WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Doenças do maracujá - controle da Bacteriose

Doenças do maracujá - controle da Bacteriose

A bacteriose é uma doença causada pela bactéria Xanthomonas campestris pv passiflorae Per, sendo uma das doenças mais importantes da cultura.

A Bacteriose é uma doença causada pela bactéria Xanthomonas campestris pv passiflorae Per, sendo uma das doenças mais importantes da cultura do maracujá, especialmente quando associada à Antracnose. As lesões geralmente são mais facilmente perceptíveis nas folhagens internas da planta. Começam no limbo por pequenas pontuações translúcidas de aspecto aquoso, que depois evoluem para uma coloração mais escura, quando então podem tomar diversos formatos, dificilmente arredondados, e com o tamanho médio de 3 a 4 mm.

É uma doença que provoca a queda das folhas secas dos ramos. O patógeno ataca todos os órgãos da parte aérea da planta e, também, os frutos maduros, onde se apresenta sob forma de pequenas manchas pardas, com contornos esverdeados e que, em condições favoráveis, forma grandes áreas necrosadas por coalescência.

Trata-se de uma doença típica de estação quente e chuvosa, com sintomas, às vezes, parecidos com os da Antracnose. Ataca, normalmente, plantas com problemas nutricionais, principalmente excesso de nitrogênio, ou então, plantas sujeitas à falta ou ao excesso de água, ou ainda, plantas atacadas por outros patógenos.

A Bacteriose não provoca grandes prejuízos, já que essa bactéria é muito sensível aos fungicidas cúpricos.

CONTROLE

O controle da Bacteriose é feito por meio do uso de defensivos, como Mycoshield e Agrimicina, prescritos por engenheiro agrônomo.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Fruticultura, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas (CPT), entre eles o Curso Produção de Maracujá.

Por Andréa Oliveira.

Acesse os links abaixo e conheça mais sobre as Pragas e Doenças do Maracujá:

Controle preventivo

PRAGAS DO MARACUJÁ

Controle de pulgões, percevejos e lagartas

Controle da Mosca-das-Frutas, Mosca-do-Botão-Floral e Tripes

Controle da Broca-do-Maracujazeiro, Besouro-das-Flores e Besouro-do-Botão Floral

Controle de cupins e ácaros

Controle das abelhas domésticas e Irapuás

Como usar defensivos para o controle de pragas

DOENÇAS DO MARACUJÁ

Controle do Damping Off, Antracnose, Verrugose, Septoriose e Alternariose

Controle da Fusariose ou Murcha e Podridão-do-Colo

Controle de Nematoides

Medidas preventivas contra a Morte Prematura

Como usar defensivos para o controle de doenças

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Rosa Cristina Vargas costa

25 de abr de 2019

Olá , estou cultivando o maracujá está com 10 meses é começou amarela as folhas é cai, gostaria de saber o que pode ser é qual tipo de agrotóxicos posso usar para combater a doença?

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de abr de 2019

Olá Rosa Cristina,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

O problema relatado pode ser ocasionado por diversos fatores, como: ataque de pragas, deficiência nutricional, problemas com a irrigação, doenças no maracujazeiro, dentre outros. Sendo assim, o ideal é que procure um engenheiro agrônomo, para que ele possa realizar com exatidão o que está ocasionando e problema, e a partir disso, recomendar o melhor tratamento.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

JOEMIO OLIVEIRA MATOS

27 de fev de 2017

É a primeira vez que visito este site. Foi e será de grande importância pra mim, pois, estou iniciando o plantio de maracujá. Iniciei com uma área de 15,0 ha., aproximadamente 12.000 plantas. Gostaria de receber informações sobre este cultivar. Parabéns e muito obrigado.

Resposta do Portal Cursos CPT

1 de mar de 2017

Olá Joemio,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo. Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

José Arnaldo Fagundes teixeira

20 de fev de 2017

Muito bom as explicações. Deveria especificar mais o nome do produto comercial recomendado para tratamento.

Resposta do Portal Cursos CPT

22 de fev de 2017

Olá José Arnaldo,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo e agradecemos sua sugestão.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!