WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Degeneração mixomatosa valvar em cães e gatos. Aprenda!

A degeneração mixomatosa valvar é uma doença degenerativa das valvas atrioventriculares, sendo a maior causa de insuficiência cardíaca congestiva (ICC) em cães

Degeneração mixomatosa valvar em cães e gatos. Aprenda!    Artigos CPT

Se você é médico veterinário, estudante de medicina veterinária ou profissional da área e precisa urgentemente aprender um pouco mais sobre a degeneração mixomatosa valvar em cães e gatos, saiba que podemos ajudar e quem vai dar as primeiras abordagens sobre o tema é Eduardo Duarte de Oliveira, professor do Curso CPT Cardiologia de Cães e Gatos.

“A degeneração mixomatosa valvar é uma doença degenerativa das valvas atrioventriculares, sendo a maior causa de insuficiência cardíaca congestiva (ICC) em cães. Como característica está à degeneração mixomatosa, acompanhada de uma fibrose valvar crônica.”

Corações acometidos pela degeneração mixomatosa valvar   Artigos CPT

Foto: Corações acometidos pela degeneração mixomatosa valvar.

E como a doença acontece nos animais domésticos? Quais são os mais atingidos por ela? Pois bem, vamos lá. A degeneração mixomatosa pode ocorrer de forma discreta, moderada ou grave, acometendo 60% da valva mitral e 30% das valvas mitral e tricúspide. É uma enfermidade comum em cães com meia idade e idosos, de raças de pequeno e médio porte, como o poodle, schnauzer, teckel, cocker spaniel, maltês e cavalier king charles spaniel.

Fisiopatologia da degeneração mixomatosa valvar:


1. Durante a sístole ventricular, a valva atrioventricular se fecha, impedindo que o sangue retorne para os átrios.
2. A valva atrioventricular vai se tornando degenerada e espessa, permitindo o refluxo de sangue que retorna para dentro dos átrios.
3. Ao acontecer o refluxo, o paciente tem uma sobrecarga das câmaras cardíacas, fazendo com que o átrio receba maior volume de sangue, aumentando assim de tamanho (cardiomegalia) para comportar esse excesso sanguíneo.
4. À medida que o sangue começa a sobrecarregar o átrio esquerdo, o volume em excesso vai congestionando os pulmões, podendo levar ao quadro de ICC, por alterações hemodinâmicas.

Sinais clínicos discretos da degeneração mixomatosa valvar em cães e gatos:


A maioria dos pacientes é assintomático. O diagnóstico, em muitos casos, é acidental ao se realizar a auscultação cardíaca e pulmonar e identificar um sopro.

• Tosse.

• Perda de peso.

• Fadiga.

• Cianose.

• Síncope.

• Sinais de ICC.

O exame físico é realizado através da auscultação dos focos cardíacos e pulmonares, avaliação do pulso (força e sincronicidade) e das mucosas (coloração).

Focos de auscultação:
• Lado esquerdo: pulmonar, aórtico e mitral.
• Lado direito: tricúspide.

Gostou do assunto? Leia também a matéria abaixo:


- Veterinário, responda: o que é cardiomiopatia dilatada em cães e gatos?

Um pouco mais sobre o que encontrar no Curso CPT? Assista ao vídeo!


 

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!