Resultados da busca para "os-alunos-com-necessidades-especiais-apresentam-um-ritmo-de-aprendizagem-mais-limitado-sendo-assim-com-relacao-a-proposta-de-educacao-inclusiva-e-correto-afirmar-que"

Professor: 3 práticas que comprometem a aprendizagem dos alunos

Se você, professor, ama sua profissão e anseia pela aprendizagem dos seus alunos, saiba que existem três erros cruciais que comprometem a eficiência do ensino em geral dos alunos e, particularmente, das metodologias ativas. São eles: propor atividades triviais, propor atividades muito longas e chamar voluntários para as respostas.

Ensino individual - Fatores que influenciam a individualidade do processo de aprendizagem

São diversos os aspectos que devem ser levados em conta, quando se justifica o fato de os alunos causarem sua própria aprendizagem e um deles é o conceito de estilo de aprendizagem. Existe um grande número de fatores que determinam as diferenças de estilo de aprendizagem, que fazem com que a utilização de uma única metodologia de ensino acabe resultando em aprendizagem deficiente, as quais podemos relacionar ao conceito de estilo de aprendizagem. São cinco estas dimensões de estilo

Inclusão escolar: o que dizer sobre isso?

Incluir não significa apenas receber o aluno com deficiência nas escolas comuns. Educar de forma inclusiva é encontrar um caminho pedagógico para alcançar o aprendizado de cada aluno individualmente, já que as deficiências interferem diretamente no processo de ensino-aprendizagem. "Se não houver boa vontade por parte dos envolvidos no processo de inclusão escolar da pessoa com deficiência, qualquer aparato legal não tem valor", afirma Emiliane Rezende, professora do Curso a Distância CPT Educação Inclusiva e Educação Especial, em Livro+DVD e Curso Online.

Na Metodologia Ativa de Aprendizagem o aluno é o protagonista!

A adoção de metodologias ativas de aprendizagem parte do pressuposto de que nem sempre é necessário que o professor ensine para que o aluno aprenda. A aprendizagem é realizada pelo estudante e não causada diretamente pelo professor, em função do caráter individual do processo de aprendizagem.

Aula dialógica: o que devem fazer os professores?

Em uma aula dialógica, o professor busca como ponto de partida da abordagem a experiência dos alunos em relação ao tema proposto. “O professor conversa com seus alunos, fazendo indagações nas quais ele direciona os alunos para que consigam chegar às respostas necessárias para que os conceitos se interliguem, propiciando a aprendizagem” afirma Per Christian Braathen, professor do Curso a Distancia CPT Metodologias para Aprendizagem Ativa, em Livro+DVD e Curso Online.

Babá - como cuidar de crianças com necessidades especiais

A princípio, imaginar uma criança que não possa enxergar, falar, ouvir, locomover-se ou interagir socialmente da forma padrão à qual estamos habituados pode aparentar uma imensa dificuldade. No entanto, conhecendo a sua realidade, aprendemos a encarar a deficiência, aceitá-la e ver que a criança pode desenvolver muitas atividades e atingir outras dimensões do desenvolvimento, compensando de forma significativa em outra área, que geralmente se sobressai.

Metodologias ativas de ensino: nem fácil e nem difícil, apenas efetivo

Aprender pelas metodologias ativas não vai ser mais fácil ou mais difícil, apenas mais efetivo. Provavelmente, será percebido, inicialmente, como mais trabalhoso tanto para os professores como para os alunos, mas esperamos que os métodos propostos em si e os resultados que podem ser alcançados rapidamente se transformem em combustível motivador. “O envolvimento, naturalmente, vai crescer, assim como a ocorrência de bons resultados, à medida que os alunos se acostumam a aprender de forma ativa”, afirma Dr. Per Christian Braathen, professor do Curso a Distância CPT Metodologias para Aprendizagem Ativa, em Livro+DVD.

Ensino centrado no aluno: estratégia boa ou ruim? Utilizar ou não?

Instrução centrada no estudante é uma abordagem ampla de ensino que inclui substituir aulas expositivas por aprendizagem ativa, responsabilizando os estudantes por sua própria aprendizagem e usando aprendizagem em ritmo pessoal e, ou aprendizagem cooperativa (em grupos). “Outra maneira de centrar o nosso ensino no estudante inclui passar problemas abertos e do tipo que requer raciocínio criativo e crítico, exercícios de redação reflexivos, envolvendo os estudantes em simulações e desempenho de papéis”

AEE: Atendimento Educacional Especializado nas escolas

A inclusão de todas as pessoas nas escolas comuns é uma conquista social imensa que, de fato mobiliza, cada vez mais, estudiosos interessados pelo assunto. No entanto, o reconhecimento e a aceitação da diversidade tão proclamados pela filosofia inclusiva, se respaldam na atuação de vários profissionais de diferentes áreas que orientam as escolas em relação aos procedimentos que devem ser tomados, a fim de viabilizar o processo de inclusão. Na atualidade, existe um aparato multiprofissional capaz de identificar os distúrbios de aprendizagem e, em parceria com a escola, criar estratégias capazes de minimizar os possíveis problemas ocasionados por tais distúrbios.

As metodologias ativas e o desenvolvimento da consciência crítica

As metodologias ativas promovem a concepção da educação como uma maneira de buscar caminhos para que o aluno desenvolva autonomia e autodeterminação nos campos pessoal, social e da aprendizagem, contribuindo muito para o desenvolvimento da consciência crítica. “Para que isso seja uma realidade, as metodologias ativas trabalham a motivação do aluno como ponto central de todo processo de ensino-aprendizagem”, afirma Dr. Per Christian Braathen, professor do Curso a Distância CPT Metodologias para Aprendizagem Ativa, em Livro+DVD.

Atendimento Online
Quer Facilidade