimidade entre consumidores do fruto in natura e para  os compradores que irão usá-la para processamento. Já a goiaba de polpa branca é mais aceita no mercado exterior.

Os critérios para a escolha final das variedades a serem plantadas devem englobar o conjunto das características agronômicas e comerciais. Alguns aspectos importantes são:

->adaptação ao meio: particularmente, em espécies cujas variedades apresentam pouca adaptabilidade, ou seja, podem ter comportamento muito diferenciado em algumas regiões;
->produtividade e qualidade do fruto: constituem o objetivo principal da plantação;
->compatibilidade com os porta-enxertos: particularmente, estes pertencem a espécies diferentes da variedade copa;
->resistência e tolerância a doenças e pragas: em particular ao estado fitossanitário da variedade copa, ou seja, se a variedade está livre de doenças sistêmicas, principalmente viróticas;
->outras características: duração do período improdutivo e alternância de produção.

As características comerciais da variedade são, algumas vezes, mais importantes que as agronômicas, pois delas dependerá a venda do produto. Os principais aspectos a serem considerados são:

->aspectos qualitativos: tanto a aparência externa como as características organolépticas;
->resistência ao transporte e ao manuseio: de grande importância, principalmente nas frutas destinadas ao consumo in natura;
->capacidade de conservação: tem o objetivo de ampliar o período de oferta e de consumo, possibilitando obter preços melhores de comercialização;
->produtividade industrial: na produção de goiabas para industrialização, devem ser escolhidas as variedades cujos frutos apresentem maior porcentagem de polpa e teor elevado de sólidos solúveis totais.

Por Ana Carolina dos Santos.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!