Adquira 2 ou mais Cursos CPT e ganhe Frete Grátis.

O que são e para que servem os fusíveis?

Os fusíveis são elementos utilizados na proteção de circuitos elétricos contra condições anormais de corrente como curto-circuito ou sobrecarga

Fusivel


Segundo Nelson Fernandes Maciel, professor do Curso a Distância CPT Instalação, Comando e Proteção de Motores Elétricos, em Livro+DVD e Curso Online, "Os fusíveis são elementos utilizados na proteção de circuitos elétricos contra condições anormais de corrente como curto-circuito ou sobrecarga". Existem dois tipos de fusíveis. São eles:

1- Fusíveis tipo cartucho


São  utilizados  em  circuitos  que  possuem  resistência  elétrica,  sem  pico  de corrente,  como chocadeiras,  aquecedores,  e outros.  Sua  função  é  proteger  contra  curto-circuitos, não devendo ser utilizado na proteção de motores.


2- Fusíveis NH e DIAZED


A proteção contra curto-circuito na instalação de motores é feita com o uso de fusíveis. Podem ser de efeito rápido ou retardado. Os fusíveis de efeito rápido devem ser utilizados onde não ocorre variação considerável de corrente entre a partida e o regime normal de funcionamento, como as cargas resistivas e lâmpadas. Os fusíveis de efeito retardado devem ser utilizados onde a corrente de partida atinge valores várias vezes superiores ao valor da corrente nominal, a exemplo dos motores elétricos, cargas indutivas e capacitores de uma forma geral.

- Fusíveis NH

Os fusíveis conhecidos como NH são de ação retardada.

- Fusíveis DIAZED


Os fusíveis conhecidos como DIAZED podem ser de ação rápida, para operação em circuitos sem picos de corrente, e de ação retardada para circuitos com corrente de pico menor que 200 A. Para proteção de motores contra curto-circuitos, numa determinada faixa de corrente, podemos utilizar tanto o fusível NH quanto o DIAZED, mas a análise econômica indica que devemos utilizar fusíveis DIAZED até 63 amperes e, acima, utilizar fusíveis NH.

Especificação de Fusíveis


Os fusíveis são especificados para suportarem a corrente de partida de tal forma que não se rompam neste período (tempo de partida). Para determinação do fusível é necessário conhecer a potência do motor, o número de polos, tensão da rede, corrente de partida (Ip), e o tempo de partida (Tp). Este tempo varia com o sistema utilizado na partida do motor. A especificação é feita com a utilização de sua “curva característica”, que é formada pela corrente de partida em função do tempo que o fusível suporta.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livro+DVD e Cursos Online, da área Eletricidade na Fazenda.
Por Silvana Teixeira.

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Cursos Relacionados

Curso Instalação, Comando e Proteção de Motores Elétricos Curso Instalação, Comando e Proteção de Motores Elétricos

Com Prof. Nelson Maciel

R$ 328,00 à vista ou em até 10x de R$ 32,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cerca Elétrica para Pastejo Rotativo Curso Cerca Elétrica para Pastejo Rotativo

Com Prof. Nelson Maciel

R$ 328,00 à vista ou em até 10x de R$ 32,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Reduzir o Custo da Energia Elétrica na Fazenda Curso Como Reduzir o Custo da Energia Elétrica na Fazenda

Com Prof. Luciano Borges e Prof. Ronaldo Coelho

R$ 328,00 à vista ou em até 10x de R$ 32,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Mais Dicas Cursos CPT

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade