WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Orquiectomia equina: ruptura do mesórquio e ligamento da cauda do epidídimo

Você é veterinário e precisa entender melhor a técnica da ruptura do mesórquio e ligamento da cauda do epidídimo? Pois bem, vamos lá

Orquiectomia equina: ruptura do mesórquio e ligamento da cauda do epidídimo   Artigos CPT

Você é veterinário e precisa entender melhor a técnica da ruptura do mesórquio e ligamento da cauda do epidídimo? Pois bem, vamos lá. Após a incisão da túnica, exponha o testículo do equino. O passo seguinte é fazer a ruptura do mesórquio e do ligamento da cauda do epidídimo e para isso separe e segure, em uma das mãos, as estruturas que serão ligadas: o ducto deferente e o cordão espermático.

“Com o auxílio dos dedos e da outra mão, faça a ruptura do mesórquio e da ligadura da cauda do epidídimo”, explica Guilherme Costa Fausto, professor do Curso CPT Cirurgia de Grandes Animais. Em seguida à ruptura, faça a divulsão da pele do cordão, prendendo-a com uma pinça Collin para facilitar a realização das ligaduras.


Ruptura do mesotério, ligamento da cauda do epidídimo e fixação da pele do cordão     CPT

Fotos: Ruptura do mesórquio e do ligamento da cauda do epidídimo e Fixação da pele do cordão com o auxílio de uma pinça

A orquiectomia em equinos exige que sejam feitas 2 ligaduras. A primeira une o cordão espermático e o ducto deferente. Ela é feita com 1 nó duplo e 2 nós simples. A segunda ligadura é feita passando-se o fio por trás do cordão, cruzando-o, e fazendo novamente, pela frente, em região proximal à primeira ligadura, realizando 1 nó duplo e 2 nós simples.

Lembre-se:
Os nós da ligadura devem ser rigorosamente firmes, deve-se apertar o nó até que o tecido fique esbranquiçado.

Observe, na imagem a seguir, as duas ligaduras:


Primeira ligadura e dupla ligadura. Orquiectomia equina   Artigos CPT

Fotos: Primeira ligadura e Dupla ligadura feita durante orquiectomia em equinos

Entre as duas ligaduras forma-se uma “barriguinha” ou saliência no cordão. Essa saliência confere maior segurança e eficiência à orquiectomia, pois impede que o fio ceda e escorra após o procedimento. Após a dupla ligadura, podemos remover o segundo testículo com a tesoura. Em seguida, seque a ferida com uma compressa de gaze estéril e verifique se há presença de sangramento no cordão. Ao final, retire o excesso de fio da ligadura.

Observe, na imagem abaixo, o resultado final da cirurgia de orquiectomia em equinos


Final da orquiectomia equina    Artigos CPT

Foto: Final da orquiectomia em equinos

Gostou do assunto? Saiba mais na(s) matéria(s) abaixo:


Orquiectomia em carneiros: o que fazer após a exposição dos testículos?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!