Adquira 2 ou mais Cursos CPT e ganhe Frete Grátis.

Calda Bordalesa: o que é, para que serve e como utilizar?

A calda bordalesa é um fungicida permitido na Agricultura Orgânica por ser o sulfato de cobre um produto pouco tóxico, e por melhorar o equilíbrio nutricional das plantas

Calda Bordalesa: o que é, para que serve e como utilizar? - Artigos Cursos CPT

A calda bordalesa é um fungicida que surgiu no século passado, na região de Bourdeaux, na França, para o controle de míldio em videiras. Ela resulta da mistura de sulfato de cobre com cal virgem, diluídos em água. O seu uso é permitido na Agricultura Orgânica por ser o sulfato de cobre um produto pouco tóxico, e por melhorar o equilíbrio nutricional das plantas. A preparação mais comum da calda bordalesa se dá na proporção de 1 parte de cal virgem e 1 parte de sulfato de cobre para 100 partes de água.

Segundo Luiz Geraldo Santos, professor do Curso a Distância CPT Cultivo Orgânico de Hortaliças em Estufa, em Livro+DVD e Curso Online, “A quantidade de cada ingrediente vai depender do volume final de calda pretendido. Como exemplo, vamos propor as quantidades para encher um pulverizador costal de 20 litros. Para utilizar em culturas sob estufa, reduzir a 30% as doses dos ingredientes”.

Produção da calda bordalesa - Ingredientes/Quantidade


Sulfato de cobre - 200 g
Cal virgem - 200 g
Água - 20 L

I- O sulfato de cobre

O sulfato de cobre se dissolve lentamente na água. Por isso deve-se colocar 200 g do produto em um saquinho de pano ralo, em um balde com 5 litros de água. O saquinho deve ficar suspenso, próximo à superfície da água, para facilitar a dissolução. Para dissolver mais rapidamente o sulfato de cobre, pode-se utilizar água morna ou colocá-lo na água na noite anterior.

II- A cal

A cal virgem deve ser de boa qualidade para reagir totalmente com a água. Os 200 gramas de cal são colocados no fundo de um balde com pouca água para haver reação rápida. Se não houver aquecimento da mistura em menos de 30 minutos, a cal não deve ser usada, pois é de má qualidade. Quanto mais rápida é a reação, melhor é a cal. Depois de a cal ter reagido com a água, formando uma pasta rala, deve-se completar o volume de água até 5 litros, cuja mistura terá uma aparência de leite de cal, bem homogênea.

III- A mistura

A mistura das duas soluções deverá ser feita despejando-se a mistura com sulfato de cobre sobre a de cal, nunca o contrário. A mistura deverá ter um aspecto denso, onde a cal não se decanta. Após mexer algumas vezes, coar a mistura e despejar no pulverizador, completando o volume até 20 litros.

Cuidado com a calda ácida

Para evitar queima das folhas das plantas, caso a calda esteja ácida, deve-se fazer um teste com um canivete ou faca de ferro, pingando sobre a lâmina uma gota da calda. Se, após três minutos, no local da gota se formar uma mancha avermelhada, é sinal de que a calda está ácida. Deve-se então adicionar mais leite de cal, até que a mistura fique neutra.

Recomendações de uso em estufas


Recomendações do uso da calda bordalesa em estufas - Artigos Cursos CPT

- Tomate: a calda pode ser aplicada, quando a plantinha estiver com 4 folhas. Controla a requeima, a pinta-preta e a septoriose.

- Batatinha: aplicar a partir de 20 dias após a germinação. Controla a requeima e a pinta-preta.

- Cebola: contra a mancha púrpura e outras manchas das folhas, diluir 3 partes da calda em 1 parte de água.

- Alho: usar a mesma recomendação para a cebola. Contra a ferrugem, usar calda sulfocálcica.

- Beterraba: para mancha da folha (Cercospora beticola), usar 3 partes de calda para 1 de água.

- Alface e chicória: para míldio e podridão de esclerotínia, usar 1 parte de calda para 1 parte de água.

- Couve e repolho: para míldio e alternaria em sementeira, diluir 1 parte de calda para 1 parte de água.

- Abobrinha e pepino: para míldio e outras manchas foliares, diluir 1 parte de calda em 1 parte de água.

As doenças de hortaliças geralmente ocorrem em condições de alta umidade do ar. Portanto, quando as condições do ambiente forem favoráveis às doenças, fazer aplicações semanais. Caso contrário, pulverizar quinzenalmente ou mensalmente.

Recomendações de uso em pomar


Recomendações do uso da calda bordalesa em pomar - Artigos Cursos CPT

- Caqui: para cercosporiose e mycosphaerela, usar 1,5kg de cal virgem para 0,3 kg de sulfato de cobre e 100 litros de água.

- Figo: para ferrugem, fazer tratamento de inverno com calda sulfocálcica. Durante a vegetação da brotação, até a maturação, deve-se pulverizar a calda bordalesa (1:1:100) periodicamente, a cada 10 a 15 dias.

- Cítricos (laranja, limão, mexerica entre outros): para verrugose e melanose da laranja doce, após uma safra em que a incidência da doença foi grande, fazer 2 pulverizações - a primeira antes da florada, a segunda quando 2/3 das pétalas tiverem caído. Quando a incidência é baixa, pulverizar uma vez após a florada. Nessas pulverizações deve-se adicionar óleo mineral , porque o cobre matará os fungos que atacam as cochonilhas, podendo haver o aumento destas.

- Goiaba: para ferrugem, pulverizar periodicamente de setembro a dezembro, quando as condições de clima são mais favoráveis: alta umidade do ar e temperaturas amenas.

- Rosáceas (Abricó, ameixeira, amendoeira, cerejeira, macieira, marmeleiro, nectarina, nespereira e pessegueiro): entomosporiose - pulverizar com caldabordalesa ou calda sulfocálcica após a poda, até o início da formação dos frutos.

- Mangueira: antracnose - pulverizar a primeira vez em fins de junho, antes do florescimento, em cobertura total, devendo molhar a copa uniformemente. A segunda pulverização deve ser feita durante o florescimento. A partir daí, fazer outras pulverizações entre 15 a 20 dias, de acordo com as condições do tempo (alta umidade e baixa temperatura), e intensidade da doença.

- Morangueiro: pulverizar, até a floração, com calda sulfocálcia. Depois substituir por calda bordalesa. Para antracnose: 0,5% de calda bordalesa + 1,5 litros de calda sulfocálcica em 100 litros de água, alternada com calda sulfocálcica.

Aumente seus conhecimentos sobre o assunto. Acesse as matérias CPT abaixo:


- Biofertilizante líquido: o que é e como aplicar nas plantas?
- Bokashi orgânico: o que é, como preparar e como aplicar

Quer saber mais sobre o Curso CPT? Dê Play no vídeo abaixo:


Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Agricultura Orgânica.
Por Silvana Teixeira.

Salvar

Cursos Relacionados

Curso Cultivo Orgânico de Brócolis, Couve-Flor e Repolho Curso Cultivo Orgânico de Brócolis, Couve-Flor e Repolho

Com Prof. Dr. Jacimar Souza

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo Orgânico de Hortaliças em Estufa Curso Cultivo Orgânico de Hortaliças em Estufa

Com Prof. Luiz Geraldo de Carvalho Santos

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo Orgânico de Gengibre, Taro e Inhame Curso Cultivo Orgânico de Gengibre, Taro e Inhame

Com Prof. Carlos Alberto e Prof. Dr. Jacimar Souza

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Robson Souza

14 de out de 2017

Olá, tenho uma videira que esta com muitos cachos de uva agora em Outubro. Reparei que apareceram nos cachos umas pintas pretas nas uvas e as folhas umas manchas amarelas. Isso está se propagando muito rápido. Posso combater com calda bordalesa e qual periodicidade? Até a epoca da colheita isso se resolve com tratamento?

Resposta do Portal Cursos CPT

16 de out de 2017

Olá Robson,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. A calda bordalesa só pode ser aplicada em dois tipos de doença que acometem a uva, que são: Na Uva Itália (a doença Míldio Podridões) e na Uva Niágara (a doença Míldio Manchas), portanto recomendamos que procure um consultor agrícola para verificar qual doença está atacando sua uva, antes de realizar qualquer tipo de tratamento.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

francismara tizot franco

27 de set de 2017

oque fazer quando os pés de frutas começa a secar ? parece que tem uns bichinhos dentro do caule ,e comem o miolo do caule e ai o pé seca..

Resposta do Portal Cursos CPT

27 de set de 2017

Olá, Francismara.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Seus pés de fruta estão sendo atacados por pragas. O indicado a se fazer nesses casos é identificar a praga e procurar soluções para acabar com ela. Caso você não consiga identificar, deverá procurar um técnico agrícola para auxiliá-la na resolução do problema.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

patricia

24 de set de 2017

BOA NOITE, POR FAVOR ME AJUDEM, AS ABELHAS CACHORAS, OU BORAS, AQUELAS PRETAS SEM FERRAO ESTAO COMENDO TODOS OS BROTOS QUE NASCEM DE MINHAS MUDAS DE LARANJAS, E DEPOIS DE COMELAS , ELAS ATACAM AS ESTREMIDADES DAS FOLHAS NOAS, FICANDO COM APARENCIA SERRILHADA, O QUE FAÇO TERIA ALGO PARA ESPANTAR ESTAS ABELHAS ?

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de set de 2017

Olá, Patricia.

O seu comentário já foi respondido.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Thiago Melz

15 de set de 2017

Bom dia, gostaria de saber se pode aplicar o sulfato de cobre em qualquer floração. Como aqui no sul esta começando a floração da videira, se o produto não causa aborto na planta. E para as demais ela chega a causar aborto?

Resposta do Portal Cursos CPT

15 de set de 2017

Olá, Thiago.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. A calda bordalesa não produz prejuízos às plantas, porém, para uma aplicação correta, recomendamos que você procure um técnico agrícola para auxiliá-lo nesse processo.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Anésio

14 de set de 2017

Senhores: Tenho no meu quintal de casa alguns pés de fruta, entre eles laranja pokan, laranja baia, goiabeira, figo, e outras. Neste ano, e em anos anteriores, fiz uma poda conforme manda a lei. Espalhei calcário e adubo especial para arvores frutíferas. Porem quando as laranjas começam a amadurecer, elas racham. Porque isso acontece? Outro assunto. Este ano fiz limpeza do caule tirando todos os fungos. O que devo passar no caule para evitar futuros fungos e proteger o mesmo? Obrigado.

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de set de 2017

Olá, Anésio.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Seu pé de laranja deve estar com alguma doença. O melhor a fazer nesse caso é procurar um engenheiro agrícola para que possa orientar sobre o que fazer, pois os produtos químicos a serem usados devem ser receitados. Além de detectar o problema, ele oferecerá a melhor solução.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Uta Grunauer

1 de set de 2017

Boa Tarde Gostei muito das informações bem detalhadas. Li todos os comentarios também mas tenho uma pergunta que não achei a resposta. Tenho uns pés de mamão aqui e fiquei bem feliz porque veio uma boa quantidade de frutos. Porém para minha surpresa, triste surpresa por sinal, os frutos começaram a ficar manchados, parecendo mofados. E os frutos que cortei não tinham semente. Nesse caso uso também essa calda. O que fazer? Nas plantas que ainda tem frutos pequenos ou ainda não tem fruto o que fazer para prevenir? Muito grata e me interessei pelos cursos, só não neste momento. Att Uta

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de set de 2017

Olá, Uta.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Seu mamoeiro pode estar sendo atacado pelo fungo que causa antracnose. Caso se confirme, paa combatê-lo, nos plantios onde houver uma fonte de inóculo muito grande, os frutos atacados devem ser retirados de plantas e enterrados. A colheita deve ser feita com os frutos ainda em estado verdoengo e devem ser desinfectados os galpões de armazenamento e os vazilhames de transporte e embalagens. O controle da antracnose deve ser realizado de forma preventiva com pulverizações quinzenais, utilizando produtos à base de cobre, benzimidazol maischlorotalonil ou mancozeb, sendo a calda bordalesa eficiente nesse caso.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

margarida lopez paz ferreira

29 de ago de 2017

eu posso usar a calda bordalesa em pé de maracujá se sim como usar

Resposta do Portal Cursos CPT

29 de ago de 2017

Olá, Margarida.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Nos maracujazeiros, ela deve ser usada para combater bacteriose e verrugose, sendo feita com 200 a 400g de cobre e cal virgem.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Gabriela Basilio de Souza Saibel

19 de ago de 2017

Olá, boa noite. Meu avô tem no quintal algumas plantas, entre elas alguns citros. Ta com sintoma de minador e queriamos aplicar a calda, porém ha tambem colchonilhas. Devemos aplicar calda bordalesa com o oleo mineral? se sim, vc poderia me indicar uma quantidade? Agradeço demais as informaçoes e ja registro o interesse nos cursos de produção organica. Obrigada! Gabriela

Resposta do Portal Cursos CPT

21 de ago de 2017

Olá, Gabriela.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Sim, você deverá aplicar a calda com o óleo mineiral. O óleo tem ação inseticida, principalmente contra colchonilhas. É indicado para as culturas do abacate, café, citros, figo, manga, maçã, pêra e plantas ornamentais (hibiscus e azalfias). Contra cochonilhas de carapaça (cabeça de prego, escama virgula, escama farinha, parlatória, piolho de São José, etc. ) e cochonilhas sem carapaças ( cochonilhas verde, marrom e pardinha). O óleo utilizado deve ser de grau leve, podendo ser de origem mineral (princípio ativo: 80 a 85%), vegetal (93%) ou de peixe. Este último tem sido muito indicado para controle de pragas. A dosagem do óleo mineral deve ser: primavera/verão: 1 litro/100 litros de água; outono/inverno: deve-se aumentar para 1,5 a 2,0 litros em 100 litros de água.

Quanto ao interesse pelos cursos, nossas consultoras entrarão em contato.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

patricia

9 de ago de 2017

BOA NOITE, POR FAVOR ME AJUDEM, AS ABELHAS CACHORAS, OU BORAS, AQUELAS PRETAS SEM FERRAO ESTAO COMENDO TODOS OS BROTOS QUE NASCEM DE MINHAS MUDAS DE LARANJAS, E DEPOIS DE COMELAS , ELAS ATACAM AS ESTREMIDADES DAS FOLHAS NOAS, FICANDO COM APARENCIA SERRILHADA, O QUE FAÇO TERIA ALGO PARA ESPANTAR ESTAS ABELHAS ?

Resposta do Portal Cursos CPT

10 de ago de 2017

Olá, Patricia.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Você pode usar a calda bordalesa ou até mesmo o Nim. Confira mais informações nesse artigo.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Artes da costa

7 de ago de 2017

Meu pomar está cheio de pulga é fumagina e não sei como combater.

Resposta do Portal Cursos CPT

8 de ago de 2017

Olá, Artes.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Você pode usar a calda bordalesa ou até mesmo o Nim, que é um inseticida natural. Mais informações aqui.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Mais Artigos que abordam as diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade