WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Inseminação artificial em gado de leite: processamento do sêmen na central de inseminação

A coleta de sêmen é possível com o uso de sistemas de eletrochoque, nos quais os touros são contidos em um tronco especial, depois de terem passado pelo processo normal de higienização

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL GADO DE LEITE

Muitos pecuaristas traçam estratégias de seleção e melhoramento de seu rebanho, de maneira a obter, ao longo do tempo, reprodutores cada vez melhores. São criadores cuja principal atividade não é a produção leiteira ou de carne, mas, sim, selecionar e multiplicar bons reprodutores e comercializa-los.

Além de embriões, bezerros e bezerras, tourinhos e novilhas, touros e vacas, esses criadores têm o sêmen como um de seus principais produtos, e uma importante fonte de renda. Para facilitar a comercialização, disponibilizam seus touros às Centrais de Inseminação, onde o sêmen é coletado, processado, armazenado e comercializado.

As Centrais de Inseminação são empresas especializadas que recebem, em troca de seus serviços, uma parcela do montante financeiro recebido na comercialização do sêmen. Em suas instalações, os touros são mantidos confinados durante todo o ano, recebendo manejo de qualidade, que inclui alimentação balanceada e constante assistência de médicos veterinários, que dão atenção especial a saúde reprodutiva. Nas Centrais, os touros doadores passam por uma higiene rigorosa no seu órgão sexual, nas partes interna e externa do prepúcio, inclusive, utilizando-se produtos especiais de higienização, para que o sêmen não se contamine.

Uma grande vantagem da inseminação artificial é a possibilidade de se aproveitar touros de alto padrão, incapacitados para a monta. A coleta de sêmen nesses animais é possível com o uso de sistemas de eletrochoque, nos quais os touros são contidos em um tronco especial, depois de terem passado pelo processo normal de higienização.

Seja oriundo de reprodutores que fazem o salto sobre as vacas manequim, seja com touros coletados com eletrochoque, o tubo contendo o ejaculado coletado é levado para o laboratório da central. Esse laboratório deve contar com técnicos especializados, treinados para o trabalho com sêmen. Deve também estar equipado com equipamentos que permitam uma avaliação do sêmen.

Os principais parâmetros a serem considerados na avaliação do sêmen na central são os seguintes:


- Aparência, que indica possível presença de impurezas ou problemas sanitários;
- Volume do ejaculado e quantidade de espermatozoides presentes, para determinar a diluição; e
- Motilidade dos espermatozoides, que indica sua capacidade de atingir e fecundar o óvulo.

Dai a importância desse exame, como garantia de qualidade ao sêmen. A seguir, tem início a etapa da diluição do sêmen. É adicionado ao sêmen uma solução diluidora contendo elementos nutritivos, conservantes e antibióticos, de maneira que os espermatozoides sejam protegidos durante o congelamento e o descongelamento. A solução diluidora contendo os espermatozoides é então resfriada a 4oC, e colocada em uma maquina que faz o envazamento.

Depois de envazado, o sêmen fica no ambiente resfriado por quatro horas, quando adapta-se ao diluidor. Para armazenamento e distribuição, as palhetas com sêmen congelado são colocadas agrupadas, encaixadas nas ráquis, que, por sua vez, são colocadas nos canecos ou canisters, os quais, para comercialização, são colocados no botijão contendo nitrogênio líquido.

O armazenamento na central é feito em bancos de sêmen, que são grandes tanques de nitrogênio, onde os canisters são guardados, enquanto esperam o momento da distribuição. Na compra de sêmen, deve-se seguir alguns passos básicos:
- Buscar apoio de um médico veterinário para planejar a adoção da tecnologia da inseminação artificial.
- Conhecer as centrais de inseminação brasileiras;
- Escolher uma ou mais delas para examinar os produtos que oferecem e efetuar a aquisição posteriormente.

Vale destacar que a maioria dessas empresas mantem representantes regionais que atendem pedidos de pecuaristas cadastrados, inclusive por telefone.

A inseminação artificial possibilita a produção de uma descendência melhorada para o rebanho, com maior eficiência reprodutiva e de ganho de peso, maior precocidade e melhores características de carcaça. É importante adotar uma política de melhoria constante e consistente do rebanho, a medida que o manejo também e apurado. De nada adiantará gerar bezerras de alto padrão, se as condições de manejo não evoluírem proporcionalmente, não permitindo que esses animais expressem seu potencial produtivo. Uma orientação técnica adequada para estes aspectos é de grande importância.

Leia mais sobre o assunto


Inseminação artificial em gado de leite - biotecnologia aplicada na reprodução animal
Inseminação artificial em gado de leite - aquisição e armazenamento do sêmen
Inseminação artificial em gado de leite - identificação da vaca em cio
Inseminação artificial em gado de leite - momento ideal para inseminação
Inseminação artificial em gado de leite - sequência da inseminação artificial
Inseminação artificial em gado de leite - diagnóstico de gestação

Conheça os Cursos a Distância CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Manual do Gado Zebu

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!