WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "novilho-precoce-e-superprecoce" ()

Novilho precoce traz vantagens para o produtor e para a cadeia produtiva da carne

Em janeiro deste ano, a cotação do preço da arroba está entre R$93,00 e R$ 100,00, nos estados do MT, GO, MS, MG, SP e RJ. Isso devido à valorização do mercado de carne bovina, com o favorável aumento das exportações brasileiras, principalmente, com as mudanças tecnológicas que vêm sendo implementadas na pecuária de corte e na indústria frigorífica nacional.

Novilho superprecoce permite giro de capital mais rápido

Para que possamos entender melhor a importância do novilho superprecoce em termos técnicos e econômicos para a pecuária, é importante fazer uma comparação da duração do ciclo de produção de bovinos de corte com o ciclo das aves e dos suínos. Enquanto o avicultor, a cada mês e meio, vende seus animais, sendo remunerado pelo seu trabalho e pelo capital investido, e o suinocultor faz o giro de capital em seu empreendimento a cada três meses para bovinocultura de corte.

Pecuária de corte: por que reduzir a idade do primeiro parto de novilhas?

Um dos maiores gargalos da pecuária de corte é a perda de peso dos bezerros ou a sua paralisação logo após a desmama, que ocorre geralmente no final do período chuvoso. Esta situação, associada aos baixos ganhos no período chuvoso subsequente e nas próximas secas de vida dos animais em crescimento, contribui sobremaneira para retardar a idade à puberdade e ao primeiro parto de novilhas em rebanhos de corte.

Manejo reprodutivo de novilhas - aprenda a fazer

Quando manejadas adequadamente, novilhas leiteiras de raças taurinas, principalmente holandesas, podem atingir a puberdade com menos de um ano de idade, quando já devem estar pesando acima de 300 kg de peso vivo e estarem aptas a entrar em um programa reprodutivo. Entretanto, é interessante esperar um pouco mais, até que elas se desenvolvam o suficiente para serem inseminadas, contanto que a idade ao primeiro parto não ultrapasse os 24 meses.

Para engordar novilhos basta soltá-los no pasto. Certo ou errado?

Errado! Na engorda e terminação de novilhos exclusivamente em pasto, os cuidados com o manejo da pastagem devem ser intensos. "A quantidade de forragem de boa qualidade disponível vai influenciar o consumo sob dois aspectos: primeiro, a qualidade do alimento ingerido; segundo a quantidade que o animal consegue consumir", afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, professor do Curso a Distância CPT Terminação de Bovinos em Pasto, em Livro+DVD e Curso Online.

O que acontece com as novilhas se não receberem forragem sufuciente?

Novilhas muito jovens, com menos de um ano de idade, têm alta exigência nutricional e menor capacidade retículo-ruminal. Sendo assim, as taxas de crescimento podem permanecer baixas, caso não sejam ofertadas quantidades suficientes de forragem nessa fase da recria.

Zebuínos no Brasil - raça Nelore e Nelore Mocho

O primeiro casal de Ongole ao chegar ao Brasil foi em 1875. A princípio, o Nelore era cruzado com o Guzerá, tanto quanto com outras raças que chegavam da Índia, pois na concepção antiga "tudo era Zebu". Devido ao fato de os criadores gostarem de orelhas grandes, característica que diferenciava o gado europeu do indiano, ganhavam destaque os produtos que mais se assemelhavam ao Guzerá (Guzonel). Com isto, o Nelores, de curtas orelhas caía em depreciação e menos prestígio. Apenas na década de 1950, o Nelore passou a frequentar as Provas de Ganho de Peso nos concursos, mostrando ser um animal realmente precoce e de alta velocidade de ganho de peso. Por se tratar de um gado rústico, exigir pouca mão de obra, ser resistente, precoce e também pelo fato de as vacas não precisarem ser recolhidas aos currais no momento da parição, o Nelore começou a ?ganhar o mundo?, desbravando fronteiras agropecuárias antes inimagináveis. Com isto, a vaca Nelore garantiu o predomínio da raça no país inteiro. Pela primeira vez, o pecuarista podia ter um gado que exigia pouco trabalho, permitindo que a atenção ficasse voltada para o melhoramento zootécnico. Desde 1955, o Nelore nunca mais parou de aumentar seu efetivo e hoje predomina na maior parte do território pecuário nacional.

Vacas meio-sangue produzem mais leite? Confira

No Brasil, as raças leiteiras europeias Holandês, Pardo Suíço e Jersey são as mais usadas em cruzamentos para a obtenção de um híbrido meio-sangue excelente para a produção de leite. Essas raças foram selecionadas durante séculos, com o intuito de se atingir alta produção, precocidade e eficiência reprodutiva (as novilhas atingem peso à cobrição com pouco mais de 1,5 ano de vida). Em outras palavras, se as vacas meio-sangue têm uma boa origem genética e com excelente manejo, mantêm a média de produção superior a 15 kg de leite ao dia, com picos de mais de 20 kg ao longo de até 305 dias de lactação, podendo, inclusive, ser manejadas a pasto com baixo nível de suplementação.

Criação de bezerras leiteiras visa o equilíbrio entre economicidade e idade precoce ao parto

O estabelecimento de um sistema de cria e recria eficiente para as fêmeas em rebanhos leiteiros é um desafio para a maioria dos produtores. Se de um lado as bezerras devem receber alimentação e manejo adequados para que possam atingir o peso ideal à primeira cobertura e iniciarem a sua vida produtiva o mais cedo possível, de outro lado está o fator econômico. É necessário, portanto, buscar o equilíbrio entre economicidade e idade precoce ao parto.

Recria visa estratégias para que o peso da novilha seja atingido mais rápido

A fase de recria, que se estende da desmama ou desaleitamento até a primeira cobrição, é menos complexa que a fase de cria, mas nem por isso exige menor atenção dos produtores de leite. Os requerimentos do animal em crescimento estão constantemente mudando, em função de alterações na composição de seu corpo. De início, há crescimento ósseo e altas taxas de formação de proteína, seguida por uma fase de maior formação de tecido adiposo (gordura).

Fique por dentro das novidades!