WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Sr. Veterinário: conheça os anexos da boca de caninos e equinos

Os lábios são constituídos de pele (parte mais externa, onde estão os pelos táteis), musculatura mimética (músculos que dão a expressão facial ao animal), e orbicular da boca (permite a movimentação dos lábios)

Sr. Veterinário: conheça os anexos da boca de caninos e equinos   Artigos CPT

Segundo Marcelo Lopes de Santana, professor do Curso CPT Anatomia Veterinária: Anatomia Sistemática dos Animais Domésticos, “Os lábios são constituídos das seguintes partes: pele (parte mais externa, onde estão os pelos táteis), musculatura mimética (músculos que dão a expressão facial ao animal), e orbicular da boca (permite a movimentação dos lábios). Além desses componentes, as glândulas salivares e toda a mucosa interna fazem parte dos lábios."

Em cada espécie, os lábios podem assumir funções diferenciadas. Nos carnívoros, como os cachorros, os lábios são fundamentais para a expressão facial, que é promovida pelos músculos mímicos. Eles devem ser rentes a boca, sem haver sobras, pois fazem com que o animal esteja menos exposto em situações de brigas territoriais.

No caso dos filhotes, de maneira geral nos mamíferos, os lábios funcionam como selante, ou seja, eles vedam ao redor da glândula mamária no ato da amamentação.

Já nos pequenos ruminantes (ovinos e caprinos) e equinos, os lábios são extremamente sensíveis e muito móveis, o que facilita na seleção do alimento. Especificamente nos equinos, na região mais cranial, é possível encontrar os músculos elevador nasolabial e elevador do lábio superior, os quais possibilitam às expressões do animal, que acontecem muito mais pelo lábio superior do que inferior.

Lábios e frêmulo labial superior do equino   Artigos CPT

A bochecha tem a função de movimentação do alimento. Ou seja, o alimento vai para o vestíbulo oral e, posteriormente, é mandado de volta para a cavidade oral para continuar a mastigação. Esse vestíbulo oral é mais desenvolvido nos herbívoros e muito utilizado pelos ruminantes, que conseguem aumentar a capacidade de chegada de alimento dentro da boca a partir dessa estrutura.


Vestíbulo oral do equino, comissura labial canina, filtro canino e teto da cavidade oral canina    CPT

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Gostou da matéria? Leia mais sobre o assunto abaixo:


Estudando anatomia equina? Veja como é feita a descrição dos dentes

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!