WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Demodiciose canina generalizada. O que é e como tratar?

A Demodiciose canina é uma doença causada por um ácaro que pode ser da espécie Demodex. A infestação ocorre quando há um desequilíbrio entre o ácaro e o controle pelo sistema imunológico

Demodiciose canina generalizada. O que é e como tratar?   Artigos CPT

A Demodiciose canina é uma doença causada por um ácaro que pode ser da espécie Demodex canis ou Demodex injai. A infestação ocorre quando há um desequilíbrio entre o ácaro e o controle pelo sistema imunológico do animal, levando-o a apresentar os primeiros sinais clínicos.

Segundo o especialista Gustavo Carvalho Cobucci, professor do Curso CPT Clínica Médica de Cães e Gatos, “A doença acomete animais jovens e adultos: no primeiro, a causa pode estar relacionada a alterações genéticas; no segundo, a doença pode estar relacionada a fatores imunossupressivos, como doenças endócrinas, neoplasias e medicamentos corticoides.”


Demodiciose canina generalizada    Artigos CPT

Foto: Demodiciose canina generalizada.

A terapia com corticosteroides é a principal causa de aparecimento de demodiciose no animal adulto.

A apresentação clínica dessa doença ocorre através de cinco ou mais lesões e comprometimento de duas ou mais regiões corporais, além de sinais comuns, como alopecia regional multifocal ou difusa, com eritema, descamação e pápulas. Pode haver hiperpigmentação, pústulas, erosões, crostas ou ulceras decorrentes de piodermite superficial ou profunda.


Animais acometidos de demodiciose canina generalizada Artigos CPT

Foto: Animais acometidos de demodiciose canina generalizada.

Quando a doença está em um quadro mais grave, o animal pode apresentar sinais sistêmicos como febre, depressão, anorexia quando houver infecção bacteriana.

Tratamento


• Primeiramente deve-se identificar e tratar a doença imunossupressora em animais com demodiciose canina generalizada.
• O segundo passo é realizar a castração desses animais, seja para que não transmitam o gene da sensibilidade ao ácaro, seja para evitar recidivas, uma vez que o estro ou gestação são eventos imunossupressores.
• Caso o animal apresente quadro de infecções bacterianas secundárias, deve ser administrado antibioticoterapia sistêmica por 28 dias mais 14 dias após a cura clínica e banhos semanais com xampus a base de peróxido de benzoil ou clorexidina (caso haja piodermite).

Atualmente o tratamento mais utilizado para demodiciose canina generalizada é o Fluralaner (Bravecto) e o Serolaner (Simparic), fármacos recentes que se mostraram bastante eficazes no tratamento dessa doença. O tratamento com Ivermectina, cuja posologia segue abaixo, apesar de não ser mais utilizado, é uma terapia mais barata que os produtos Fluralaner e Serolaner.


Demodiciose canina generalizada – Tratamento Artigos CPT

Foto: Demodiciose canina generalizada – Tratamento

Deve-se ficar atento aos sinais de intoxicação por Ivermectina assim como à sua administração em animais de raça sensível ao fármaco.

Gostou do assunto? Quer aprender um pouco mais? Leia a matéria abaixo:


- Citologia da pele em cães e gatos. O que saber sobre o assunto?

Um pouco mais sobre o que encontrar no Curso CPT Clínica Médica de Cães e Gatos? Assista ao vídeo!


 

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!