WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

4 dicas importantes sobre a colheita do mel

O mel deve ser colhido, com base em procedimentos específicos, que garantam a qualidade do produto final

4 dicas importantes sobre a colheita do mel

“Define-se mel como produto originado das abelhas melíferas, pertencentes a espécies com ou sem ferrão. Após coletarem néctar das flores e partículas vivas de espécies vegetais específicas, as abelhas levam esses elementos para maturação nos favos da colmeia, até surgir o saboroso mel”, explica Paulo Sérgio Cavalcanti Costa, médico veterinário, especialista em apicultura e professor do Curso CPT Manejo do Apiário - Mais Mel com Qualidade.

No mercado nacional, a cor do mel pode variar do tom branco d’água a âmbar escuro. Já no mercado externo, as cores ideais do mel vão do tom extra branco a extra âmbar claro. Para a manutenção dos seus atributos originais e qualidade do produto final, o mel deve ser colhido, com base em procedimentos específicos.

1. Quando realizar a colheita?


A colheita do mel deve ser em dia com baixa umidade e sem chuva. Caso contrário, o índice de umidade do mel se eleva, o que compromete o padrão qualitativo do mel. Geralmente, a colheita do mel é realizada, em dia de sol, das 9 às 16 horas. Entretanto, deve-se evitar expor as melgueiras ao sol, pois temperaturas altas aumentam o teor de HMF (hidroximetilfurfural) no mel, o que impacta negativamente na qualidade do produto.

2. Quando não realizar a colheita?


O mel não deve ser colhido quando houver crias seja qual for a fase de desenvolvimento. Ou ainda quando houver quantidade elevada de pólen. Se o mel não estiver maduro (mel verde), com índice de umidade elevado, ele também não deve ser colhido. Até mesmo porque o alto teor de água causa a fermentação do mel devido ao desenvolvimento de leveduras. Com isso, ele se torna impróprio para consumo.

3. Como selecionar os quadros?


A colheita do mel deve ser seletiva. Assim que as melgueiras forem abertas, o apicultor deve observar minuciosamente quadro a quadro. Somente devem ser retirados quadros com 90% (ou mais) dos alvéolos operculados (camada fina de cera). Este é um sinal de que o mel está maduro (baixo teor de umidade) e pode ser perfeitamente colhido.

4. Como usar o fumigador?


Mesmo se o mel estiver maduro e com baixa umidade, ele pode absorver odores devido à camada permeável de cera protetora. Portanto, o apicultor deve usar o fumigador, com cautela, para não deixar fumaça residual no mel. Deve ser aplicado somente o mínimo possível de fumaça, somente para remover os quadros.

É importante que a fumaça seja fria e limpa, contendo apenas resíduos vegetais (serragem ou maravalha naturais). Além disso, a fumaça não deve ser direcionada diretamente para os quadros. O fumigador deve ser posicionado de forma paralela às melgueiras.

Conheça os Cursos CPT da Área Apicultura:

Manejo do Apiário - Mais Mel com Qualidade

Planejamento e Implantação de Apiário

Processamento de Mel Puro e Composto

Fonte: Embrapa - agencia.cnptia.embrapa.br

Por Andréa Oliveira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Abelhas com Ferrão

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!