WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "como-conservar-nascentes-de-agua" ()

Recuperação e conservação de nascentes durante a estação seca

Durante a seca, é bastante comum a redução da vazão de água das nascentes, ou ainda, o seu pleno esgotamento de água. Principalmente, em nascentes cujas encostas da área de drenagem e os topos dos morros não possuem florestas. Além disso, pode haver a presença de plantas freatófitas - plantas que usam a água do lençol freático, nas proximidades dos cursos de água, que promovem esse fenômeno. As providências a serem tomadas, são o reflorestamento dos topos dos morros e das seções convexas, a bateção do pasto das seções côncavas e a eliminação de toda a vegetação freatófita existente nas proximidades da nascente.

Dicas para recuperar uma nascente

Se na propriedade existe uma nascente, é preciso observar a ocorrência de regeneração natural na área. Além de verificar se há espécies de plantas nativas - como jaborandi, embaúba, aroeira, ou plantas próprias da região. Se houver, este é um fator determinante e favorável para recuperar a mina d’água.

Como recuperar e conservar nascentes que secaram totalmente

Os reservatórios subterrâneos de água são os responsáveis pela manutenção das nascentes que, por sua vez, abastecem os cursos de águas superficiais. Como os reservatórios subterrâneos são formados a partir da água que infiltra através da superfície do solo, fica fácil entender que, para manter o fluxo dos cursos de águas superficiais, é necessário criar condições para que um grande volume de água das chuvas infiltre através da superfície do solo e chegue até aos reservatórios subterrâneos, garantindo o fluxo dos cursos d`água durante o ano todo, inclusive na época da seca.

O que são nascentes e como são formadas?

Nascentes são manifestações superficiais de lençóis subterrâneos, que dão origem a cursos d’água. Toda nascente representa um ponto por onde parte da água do lençol alcança a superfície do solo. É como se fosse uma torneira do lençol, sempre aberta. Partindo-se, portanto, do fato de que cada curso d’água tem a sua nascente, chega-se à conclusão de que o número de cursos d’água de uma dada bacia é igual ao seu número de nascentes.

Quando uma nascente é considerada ideal?

Uma nascente é considerada ideal quando fornece água de boa qualidade, vazão abundante e contínua, localizada próxima do local de uso e de cota topográfica elevada, possibilitando sua distribuição por gravidade, sem gasto de energia. Além disso, é importante que a quantidade de água produzida pela nascente mantenha uma boa distribuição ao longo do tempo, isto é, ofereça uma vazão mínima adequada ao longo do ano.

Recuperação e conservação de nascentes são necessárias à manutenção da vida na terra

A conservação das nascentes que ainda estão limpas e a recuperação daquelas que já estão prejudicadas surgem como necessidades para manutenção da vida na terra. Conservar a água que ainda temos é um objetivo que deve ser alcançado, de modo a tornar o uso da água mais eficaz, permitindo que essa continue sendo um recurso natural renovável.

Nascentes de regiões montanhosas: como aproveitar a água?

As nascentes são fontes naturais de água subterrânea, muito comuns nas áreas rurais. Para aproveitar essas águas para o consumo humano, é importante fazer sua captação em sistema fechado. Entretanto, em regiões montanhosas, em que a nascente é de difícil acesso, torna-se problemático fazer uma captação adequada. "É comum, nesses casos, construir pequenos reservatórios a céu aberto para acumulação da água e facilitar a condução da mesma até o local de consumo, através de mangueiras plásticas enterradas no terreno", afirma José Dermeval Saraiva Lopes, professor responsável pela Aula I - Água Fonte de Vida, da Série Professor Eventual, produzida pelo Cursos CPT.

O Mundo das Conservas

A necessidade de aproveitamento dos excedentes da produção em época de safra, a tendência crescente de se consumir produtos naturais e a necessidade de complementação da renda familiar, tem incrementado, nos últimos anos, a produção de conservas artesanais ou caseiras. A fabricação de picles, pasta de alho e corantes constitui uma dessas atividades que vem sendo desenvolvida por um grande número de fabricantes.

Fatores que interferem na conservação dos alimentos

A conservação dos alimentos está diretamente ligada à capacidade de sobrevivência ou de multiplicação dos microrganismos presentes nos mesmos. Os fatores que interferem na conservação dos alimentos podem ser intrínsecos, quando relacionados com as características próprias do alimento, ou extrínsecos, quando relacionados com o ambiente no qual o alimento se encontra.

Nascentes - importância, processo de recuperação e conservação da água

Tendo em vista a vital importância da água de boa qualidade e a possibilidade de ocorrer a sua escassez em várias regiões do planeta, num futuro bem mais próximo do que muitos imaginam, esse problema tornou-se uma das maiores preocupações de especialistas e autoridades no assunto.

Fique por dentro das novidades!